CONSELHOESCOLAR

CONSELHOESCOLAR

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

CADERNO 4 – CONSELHO ESCOLAR E O APROVEITAMENTO SIGNIFICATIVO DO TEMPO PEDAGÓGICO

ATIVIDADE 4.1

ASSUNTO ABORDADO NESTA UNIDADE: QUESTÃO DO TEMPO DE APRENDIZAGEM NA ESCOLA
Na escola Amarela há estudantes da zona urbana e também da zona rural. Como os estudantes da zona rural demoram em média 2 horas para chegarem à escola, eles estudam no período da tarde. Desta forma, fica difícil para estes estudantes estarem na unidade escolar em período contrário, uma vez que dependem do transporte escolar oferecido pela prefeitura da cidade.
Neste caso, precisamos pensar em atividades diferenciadas para serem realizadas no período de aulas, para os estudantes que apresentam maiores dificuldades de aprendizagem, a fim de que eles apreendam os conhecimentos previstos para a turma.

ORIENTAÇÕES PARA PARTICIPAR

Caro (a) cursista (a),
Depois de refletir sobre a situação da escola amarela, propomos uma discussão neste fórum a partir dos questionamentos:
• Como as escolas têm articulado a questão do tempo de aprendizagem?
• Quais sugestões você daria para a escola amarela realizar atividades para estes estudantes de zona rural?
• Estamos trabalhando as dificuldades de aprendizagem na escola? Como?
Pense em algumas ações que o Conselho Escolar poderia realizar para contribuir e melhorar a aprendizagem destes estudantes.

PERÍODO DE PARTICIPAÇÃO06/10 a 15/10 (10 dias)
Valor: 0 – 10 / Atividade vale frequência.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
• Participação no blog com três inserções (reflexões e/ou opiniões), distribuídas durante o período de 10 dias (tempo em que discutiremos o Caderno 4). Sugestão: uma participação por semana. (3,0 pontos)
• Responder de forma reflexiva os questionamentos propostos para este fórum. (3,0 pontos)
• Escrever suas ideias com clareza, coesão e objetividade. (2,0 pontos)
• Obedecer às normas gramaticais e ortográficas da língua portuguesa. (2,0 pontos)

116 comentários:

  1. Refletindo sobre a “QUESTÃO DO TEMPO DE APRENDIZAGEM NA ESCOLA”, devo dizer que a compreensão dos processos de construção do conhecimento estão presentes nas diversas abordagens sobre o ato de ensinar e aprender. Esse movimento dinâmico, que é estabelecido entre educadores e educandos, é permeado por tempos e espaços. A Proposta Pedagógica de toda escola deve apontar em seus princípios o respeito às diferenças, exigindo, portanto um olhar diferenciado sobre o ato pedagógico, de forma que se instaure um movimento construtor de possibilidades. As muitas faces que compõem esse processo colocam o educador frente a aprendizagens diferenciadas, sendo desafiado constantemente no seu fazer pedagógico. É necessário encarar todos os momentos em que os alunos estão na escola como momentos pedagógicos,e,portanto, momentos em que sâo processadas muitas aprendizagens importantes para suas vidas. Já trabalhei em escola onde seus profissionais articularam muito bem e com sabedoria a “questão do tempo aprendizagem”, muitas vezes até trabalhando como voluntários em períodos alternados aos seus de trabalho. Como se sabe toda criança apresenta um ritmo único no processo de evolução. E, ao se tratar de educação não existe receita pronta. Mas, isto não significa que não existem caminhos que possam ser seguidos, de maneira que venha a contribuir para atuar em situações, em especial ao tempo de aprendizagem. Sugere-se como ponto de partida, a elaboração de um Projeto Político Pedagógico que estabeleça como objetivo, atender todos os alunos, isso em consonância com os pais, os profissionais ligados à educação e o Conselho de Escola.Considerando a escola um ambiente em que todos devem ser tratados com igualdade, o ideal é que todos tenham as mesmas oportunidades, porém, essas podem e devem ser aplicadas de forma diferenciada. Recomenda-se ao professor que comece aplicar diversas atividades de conteúdos diferentes ou iguais, na mesma turma; também mudança na rotina diária, colocando alunos para trabalharem em duplas, grupos; laboratórios; teatros; dança; música, etc. As atividades diversificadas devem ser sempre contextualizadas.

    Heloisa M. de B. Gomes - Coordenadora do CEIM Distrito Toriba do Sul

    ResponderExcluir
  2. O aproveitamento do tempo de aprendizagem do aluno é muito preocupante. E a escola cumprindo sua função social, deve organizar as suas atividades curriculares considerando a realidade de sua clientela e o seu Projeto Político Pedagógico. Não devemos esquecer que a atividade escolar não se realiza exclusivamente em sala de aula. A depender do contexto em que se insere,são múltiplas as possibilidades de outros locais que a escola deve identificar para a realização do trabalho pedagógico de natureza teórica ou prática. A Escola Amarela deve se ater a isso, procurando desenvolver atividades diversificadas, visando à plena formação do estudante. Não é o que vemos nos dias de hoje, mas para efetivar essas atividades curriculares considerando o tempo de aprendizagem dos alunos, os docentes, gestores, pais, comunidade escolar e Conselho Escolar, precisam desenvolver práticas democráticas de reorganização do fazer cotidiano e da gestão da escola, com objetivos pedagógicos claros, incentivando posturas de comprometimento por parte de todos os envolvidos.

    Funcionárias do CEIM do Distrito de Toriba do Sul

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com a Edite,a Vanda,a Teresa,a Cristina e a Joana, que assim afirmam "[...] para efetivar essas atividades curriculares considerando o tempo de aprendizagem dos alunos, os docentes, gestores, pais, comunidade escolar e Conselho Escolar, precisam desenvolver práticas democráticas de reorganização do fazer cotidiano e da gestão da escola, com objetivos pedagógicos claros, incentivando posturas de comprometimento por parte de todos os envolvidos.

    Heloisa m. de B. Gomes - Coordenadora do CEIM do Distrito de Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  4. Gostamos muito do que a Heloisa escreveu, gostamos mais ainda do que lemos lá, o que agora transcrevemos "[...}Já trabalhei em escola onde seus profissionais articularam muito bem e com sabedoria a “questão do tempo aprendizagem”, muitas vezes até trabalhando como voluntários em períodos alternados aos seus de trabalho [...]". Que maravilha de escola e de profissionais! Que consciência de comprometimento com a educação e com os alunos! Seria excelente se todos se comprometessem assim com a questão de tempo aprendizagem da escola.

    Edite, Vanda, Teresa, Cristina e Joana - Funcionárias do CEIM do Distrito de Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  5. Conselho Escolar e o aproveitamento significativo do tempo pedagógico

    É função da escola formar o cidadão, assegurando o acesso e a apropriação do conhecimento sistematizado, mediante a instauração de um ambiente propício às aprendizagens significativas e às práticas de convivência democrática. Para cumprir sua função, a escola precisa construir, instituir de forma coletiva, um projeto político-pedagógico.

    A escola precisa se organizar para atender ao direito do estudante de ter uma educação de qualidade e de constituir um espaço favorável à plena formação do estudante.

    A escola organiza suas atividades curriculares considerando o tempo de aprendizagem do estudante, os docentes e gestores precisam desenvolver práticas democráticas de reorganização do fazer cotidiano e da gestão da escola, com objetivos pedagógicos claros, incentivando posturas de comprometimento da comunidade escolar.

    O Conselho Escolar pode auxiliar a escola na ampliação de sua autonomia em relação à condução das atividades pedagógicas e administrativas, sem que ela perca sua vinculação com as diretrizes e normas do sistema público de ensino. Nesse sentido incentiva as medidas que são tomadas visando à instauração ou ao aprofundamento das relações democráticas entre todos os segmentos que a compõem, sem perder de vista que o objetivo último e mais importante é que tal clima favoreça, de fato, as aprendizagens dos estudantes.

    O maior desafio para os docentes, ao organizarem as situações de aprendizagem, é, sem dúvida, considerar a heterogeneidade dos estudantes. Assim, discutem e analisam propostas de atividades didáticas que, além de, potencialmente, serem portadoras de significados para a vida do estudante, são compatíveis e flexíveis com as formas e o tempo de suas aprendizagens. Os docentes consideram necessário compartilhar com os estudantes o sentido dessas atividades, discutindo em sala de aula os objetivos e as finalidades das tarefas que as compõem e o tempo necessário para que os estudantes demonstrem sua aprendizagem, favorecendo, assim, uma compreensão e consciência maior do trabalho que desenvolvem e que possibilita as progressões. Por isso estabeleceram um calendário com reuniões periódicas visando reorganizar os tempos e as situações de aprendizagem na escola.

    ResponderExcluir
  6. continuando... Quando a escola verificar que alguns estudantes não apresentam o aproveitamento escolar esperado, o estudante tem o direito de dispor de mais tempo para avançar em suas aprendizagens, e a escola tem o dever de favorecer esse tempo de acordo com as suas necessidades. Assim, de modo coletivo, analisam e avaliam essas dificuldades e organizam, de forma criativa, uma nova proposta de trabalho com previsão do tempo necessário para que os estudantes de fato alcancem um novo patamar em suas aprendizagens.

    É tempo dos estudos de recuperação! É direito do estudante! É dever de a escola oferecê-los de modo atraente e motivador! Então são organizadas reuniões com o propósito de informar e discutir com os estudantes e os respectivos pais ou responsáveis sobre essa possibilidade. Essas reuniões estão previstas no calendário da escola, são muito concorridas e constituem momentos muito propícios para abordar outros aspectos do projeto pedagógico da escola.

    A recuperação paralela, isto é, aquela que se faz em horário diferente das atividades regulares do estudante, será ofertada as condições necessárias para que o aluno consiga adquirir e processar novas aprendizagens, que requer ser bem planejada.

    Os docentes poderão fazer o registro do acompanhamento do estudante e do grupo, considerando as dimensões relativas ao conhecimento, às atitudes e valores, às aprendizagens socioafetivas e culturais. Esses subsídios serão utilizados para refletir sobre os efeitos que derivaram da ação pedagógica e o seu redirecionamento de acordo com as necessidades eventualmente constatadas.

    É tarefa de o Conselho Escolar acompanhar as formas como se realizam as progressões dos estudantes, verificar de que modo estão se saindo nas recuperações propostas pelos docentes e quais resultados alcançaram, bem como o tempo adequado para as atividades realizadas.

    ResponderExcluir
  7. Concordo com Edite, Vanda, Teresa, Cristina e Joana de que a atividade escolar não se realiza exclusivamente em sala de aula.

    ResponderExcluir
  8. Tania Ramos de Andrade14 de outubro de 2011 16:35

    Antes de dar o meu posicionamento sobre as questões do caderno IV desse fórum quero ressaltar alguns pontos que envolvem nossa educação, sabemos que para conseguirmos atingir algo por completo o trabalho tem que ser coletivo, sem fragmentação desde a administração escolar ate os país dos alunos, e é claro que para que alcancemos nossos ideais é preciso que as políticas publicas estejam envolvidas nessa relação, pois são elas que dão o suporte necessários para que nossas idéias se realizem, pois é certo que, não basta que os país e nós professores desejemos e lutemos por uma educação de qualidade se nossos governantes e administradores não aceitarem a idéia de que precisamos de uma política renovadora na área da educação, com mais investimentos em matérias didáticos, formação profissional de qualidade, alem de estruturas físicas com prédios adequados e adaptados para cada fase da educação, ou seja, que os recursos destinados para a educação sejam aplicados exclusivamente na educação.
    É sabido que esta na lei, que somos amparados pela LDB e principalmente pela Constituição Federal, mas sabemos também que muitos dos nossos direitos nunca saem do papel, ou se saem, antes de chegar ate nós é desviado por alguns que não se importam com o coletivo e buscam apenas ampliar seus recursos financeiros de forma desonesta, isso ocorre por que com certeza os filhos “desses’ estão matriculados em alguma instituição de ensino particular com todos os aparatos que lhe são de direito para construir seus conhecimentos, e o que é pior, com certeza essas pessoas nem se quer sabem ou ate mesmo não se importam que na maioria das vezes falta o básico do básico para que o trabalho do professor seja realizado com dignidade e os alunos tenham o mínimo de amparo que merecem.
    A questão é, ate quando vamos esperar para poder por em pratica o que nós já sabemos que devemos fazer para melhorar a educação, mas que por falta de recursos que não chegam ate nós por que param em mãos erradas nós limitam.
    O fato é que, somos fortes e corajosos para enfrentar essa batalha e que devido ao amor que sentimos pela profissão não nós deixamos desanimar e estamos sempre dentro das nossas possibilidades buscando e fazendo o melhor por nossos pequenos.

    C.E.I.M. Vila Dom Silvio

    ResponderExcluir
  9. Tania Ramos de Andrade14 de outubro de 2011 17:47

    Nos dias de hoje podemos dizer que tivemos grandes avanços na educação, porem infelizmente nem todas as instituições adéquam corretamente o tempo do aluno dentro da unidade escolar com o tempo da aprendizagem, ou na maioria das vezes deixa passar despercebido pequenas ações que mereciam uma atenção especial e que deveriam ser utilizadas em benefício da formação dos alunos, isso ocorre muitas das vezes por despreparo do próprio professor ou ate mesmo da unidade escolar como um todo em saber olhar para as possibilidades que surgem e deveriam ser aproveitadas.

    Devemos, no entanto, dar atenção especial na elaboração do Projeto Político Pedagógico pois é ele quem dá o norte para a organização das atividades curriculares e da organização da escola, e para que isso ocorra não pode haver divisão entre os que o planejam e os que o executam, ou seja, tem que haver a participação mutua de todos os envolvidos com a educação

    Na unidade onde eu leciono tentamos adequar o tempo da aprendizagem ao seu maximo usando a rotina para organizar nossos trabalhos fazendo com que tudo e qualquer ação desde as mais simples tenha seu significado para contribuir na formação dos alunos, para isso contamos com a ajuda de todos os envolvidos na unidade principalmente dos país, é certo que muitas das vezes essa é uma tarefa muito difícil, infelizmente nem todos colaboram mas o importante é não desistir nunca.

    Uma das possíveis soluções tanto para os alunos da Zona Rural quanto para os Urbanos que não podem estar em período contrario na escola é a instituição de atividades extracurriculares onde possam ser realizadas com a participação dos país e orientadas e fiscalizadas por exemplo pelo próprio conselho escolar, atividades essas que ajudem tanto na composição do currículo escolar como na pratica de vida desses alunos dentro de suas realidades e a de seus país, ou seja, adequar o currículo as necessidades reais dos alunos e a de seus familiares, despertando assim o interesse dos familiares em ajudar os alunos na realização das atividades.

    C.E.I. M Vila Dom Silvio

    ResponderExcluir
  10. Atualmente, o objetivo das escolas tem sido buscar uma melhoria eficaz na educação dos seus alunos, e também buscar subsídios para garantir o tempo e o espaço para a construção de seus conhecimentos. É necessário programar-se, saber quais objetivos que a Unidade Escolar visa alcançar. Saber as reais necessidades de seus alunos e assim, auxiliá-los nessa busca por novas aprendizagens. Não basta apenas despejar informações e conhecimentos, é preciso haver toda uma preparação, toda uma motivação que leve esse aluno a querer a aprender, pois se ele já não aprende em seu horário normal de aula, é porque existe um ponto a ser trabalhado, e com isso, o professor deve usar de suas ferramentas de educador e motivador para mostrar novos caminhos para este aluno, mostrar que ele é capaz. A escola juntamente com o Conselho Escolar devem estar unidos no que se refere a busca por sanar tais dificuldades de seus alunos. Buscar meios, convidar a família para participar desse processo, saber a origem dos problemas que venham afetar a vida escolar do aluno, pois só assim, é possível garantir uma educação democrática.

    Ana Priscila Bego Pereira
    At. 4.1 - CEIM - CASA DE JESUS - Itaberá

    ResponderExcluir
  11. O aproveitamento do tempo de aprendizagem é muito importante, e temos que refletir muito para que possamos encontrar um formato de aprendizagem dentro e fora da escola, para atender os direitos do estudante a ter acesso a uma educação de qualidade, e para que isso aconteça temos que formar propósitos de constituir espaços favoráveis, e plenos, para a formação, não só durante o seu horário de aula, mais que se estenda durante todo seu dia, com materiais pedagógicos com objetivos claros incentivando todos os alunos e também educadores, desenvolvendo atividades diversificadas, atraentes e motivadoras;e assim ocupem o seu tempo com atividades educativas.
    Lucimara j. Almeida
    c.e.i.m. itabera
    CAD:4 ati:1

    ResponderExcluir
  12. Temos também que refletir muito sobre o tempo de recuperação, pois é direito sim de todo o aluno, e também é mais que dever de toda a escola oferecer isso a todo o aluno, mais sim com atividades de qualidade e propósitos.
    Lucimara j. Almeida
    c.e.i.m. itabera
    CAD:4 ati: 1

    ResponderExcluir
  13. Alessandra P. de Paula14 de outubro de 2011 23:55

    Estamos vivendo em mundo de mudanças constantes na área da educação, pois a função principal da escola é formar o cidadão, sendo que a mesma tem que garantir um tratamento igualitário a todos, ensinando-os a conviver e a respeitar as diferenças. Uma das coisas que tem chamado a atenção é o aproveitamento do tempo de aprendizagem do aluno,pois está sendo muito preocupante,devido ao tempo de aprender de cada um. Nós enquanto professores temos que respeitar esse processo de aprendizagem, considerando que cada estudante é único, permitindo que o mesmo avance no seu ritmo, usando o tempo necessário contando com uma ajuda diferenciada para aprender. Ao Conselho Escolar, cabe ficar de olho para ver se estes estudantes estão sendo respeitados em seu ritmo de aprendizagem.
    Sabemos que o processo de aprendizagem não ocorre somente em sala de aula, mas também em praças, parques, museus, bibliotecas, etc. Sendo assim, esse trabalho deve ocorrer em conjunto com a escola, pais e comunidades. Por isso, tem que ser um projeto bem organizado, para dar uma educação de qualidade a todos. Conclui-se para a concretização desse projeto seja bem sucedida, a escola juntamente com o Conselho Escolar tem que trabalhar juntos, para poderem somar benefícios ao aluno.

    Alessandra P. de Paula
    AT.4.1 CEIM ITABERÁ

    ResponderExcluir
  14. Alessandra P. de Paula15 de outubro de 2011 00:10

    Concordo com você, Ana Priscila quando diz que os objetivos das escolas tem sido buscar uma melhoria eficaz na educação de seus alunos,sem esquecer de saber as reais necessidades do mesmo,tendo que se programar para então dar uma educação democrática a todos.

    Alessandra P. de Paula
    AT.4.1-CEIM ITABERÁ

    ResponderExcluir
  15. Nós que participamos do mundo de ensino-aprendizagem, devemos proporcionar à criança maior desenvolvimento e isso só será possível se agirmos com amor em nossa profissão.
    Trabalhar de maneira diversificada, motivando e valorizando o desempenho do aluno, é a melhor forma de abranger uma sala heterogênea. O lúdico ajuda muito, pois a aprendizagem é adquirida através de momentos prazerosos, que despertam o interesse da criança.
    Mas isso deve ser planejado, com tempo necessário para que não haja atropelamento na atividade.
    Luciane Ap. Lobo Santucci
    EMEI"Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  16. agneli steidel de souza CEIM VILA DOM SILVIO16 de outubro de 2011 07:53

    Oi Lucimara, concordo plenamente com você. Todo aluno tem direito em aprender um ensino de qualidade.Levando em conta o tempo de apredizagem o qual tem de ser aproveitado o máximo posssivel e isso deverá estar no planejamento da escola. Esse tempo deve ser reanalizado nas escolas e oferecer aos alunos maneiras novas de ensino, onde os mesmos sejam atraidos pela escola de forma qe eles possam começar a enchegar e perceber que a escola esta não somente buscando ensinar um conteúdo, mas também os enteragindo juntos. O tempo assim dito de estar na escola acaba sendo prazeroso e o aluno desenvolverá melhor seu aprendizado e seu desempenho escolar estará sendo notavel tanto pela escola como tambem na sociedade , pois ele se tornará um cidadão democrático.

    ResponderExcluir
  17. Tania concordo com você quando diz, que nos dias de hoje tivemos grandes avanços na educação, porem infelizmente nem todas as instituições adéquam corretamente o tempo do aluno dentro da unidade escolar com o tempo da aprendizagem, ou na maioria das vezes deixa passar despercebido pequenas ações que mereciam uma atenção especial.

    ResponderExcluir
  18. neusa gineli ceim dom silvo16 de outubro de 2011 22:53

    vejo que quando falamos de ensino e aprendizagem,a grande preocupação é rever os nossos métodos de ensino constantimente e que tipo de desafio de aprendizagem que estamos oferecendo levando em consideração a propria aprendizagem que o aluno já possui no contexto cultural,social e familiar.quando levamos em consideração esta realidade,vivenciada pelo aluno vejo que já e um grande começo de transforma-los em sujeito, onde a busca dos novos conhecimento vai aflorar a cada dia a cada semana....portanto adequar o tempo de aprendizagem é muito importante principalmente na fase da educação infantil, fase esta considerada a base de toda educação futura.

    ResponderExcluir
  19. Olá pessoal!

    "Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."(Fernando Pessoa)
    Acredito que o pensamento deste nobre escritor reflete bem a situação da Escola Amarela apresentada para a reflexão, foco principal de nosso tema em estudo. Pensar o Conselho de Escola como um novo colegiado capaz de apoiar gestores e professores em prol da melhoria da aprendizagem é revisitar o nosso guarda-roupa e criando novas opções para novos tempos. E isso os professores da educação infantil sabem fazer muito bem e são um modelo a serem seguido. Todos os dias, eles oferecem atividades diferentes e criativas para reter a atenção das crianças, orientam todo o trabalho, que geralmente é feito em grupo, e observam muito, e aí está o segredo. Diariamente anotam observações sobre esta ou aquela criança e bimestralmente, estes mestres na arte de ensinar e aprender, elaboram um relatório para os pais, enumerando os pontos em que a criança avançou e os que precisam ser trabalhados, tanto no que diz respeito a conhecimentos como a atitudes. Unir-se a Conselho Escolar é ampliar este horizonte maravilhoso porque a travessia já foi iniciada com presteza e excelência!

    ResponderExcluir
  20. Aí está, atividades em grupo, o professor sempre observando, intervindo, reagrupando novamente, recuperando continuamente e revendo seu ensinar e aprender.

    ResponderExcluir
  21. A escola precisa se organizar de forma adequada
    com o propósito de constituir um espaço favorável à plena formação do estudante.Alguns estudos têm demonstrado que vários e importantes fatores podem fazer a diferença.
    A escola pode organizar as suas atividades curriculares considerando a realidade em que está inserida e o seu Projeto político-Pedagógico. É preciso ressaltar, inicialmente, que a atividade escolar não se realiza exclusivamente em sala de aula.São várias as possibilidades de outros locais que escola pode identificar para a realização do trabalho pedagógico. Poderão ser atividades concernentes a leituras, pesquisas ou trabalhos em grupos, contato com o meio ambiente, visando à plena formação do estudante.
    O Conselho Escolar tem um papel fundamental, tanto na observação da organização da escola, quanto em relação ao tempo pedagógico.O estudante tem o direito de dispor de mais tempo para avançar em suas aprendizagens, e a escola tem o dever de favorecer esse tempo de acordo com as suas necessidades.Como por exemplo a recuperação paralela, que se faz em horário diferente das atividades regulares do estudante,traz vantagens para o estudante, tendo em vista que lhe serão ofertadas as condições necessárias para que consiga adquirir e processar novas aprendizagens em um outro patamar.

    Maria Betânia Falsarella da Cruz
    CEIM-Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  22. É função da escola, formar cidadãos críticos e participativos, construidores de seus próprios conhecimentos, aproveitando a bagagem de cada um e respeitando as diversidades e valorizando seus princípios. Sendo assim a necessidade de uma elaboração de um Projeto Político pedagógico que estabeleça como objetivo atender a todos os alunos em parceria com os pais, profissionais ligados à educação e o Conselho Escolar.
    O Projeto Político pedagógico constitui as atividades curriculares e a organização da escola que se expressa nas práticas cotidianas ou seja, a atividade escolar não se realiza exclusivamente em sala de aula e os processos relacionados a construção do conhecimento não é a mesma de um aluno para o outro, sendo assim a necessidade de um projeto bem organizado e planejado.
    A escola amarela deve procurar desenvolver atividades diversificadas, focando a plena formação do alunado com o propósito de construir um espaço favorável, podendo fazer com que ocorra essa diferença.
    O Conselho Escolar tem um papel fundamental, tanto na observação da organização da escola quanto em relação ao tempo pedagógico. O aproveitamento do tempo de aprendizagem é muito importante, pois nós professores, formadores de conhecimento, temos que refletir e buscar uma forma de aprendizagem dentro e fora da escola, para que aconteça uma educação de qualidade, ou seja, o ensino-aprendizagem, pois sendo assim temos que refletir sobre a recuperação, pois é um direito de todo aluno que e lei dispõe e a escola deve oferecer atividades de qualidades com propósitos respeitando o tempo de cada aluno.
    Lucilei de Freitas Nunes Almeida
    Oficina Pedagógica- SME

    ResponderExcluir
  23. Realmente Heloisa precisamos levar em consideração o tempo de aprendizagem de cada aluno, cabendo aos docentes, gestores, pais, comunidade escolar e Conselho Escolar estar atentos na importância de que essas práticas exerce na vida de cada um, principalmente na aprendizagem do aluno.

    Ana Prsicila Bego Pereira
    CEIM - Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  24. A escola juntamente com o conselho escolar está auxiliando e enfatizando o valor da interação e das relações sociais no processo de aprendizagem. Os trabalhos propostos individuais e em grupos vem reforçando a capacidade de conhecimento das crianças com importantes fatores que podem fazer a diferença, com isso o professor pode planejar melhor considerando o conhecimento real dos alunos.
    Entende-se que a gestão democrática é um processo em construção, quando tecido junto em equipe apresenta uma proposta criativa, que visa envolver os diferentes segmentos da comunidade e da escola, o que possibilitará um aprendizado coletivo e inovador contribuindo para construção de uma nova cultura escolar. Não esquecendo que para garantir um tratamento igualitário a todos, é necessário considerar as diferenças. Nesse sentido, é importante possibilitar as crianças tempos diferenciados para favorecer o processo de aprendizagem.
    Cecilia Alves Proença
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  25. Alessandra P. de Paula17 de outubro de 2011 21:31

    Boa noite Maria de Lourdes, concordo com você quando diz que a escola precisa se organizar para atender ao direito do estudante de ter uma educação de qualidade e de constituir um espaço favorável à plena formação do estudante.

    Alessandra P. de Paula
    AT-4.1-CEIM ITABERÁ

    ResponderExcluir
  26. Concordo com você Alessandra, quando menciona que a função da escola é formar cidadãos com direitos iguais, ensinando a respeitar as diferenças. Acho que nós professores, formadores de conhecimentos temos que respeitar o tempo de aprendizagem de cada aluno sendo que a construção do conhecimento não é a mesma de um para o outro.
    Lucilei de Freitas Nunes Almeida
    Oficina Pedagógica- SME

    ResponderExcluir
  27. É interessante saber que nossos filhos possuem mais direitos do que muitas vezes cobramos das Instituições Escolares e até de nós mesmos como pais.A carga horária é uma parte do texto lido muito importante para a realidade pois as aulas não podem ser suspensas sem motivo e nem nós pais podemos prejudicar nossos filhos não os enviando nos dias de aula ou comemorações .Outro trecho que se faz importante é o que fala que o calendário escolar admite o planejamento de atividades que independam do calendário civil ,atendendo sempre que possível as condições de ordem climática,econômica ou outras ,sem reduzir a carga de 800 horas anuais.São fatos desconhecidos muitas vezes por nós pais e importantes para nossas crianças .
    Julio /Daiane –Pais de Alunos da EMEI “Arco –Íris”

    ResponderExcluir
  28. Olá, ANA Priscila!
    Concordo com você quando diz que"não basta despejar informações e conhecimentos, é preciso haver toda uma preparação, toda uma motivação que leve esse aluno a querer aprender."Também gostei da sua colocação sobre o aluno que não aprende em horário normal de aula.Penso que você está certa, existe um ponto a ser trabalhado no aluno e as aulas devem ser diversificadas para motivá-lo.
    Luciane Aparecida Lobo Santucci
    EMEI"Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  29. Terezinha/Edilaine18 de outubro de 2011 11:24

    Desde que não tenha menos que 800 horas anuais o calendário escolar pode ser cumprido de acordo com as especificidades do local .
    A aula pode ser realizada também fora da sala de aula ,de acordo com o contexto pode ser dada num parque,praça,museu ,em contato com o meio ambiente ,entre outros ,desde que visem à plena formação do estudante.Assim sendo toda programação incluída na Proposta Pedagógica da Instituição ,com exigência de freqüência e sob responsabilidade de professores habilitados ,será caracterizada como atividade escolar.Muitas vezes o professor realiza atividades fora da sala de aula e são de suma importância na aprendizagem do aluno .
    Terezinha /Edilaine –Funcionárias –EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  30. Como já abordado e discutido que a função social da escola é em primazia formar cidadãos, reconhecendo, interagindo, respeitando e valorizando seu conhecimento prévio, há de se ressaltar a importância da utilização do aproveitamento significativo do tempo pedagógico, para tal há documentos oficiais que contribuem para esse melhor aproveitamento, como o Projeto Político Pedagógico que norteia os objetivos, meios e finalidades das atividades propostas aos alunos e cabe ao Conselho Escolar fiscalizar se essas ações estão sendo cumpridas. Com o Projeto Político Pedagógico bem estruturado e organizado e a competência de nossos professores será possível a melhor utilização do tempo pedagógico e principalmente respeitando o tempo do aluno.
    Para ajudar os alunos da Escola Amarela poderia ao máximo diversificar as atividades, preparar aulas interessantes que prendam a atenção do aluno e que agucem sua vontade e curiosidade de aprender mais e com a ajuda dos membros do Conselho Escolar efetivando sua participação democrática firmar com os pais para que se possível formar grupos de estudo com seus filhos e demais alunos da comunidade, a fim de junto com a equipe escolar reforçar as necessidades de cada um.
    CAD04-AT01
    Luíz Henrique de Melo
    Escriturário – EMEI “Arco-Iris”

    ResponderExcluir
  31. É muito importante no processo ensino-aprendizagem saber aproveitar o tempo pedagógico, pois estamos num momento em que os alunos trazem uma bagagem de conhecimento muito maior, estão mais inteirados de todos os assuntos da atualidade, é a geração que por si procuram novidades, trazem muitos questionamentos e indagações para a escola e precisamos acompanhá-los em atualização no ritmo em que o tempo moderno pede e aproveitar o tempo até mesmo do intervalo para formação já é uma forma de aproveitar o tempo pedagógico, buscando conhecimento, alternativas e inovações na prática educativa.
    VANILDA DE FÁTIMA MENDES DE SOUZA
    Cad04At01
    EMEI Arco-Ìris

    ResponderExcluir
  32. Márcia Ferreira Magalhães18 de outubro de 2011 15:22

    Articular o tempo de aprendizagem na escola para formarmos cidadãos capazez de interagir na sociedade e solidários, advém de um ambiente propício as aprendizagens significativas e às práticas de convivência democrática. A escola precisa se organizar de forma adequada com o propósito de constituir um espaço favorável à plena formação do estudante. Devemos ter uma visão do todo, onde os diversos profissionais e segmentos envolvidos planejam, executam e avaliam de forma conjunta, sendo de suma importância a participação de todos na elaboração do Projeto Político-Pedagógico, que é o norte orientador das atividades curriculares e da organização da escola. Pois a escola organiza suas atividades partindo da realidade que está inserida e do seu projeto político-pedagógico. Para efetivarmos o processo de aprendizagem, considerando diferentes ritmos e processos particularizados de aprendizagem e de convivência, os docentes e gestores precisam desenvolver práticas democráticas de reorganização do fazer cotidiano e da gestão da escola, com objetivos pedagógicos claros, incentivando posturas de comprometimento da comunidade escolar. A escola deve promover práticas que favoreçam a reflexão e a interação do estudante envolvendo o saber artístico e cultural, lembrando que o processo ensino/aprendizagem vai além de uma sala de aula.
    AT-04.01
    Márcia Ferreira Magalhães
    Professora Coordenadora - EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  33. Adilson Oliveirada Cruz18 de outubro de 2011 15:30

    O tempo é um bem muito precioso e para aproveitarmos bem devemos incutir nos alunos os momentos que devem ser destinados a cada atividade,isto é, uma rotina a seguir ,ele deve saber que tudo tem seu tempo certo.Em relação a zona rural o tempo será bem aproveitado se todos se empenharem nesta funçao.O apoio da equipe pedagógica, O agrupamento de alunos para aprenderem juntos , o interesse e incentivo dos dos pais com a aprendizagem do filho e auxilio nas tarefas.Sabemos que na zona rural existe uma diversidades de situaçoes que interfere na aprendizagem:chuva,distancia, transporte etc.O importante é acreditar nas mudanças e todos juntos ampliarmos nosso conhecimentos na melhor distribuição do tempo possivel para uma aprendizagem de qualidade
    AT04.01
    Professor Adilson - EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  34. Márcia Ferreira Magalhães18 de outubro de 2011 16:06

    Oi Glória!
    Realmente existe um tempo para tudo em nossa vida e com o passar desse tempo, desabrochamos, amadurecemos e quando nos permitimos adquirimos mais e mais conhecimento. Assim é a vida nascemos, crescemos, procriamos, envelhecemos e morremos, mas que ao passarmos por esta vida, fazemos nossas escolhas, ou seja, escolhemos nossos caminhos, se vamos ou não, cabe a nós mesmos decidirmos. Mas acredito que todo educador sempre irá seguir em frente, buscando a melhoria da aprendizagem, renovando sempre.

    ResponderExcluir
  35. É Glória, mais uma vez você foi feliz quando faz uma citação de Fernando Pessoa,que diz "[...}Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares[...]". E, em se tratando de educação não existe um só caminho. Existem diversos caminhos que podem ser seguidos, de maneira que venham a contribuir para atuar em situações, em especial ao tempo de aprendizagem. Sugere-se como ponto de partida, a elaboração de um ppp que estabeleça como objetivo, atender todos os alunos. Considerando a escola um ambiente em que todos devem ser tratados com igualdade, o ideal é que todos tenham as mesmas oportunidades, porém, essas podem e devem ser aplicadas de forma diferenciada. Recomenda-se ao professor que comece aplicar diversas atividades de conteúdos diferentes ou iguais, na mesma turma; também mudança na rotina diária, colocando alunos para trabalharem em duplas, grupos; laboratórios; teatros; dança; música; etc. As atividades diversificadas devem ser contextualizadas, pois o aluno aprende: vivendo uma cultura (folclore); ouvindo ritmos; sentindo sabores; praticando cooperação; construindo; dançando; demonstrando (teatro, sarau); desenvolvendo habilidades (culinária,trabalhos manuais); ensinando (contando histórias); exercendo cidadania; etc. A articulação da questão do tempo na aprendizagem é essencial para a construção de uma relação plural entre educador e educando, condição básica para a constituição de uma prática educativa de qualidade, construindo assim um mundo novo com ousadia para fazer diferente.

    ResponderExcluir
  36. Este tema proposto para o Caderno 04 é muito interessante e importante, pois o tempo pedagógico deve ser aproveitado ao máximo, explorando os mais diversos materiais e meios para atingir os objetivos propostos para cada aula, preparando as aulas pensando na particularidade de cada turma e já nesse preparo pensar como e em que tempo cada atividade será trabalhada, o tempo que cada turma levará para realizar e quais objetos serão alcançados.
    Cad04At01 Eliete Machado
    EMEI ARCO-ÌRIS

    ResponderExcluir
  37. Parabéns Glória, muito reflexiva sua assertiva!
    Realmente o pensamento desse escritor reflete muito bem a situação da escola Amarela (ponto de nossa reflexão). Nós, enquanto participantes de escola deveríamos ter a coragem de procurar outros caminhos em prol da melhoria da aprendizagem de nossos alunos. E sem dúvida o Conselho Escolar é esse pilar que está precisando ser fortalecido, para apoiar os envolvidos no processo ensino-aprendizagem.

    ResponderExcluir
  38. Saber aproveitar o tempo pedagógico é uma das habilidades do professor, para isso é importante conhecer, analisar e observar o desenvolvimento de cada um, para não se planejar atividades que os alunos façam rápidos demais e sobre tempo vago desperdiçando um momento de aprendizado e nem atividades complexas demais que para serem cumpridas no tempo proposto necessite atropelar o tempo do aluno, o que cai por terra o respeito ao aluno e a particularidade de cada um.
    Cad04At01
    Edinéia Aparecida Gomes Machado
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  39. Parabéns Glória, muito reflexiva sua colocação. Realmente o pensamento deste escritor reflete bem a situação da Escola Amarela (ponto de nossa reflexão. Devemos ter coragem para ousar, enquanto participantes de escola. E o Conselho de Escola como um órgão colegiado capaz de apoiar os envolvidos no processo ensino-aprendizagem deve ser fortalecido, para ajudar a criar novas opções para novos tempos.

    ResponderExcluir
  40. Tania Rmos de Andrade18 de outubro de 2011 18:42

    Oi Maria Betânia, gostei do seu comentário, onde você relata sobre a organização da escola com o propósito de construir um espaço favorável á formação dos estudantes, também acredito que uma escola focada e organizada pode fazer a diferença na educação.
    Acredito muito tambem que o conselho escolar tem força para modificar e ajudar nesse processo, pois como você relatou o estudante tem o direito de dispor de mais tempo para avançar em suas aprendizagens e o conselho pode e deve agir como agente fiscalizando e implantando ações que vão alem do ambiente escolar.
    CEIM Vila Dom Silvio

    ResponderExcluir
  41. Concordo com você Ana Priscila quando diz que é preciso uma preparação, uma motivação que leve o aluno a querer aprender que não basta apenas despejar informações. É preciso ter um comprometimento com o ritmo de aprendizagem de cada criança, procurar olhar com amor para elas, auxiliá-la na ampliação de sua autonomia, garantir um empenho com dinamismo, oferecendo atrações que cativem e estimule suas fantasias. Assim as crianças serão mais confiantes e capazes de lidar com os desafios que encontrarem.
    Cecilia Alves Proença
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  42. Ótima reflexão Glória, precisamos cada vez mais desenvolver práticas democráticas de reorganização do fazer cotidiano e da gestão da escola, com o objetivo pedagógicos claros, incentivando e buscando estratégias que atraiam as crianças, professores funcionários e até mesmo a comunidade. O Conselho Escolar veio para possibilitar tudo isso, desenvolvendo um trabalho participativo com parcerias e trocas de experiências no ambiente escolar.
    Cecilia Alves Proença
    E.M.E.I Arco-Íris

    ResponderExcluir
  43. Concordo com as funcionárias da EMEI, não é somente estar dentro de uma sala de aula realizando atividades regulares que se aproveita o tempo, a aula pode ser realizada também fora da sala de aula, de acordo com o contexto pode ser dada num parque, praça, museu, em contato com o meio ambiente, entre outros, desde que visem à plena formação do estudante e muitas vezes essas aulas podem ser muito mais proveitosas, pois sendo fora do ambiente escolar aguçará a curiosidade e o interesse do aluno pelo tema abordado.
    CAD04-AT01
    Luíz Henrique de Melo
    Escriturário – EMEI “Arco-Iris”

    ResponderExcluir
  44. O fato da escola ser um ambiente de cidadania, que tenha organização e profissionais motivados, e que juntos trabalhem para a melhoria da educação, como um exemplo, a elaboração e desenvolvimento de um Projeto Político- Pedagógico,essencial nas U.E., auxilia para o maior aproveitamento do aprendizagem na escola. Assim, como no exemplo da escola Amarela, há tantos obstáculos a serem vencidos na educação, coisas que por muitas vezes são pequenas ao nosso ver, contudo, sua repercussão no aprendizado adquirido pelos educandos podem ser muito sérias. E voltando na questão do Projeto, é a partir dele que a escola adquire esta organização e no seu desenvolvimento, que exige companheirismo, desenvolve métodos eficazes para um ensino melhor.
    Este trabalho não é fácil, é necessário tempo para as discussões e ainda, não apenas reter o assunto na escola, mas abrir as portas da escola para pais, alunos e comunidade, pois, são métodos que resultarão mudanças nos alunos, que assim por diante vão refleti-las na sociedade.
    Com o Projeto elaborado,é hora de colocar em prática os métodos para aprendizagem, que devem ser analisados, avaliados e alterados de acordo com as exigências, uma vez que,faz-se necessária a análise do desenvolvimento do educando.
    Atividades que sem dúvidas funcionam para o melhor aprendizado são aquelas na qual o aluno se sente motivado, tais como, aquelas que envolvem o lúdico, e ainda, aquelas que envolvem sua história, afinal, o personagem principal desta trama é ele: o educando. E ele na aquisição de todo aprendizado precisa se familiarizar e é esta a função da equipe escolar: aproveitar a bagagem do aluno para assim transmitir novos aprendizados a ele.
    Quanto ao Conselho Escolar tem como função colaborar para o desenvolvimento do Projeto Político- Pedagógico, bem como analisar o desempenho de todos e estar sempre com olhar crítico sobre este, propondo melhorias.

    MARIA CREUZA C. SANTOS SILVA
    CEIM -VILA DOM SÍLVIO
    CAD.04-AT.01

    ResponderExcluir
  45. Exatamente Henrique, as atividades que quebram a rotina da sala de aula são muito mais aproveitáveis, pois os alunos participam mais. E ainda, mesmo aquelas que são dentro da sala, se bem programadas, no que diz respeito ao tempo,de acordo com o educando, com os recursos que a U.E dispõe, também são muito bem aproveitadas. Esta é mais uma questão de planejamento.

    MARIA CREUZA C. SANTOS SILVA
    CEIM- VILA DOM SÍLVIO
    CAD.04-AT.01

    ResponderExcluir
  46. Oi, Glória, gosto quando você cita algumas das responsabilidades do professor, bem, como oferecer atividades diferentes e criativas para reter a atenção das crianças, sendo elas uma caixinha de surpresa, e a cada segundo nos surpreende com seu jeitinho meigo e inocente de descobrir as coisas e a tamanha curiosidade e vontade de aprender, esse momento é único e maravilhoso na vida desse serzinho, é a base para o aprendizado, por isso nós professores temos que estar preparados para cultivar e zelar dessa semente que está brotando dentro de cada um desses alunihos, e também respeitar o tempo de cada um para que não haja bloqueio nesse momento de ensino-aprendizagem.

    ResponderExcluir
  47. Refletir...Você só aprende lições com aqueles que o admiram, sentem ternura por você e permanecem ao seu lado. Não se recebe grandes lições daqueles que se emparelham com você, disputando a passagem pelo mesmo caminho.(Walt Whitman).

    Ana Priscila Bego Pereira
    CEIM - Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  48. adilson oliveira da cruz19 de outubro de 2011 12:09

    Concordo com você Luciane Santuci,as atividades devem ser bem planejadas para que não sejam atropeladas e feitas de qualquer jeito.Quando olhamos com um olhar mais crítico os desafios que teremos em relação ao tempo saberemos apoveitá-lo melhor.

    ResponderExcluir
  49. Para um melhor aproveitamento da aprendizagem na escola é necessário planejar bem as aulas, um ponto a favorecer é o calendário escolar. Os métodos utilizados pelos educadores precisam, também, ser motivadores e atraentes. Assim, como, Geraldi já escreveu a respeito da leitura,no qual ele afirmou que esta deve ser realizada por prazer, o professor tem a função de situar o seu aluno, não de obrigá-lo. assim, em todas as atividades realizadas, devem ser trabalhados diferentes gêneros, métodos e acima de tudo, planejar tudo antecipadamente.um documento essencial na escola, que norteará as práticas educativas, ou seja, é nele que a equipe escolar irá se embasar.
    O conselho escolar terá como função colaborar para o desenvolvimento desta política, são necessárias reuniões,sugestões,adaptações e avaliações do desempenho. Funções estas, desenvolvidas por todos os integrantes, inclusive pais e alunos, levando em consideração o fato de que se trabalha com uma perspectiva para o futuro, visando uma educação emancipadora.
    A escola Amarela precisa utilizar recursos mais motivadores, é necessário trabalhar com o lúdico, música, diferentes métodos de ensino: salas de multimeios, ambiente livres, etc, tudo para que o ensino seja de forma agradável e com grande sucesso.
    Formas bem planejadas e diversificadas fazem com que o aluno tenha prazer e se dedique melhor aos estudos.
    NILCE REGIANE CAMARGO
    CEIM VILA DOM SÍLVIO
    CAD.04-AT.01

    ResponderExcluir
  50. Concordo com o posicionamento de todos aqueles que julgam o planejamento como essencial, pois os educandos precisam sentir segurança para poderem interagir,caso as atividades sejam transmitidas de qualquer forma, não há um aproveitamento da aprendizagem, uma vez que não se tem a noção de com está sendo o desempenho do aluno, nem mesmo poder ajudá-lo a melhorar.
    NILCE REGIANE CAMARGO
    CEIM VILA DOM SÍLVIO
    CAD.04- AT.01

    ResponderExcluir
  51. Gostaria de enfatizar o método utilizado para avaliar o desenvolvimento das atividades: as fichas de observação, pois através dela pode melhorar o nosso desempenho. Contudo temos que tomar cuidado na interpretação deste método, pois a avaliação tem como objetivo avaliar o desempenho de todos, ou seja, é hora de rever e analisar todos os procedimentos, todos os fatores empregados neste processo.

    MARIA CREUZA C. SANTOS SILVA
    CEIM VILA DOM SÍLVIO
    CAD.04- AT.01

    ResponderExcluir
  52. HOJE NÓS APRENDEMOS A SEGUIR UMA ROTINA EM SAULA DE AULA ,ONDE NOS FAZ PERCEBER O GRANDE VALOR A SER DADO AQUELA ATIVIDADE PREPARADA ,UM PLANO DE AULA ELABORADO COM MUITO CARINHO E DEDICAÇAO POR PARTE DE NÓS PROFESSORES É O ESSENCIAL PARA QUE NOSSAS CRIANÇAS TENHAM UM BOM APROVEITAMENTO DO
    TEMPO EM QUE SE ESTABELECE UMA GRANDE EQUIPE PARA QUE OCORRA UM BOM DESENVOLVIMENTO POR PARTE DE TODOS,O CONSELHO ESCOLAR TEM ESTE PAPEL DE CONCILIAR PAIS E PROFESSORES PARA EM CONJUNTO TORNAR APROVEITAVEL TODO O TEMPO DA CRIANÇA ,DENTRO E FORA DA ESCOLA,PROPOR DIFERENTES ATIVIDADES EM QUE CATIVEM OS ALUNOS COM INTERESSES SOBRE OS MESMOS É O QUE PRECISO ACONTEÇA
    ALINE LACERDA
    CEIM DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  53. SABER ARTICULAR O TEMPO DE APRENDIZAGEM NA ESCOLA ENVOLVE DIVERSOS FATORES NESSE CONTEXTO. SIMPLIFICAR ESTÁ AÇÃO NO ENSINAR SIMPLESMENTE POR ENSINAR, NÃO ATINGIRÁ O QUE SE ESPERA, POIS É UM PROCESSO AMPLIFICADO, QUE ATINGE A TODOS. ADEQUAR ÀS NECESSIDADES DOS ALUNOS É ABRIR PORTAS PARA SE OBTER OS OBJETIVOS PRECISOS E ESPERADOS. É PRECISO TRABALHAR COM AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGENS NA ESCOLA, POIS É UMA TAREFA QUE EXIGE UM TRABALHO ÁRDUO E ATENCIOSO. TODOS DEVEM ESTAR UNIDOS SÓ ASSIM HAVERÁ UM ENTENDIMENTO POR TODOS NO QUE SE REFERE BUSCAR MEIOS PARA SANAR AS POSSIVEIS DIFICULDADES QUE VENHAM A SURGIR.

    ALEXANDRA C. FERREIRA SILVA
    AT. CAD. 4.1 – CEIM CASA DE JESUS

    ResponderExcluir
  54. Márcia Ferreira Magalhães19 de outubro de 2011 16:32

    Henrique, gostei da sua abordagem em relação a função social da escola que é a de formar cidadãos conscientes e solidários, ressaltando a importância do Projeto Político-Pedagógico, do Conselho de Escola, dos Pais e da Comunidade, para que o processo de desenvolvimento e a formação do do ser humano ocorra de fato.

    ResponderExcluir
  55. A escola com o propósito de formar novos cidadãos conscientes de seus direitos e deveres, mais participativos e responsáveis de seu papel social tem que se pensar na utilização do tempo pedagógico, mas aumentar o período escolar não significa mais qualidade, é preciso rever como está sendo utilizado o tempo disponível.
    Joselina Laitz Barros
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  56. Temos em nossas mãos um trunfo que é o aluno e um espaço que é a escola. Precisamos aproveitar o tempo de permanência desse aluno na escola e usar nossa criatividade para “motivar” nosso aluno a querer aprender. A “aprendizagem” é mudança de comportamento e não pode ser anulada ou atribuída simplesmente ao processo de crescimento. Nossa função é promover uma educação de qualidade e existem muitos fatores que contribuem para que isso aconteça sendo fundamental o trabalho de uma boa equipe escolar. È muito bom trabalhar dentro de uma equipe fortalecida e com um mesmo objetivo, mas para concretização desse trabalho, a sugestão seria um Projeto Político-Pedagógico elaborado de maneira que “todos” os envolvidos participem visando atender as peculiaridades de sua clientela. A questão do tempo de aprendizagem e das dificuldades de nossos alunos existe e é uma preocupação muito grande para os educadores, levando-os a refletir, fazer levantamentos das dificuldades e articular maneiras diferenciadas para promover o desenvolvimento desses alunos. Essa é a função da escola e direito dos alunos.

    AT-04.01
    Filomena Tonon Cimatti
    CEIM -Itaberá

    ResponderExcluir
  57. A busca pelo aprendizado é constante, temos um longo caminho a percorrer, a reconhecer, a melhorar, aprimorar e assegurar um ensino de qualidade. A atividade escolar é toda planejada para se obter ao final os objetivos propostos. Com isso, acreditamos e esperamos que a escola forneça instrumentos necessários aos professores para trabalhar a questão do tempo de aprendizagem. Sempre considerar as necessidades individuais de cada um, sendo democrático naquilo que acreditamos, pois assim, estaremos trabalhando a questão da igualdade, das diferenças e da integralidade no âmbito escolar. O professor, o diretor, enfim, a escola, deve ser flexível no que se refere possibilitar o ensino, pois somente assim, iremos aprender a lidar com as dificuldades, não deixando essa tarefa somente ao professor solucionar, visto que a escola caminha junta. Todos unidos, compartilhando duvidas e informações, será mais fácil de chegar a uma solução.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul. (AT. 04-01)

    ResponderExcluir
  58. Margareth Feiteira19 de outubro de 2011 16:56

    Para garantir um bom uso do tempo pedagógico é preciso desenvolver atividades diversificadas, pois não é só realizar muitas atividades em uma aula que se está aproveitando ao máximo o tempo, mas sim quando conseguimos ao máximo envolver nossos alunos na atividade.
    Margareth Feiteira
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  59. Margareth Feiteira19 de outubro de 2011 16:57

    Concordo com você Ana Priscila quando diz que é preciso uma preparação, motivação que leve o aluno a querer aprender, não basta apenas despejar informações, pois quando é dada a oportunidade à criança de explorar e interagir com o ambiente em que vive de forma motivadora ela torna-se um aprendiz ativo e confiante.
    Margareth Feiteira
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  60. Bom tarde Vanilda, achei interessante sua colocação, não significa somente aproveitar o tempo com o aluno ser aproveitamento do tempo pedagógico, quando buscamos formação também é uma maneira de aproveitar o tempo pedagógico.
    Cad04At01
    Edinéia Aparecida Gomes Machado
    EMEI Arco-Ìris

    ResponderExcluir
  61. Cecília concordo com você quando diz que trabalhando em equipe na busca de uma escola democrática e de propostas criativas será possível um aprendizado coletivo e inovador para a construção de uma nova cultura escolar.
    Cad04At01 Eliete Machado
    EMEI ARCO-ÌRIS

    ResponderExcluir
  62. Concordo com você Alexandra, adequar às necessidades dos alunos é abrir portas para se obter objetivos precisos e esperados, é preciso trabalhar com as dificuldades de aprendizagens na escola, sendo que é uma tarefa que exige um trabalho árduo e atencioso.

    Maria Betânia Falsarella da Cruz
    CEIM- Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  63. O tempo de aprendizagem da criança e o tempo da escola é um desafio encontrado hoje na U.E.. E a falta desse tempo pode vim a desencadear uma série de fatores negativos na aprendizagem do aluno, como fracassos que geram ansiedades e frustrações. Aprender e ensinar é compreender o “ainda não sei” como uma possibilidade de vir a saber. A ação didática deve atender a necessidade de cada sala, exclusivamente de cada aluno. As Dificuldades para aprender surgem de variadas formas, e é muito difícil encontrar uma pessoa que não teve dificuldade em aprender alguma coisa. As dificuldades vão além dos conteúdos escolares, envolve outros problemas que podem estar atrapalhando o desempenho escolar do aluno, e na maioria das vezes, é na escola que se espera solucionar esses problemas que afetam na aprendizagem. Por isso, é importante um trabalho qualitativo e não quantitativo, no que se refere o ato do aluno aprender. E a U.E. juntamente com o Conselho Escolar tem essa autonomia de juntos, contribuir em melhorar o processo de ensino.

    Luciane Magna Almeida
    Atividade 4-01 – CEIM Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  64. Motivar e articular maneiras diferenciadas para promover o desenvolvimento desses alunos é sem divida um dos nossos papéis como educador, tornando função da escola e direito dos alunos, para se adquirir um pouco mais de ensino de qualidade. Bem colocado amiga Filomena.

    Alexandra C. Ferreira Silva
    CEIM - Casa de Jeus

    ResponderExcluir
  65. Olá Henrique excelente sua sugestão para amenizar o problema da Escola Amarela: com a ajuda dos membros do Conselho Escolar efetivando sua participação democrática firmar com os pais para que se possível formar grupos de estudo com seus filhos e demais alunos da comunidade, a fim de junto com a equipe escolar reforçar as necessidades de cada um, isso é uma sugestão para todas as modalidades de ensino, parceria pais/família/escola.
    VANILDA DE FÁTIMA MENDES DE SOUZA
    Cad04At01
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  66. Terezinha/Edilaine19 de outubro de 2011 19:53

    Boa noite Vanilda Souza!
    Concordamos com você quando diz que é muito importante saber aproveitar o tempo pedagógico pois
    O texto bem destaque o tempo pedagógico é o principal aliado do estudante e do professor.Do estudante ,que poderá usufruir de novas aprendizagens em um tempo mais distendido .Do professor,que disporá de maior espaço para organizar as situações de ensino-aprendizagem de modo mais flexível ,criativo e eficaz.
    Terezinha /Edilaine –Funcionárias -EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  67. Olá Filomena!Como pais de alunos concordamos que a educação de qualidade deve ser promovida e isso só será alcançado com o trabalho em equipe ,tendo como principal desafio a elaboração do projeto político pedagógico condizente com a realidade e que tenha a participação de todos os interessados .
    Julio /Daiane –Pais de alunos da EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  68. Marisa Cristiano Lima19 de outubro de 2011 20:12

    Boa noite Maragareth !Assim como você também acho que o uso do tempo pedagógico deve estar dentro do padrão de qualidade tanto almejado .Não adianta pensar na quantidade de atividades e esquecer a qualidade das mesmas .Uma rotina bem elaborada permite ao professor atingir seus objetivos sem perder o foco do seu trabalho e a garantia da qualidade no uso do tempo.
    Marisa Cristiano- EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  69. Acho muito importante o uso de rotinas, pois percebemos que a um grande avanço da educação, pois os professores trabalham em conjunto de seus coordenadores para elaborar atividades cheias de objetivos, para que não haja tempos vagos, e assim motivando cada aluno para se dedicarem mais e melhor aos estudos, visando uma educação emancipadora
    Lucimara j. Almeida
    c.e.i.m. itabera
    CAD 4.1

    ResponderExcluir
  70. É isso mesmo Glória!
    Sua reflexão é excelente!
    Para que os alunos da escola amarela tenham rendimento escola é preciso trabalhar de maneira criativa e diversificada, assim também deve ser o nosso trabalho.
    Com o apoio do conselho escolar pode-se proporcionar ao alunos mais sucesso em seu processo de aprendizagem.

    Luciane Aparecida Lobo Santucci
    EMEI"Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  71. Virgilina Cardoso EMEI"Arco-Iris"19 de outubro de 2011 23:15

    A escola pode organizar sua atividades curriculares considerando a realidade em que esta inserida. De acorodo com a LDB, são dadas várias opções para organização da escola, atendendo as necessidades dos alunos. O conselho escolar tem papel fundamental na observação e organização da mesma, mas o planejamento é essencial para que os objetivos sejam alcançados. O professor deve elaborar atividades diversificadas e significativas, considerando o nível de conhecimento de seus alunos, valorizando seu desempenho, visando à plena formação em busca de um futuro melhor.

    ResponderExcluir
  72. Também acho importante Luciane, ter um trabalho qualitativo e não quantitativo,quando se trata de aprendizagem e contar com o apoio da escola e do Conselho Escolar é abrir portas para um novo processo de educação.

    Alexandra C. Ferreira Silva
    CEIM Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  73. adilson oliveira da cruz20 de outubro de 2011 12:26

    Glória,Concordo também com você em relação ao trabalho ralizado na educação infantil.Quanto a citação de Fernando Pessoa realmente devemos deixar muitas coisas ,algumas que até possa nos incomodar e outras não e trilhar novos caminhos buscando nos atualizar sempre pois a cada dia novas coisas são inventadas e como educadores não devemos ficar para trás .

    ResponderExcluir
  74. Oi Cleuza, é de grande relevância sua colocação, a qual diz que o personagem principal desta trama é ele: “o educando”, e nossa função é aproveitar o que ele sabe e transmitir novos conhecimentos. Eu concordo que o aluno é peça principal da escola, temos que buscar seu progresso a cada dia. O que será da escola sem o aluno?

    ResponderExcluir
  75. Boa tarde Lina , concordo com você quando diz que aumentar o período escolar não significa qualidade,o tempo pedagógico deve ser bem aproveitado com atividades motivadoras que leve o aluno a pensar, a ser críticos, aprendendo com prazer, pois o mais importante é a qualidade e não a quantidade.

    Virgilina Cardoso
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  76. Lucimara também sou a favor das rotinas, no qual de busca planejar, buscar, inovar inúmeras formas de despertar o conhecimento do aluno, além do mais, uma aula planejada você obtém os objetivos que você desejou desenvolver no aluno, cabendo fazer alterações sempre que preciso, contando com a equipe escolar nesse processo.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM - Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  77. Boa tarde Filomena, como você também concordo que escola sem aluno é um espaço sem vida, sem descobertas, sem trocas de conhecimento. Por isso o papel da escola, dos professores e de toda a gestão escolar é propiciar um ambiente em que o aluno se sinta seguro, que ele possa caminhar com autonomia na busca da sua aprendizagem, preparando-o para seu futuro.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  78. Ana Priscila realmente o professor deverá sempre usar de suas ferramentas de educador e motivador para mostrar novos caminhos para o aluno, mostrar que ele é capaz, que o aprendizado acima de tudo, também se consegue através dos erros e não somente dos acertos. A escola e o Conselho Escolar devem estar unidos buscando, melhorando, inovando sempre o processo de ensino-aprendizagem.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM - Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  79. Boa tarde Margareth, você foi bem reflexiva em dizer que não devemos apenas preparar aulas, mas preparar aulas cativantes e envolventes.
    Jovelina Laitz Barros
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  80. Olá Glória, realmente precisamos revirar nossos guardados, mexer nas bugigangas acumuladas e se desfazer de muitas coisas que acumulamos, assim é na educação, precisa-se revirar, mexer, remexer e descartar conceitos, ideias e atitudes, é preciso inovar frente aos novos desafios de ensinar, por isso acredito que seja importante enquanto profissional educador passar por todos os segmentos: professor, gestor ou mesmo trocar de séries/fases, para não cair na rotina e no uso de materiais passados, assim somos forçados a buscar o novo e o diferente e a educação é a maior favorecida nesse processo de inovação, busca, formação e renovação.
    Luíz Henrique de Melo
    Escriturário EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  81. Glória muito importante abordar o Conselho de Escola como instrumento em prol da educação, a participação desse colegiado é muito importante, pois torna o processo ensino-aprendizagem democrático e participativo possibilitando mais qualidade no ensino ofertado.
    Vanilda de Fátima Mendes de Souza
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  82. Boa tarde Glória, realmente na educação infantil é realizado um trabalho com aulas diversificadas buscando sempre coisas criativas, incentivando-as a trabalharem em grupo e como muitos colegas citaram ser importante o planejamento de uma aula envolvente, que possibilite ao aluno mergulhar na atividade proposta.
    Eliete Machado
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  83. Olá Glória como nosso rede de ensino é voltado para educação infantil precisamos estar sempre preocupados em como trabalhar com nossos alunos, para que não preparemos aulas poucos atrativas, pois é na educação infantil que aguçamos as curiosidades, desejos e anseios de nossos alunos, por isso é muito importante aulas envolventes para que eles não se desinteressem pelo mundo letrado, precisamos pelo contrário, incentivá-los e envolvê-los no mundo mágico do conhecimento.
    Edinéia Machado
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  84. Margareth Feiteira20 de outubro de 2011 17:19

    Oi Glória, no processo ensino-aprendizagem a observação é muito importante em todas as modalidades do ensino, através dela podemos avaliar e até mesmo recuperar continuamente, isso também é uma forma de aproveitamento do tempo pedagógico.
    Margareth Feiteira
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  85. Glória muito boa a reflexão de Fernando Pessoa, é preciso mexer nas coisas para mudar, na educação também é muito importante rever as coisas, como também é importante o preparo das aulas de maneira criativa e a observação diária.
    Jovelina Laitz Barros
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  86. Concordo com você Ana Priscila que a escola juntamente com o Conselho Escolar devem estar unidos para sanar as dificuldades dos alunos. Convidar a família para participar desse processo, saber a origem dos problemas que venham afetar a vida escolar do aluno, pois só assim é possível garantir uma educação democrática.
    Maria Betânia Falsarella
    CEIM- Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  87. Olá Maria da Glória!
    Concordamos com você quando diz que os professores de Educação Infantil são modelos .Todos os bimestres somos chamados para participarmos de reuniões e junto com os professores analisar os relatórios feitos,desta forma podemos acompanhar a vida escolar dos nossos filhos .É muito bom saber que nossa participação é importante e que somos bem vindos.Com certeza é uma ação que une escola e família.
    Julio/Daiane –Pais de alunos da EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  88. Querida Glória !É sempre muito difícil abandonar a roupa usada (mas não impossível).Fato esse ocorre porque estamos moldados a roupa usada ,é sempre confortável ,pouco adequada ,mas confortável .E sair do conforto significa mudar
    , mudar a forma de agir,tendo metas comuns (objetivos do grupo e não pessoais) .É preciso ter sempre o foco do trabalho em vista e constante disposição para aprender e vencer os obstáculos .Com certeza o Conselho de Escola atuante auxiliará nesta travessia.Afinal precisamos muitas vezes sentirmo-nos incomodados para que as mudanças comecem a surgir.
    Marisa Cristiano –EMEI “Arco –Íris”

    ResponderExcluir
  89. Edilaine/Terezinha20 de outubro de 2011 18:53

    Boa noite Glória!Somente através da união nos sentiremos seguros e preparados para a travessia e não iremos parar no meio do caminho.Exemplos a seguir é o que temos em nossas escolas ,falta nos apenas a união para traçarmos e alcançarmos objetivos comuns.
    Edilaine e Terezinha - funcionárias –EMEI “Arco –Íris “

    ResponderExcluir
  90. Tania Ramos de Andrade20 de outubro de 2011 18:57

    Quando falamos em tempo de aprendizagem temos que ter em mente que, tudo o que é realizado dentro da escolar inclusive o que o aluno leva para casa referente ao que fez ou que aprendeu de novo na escola ou ate mesmo o que ele trás de experiência de casa para a escola deve ser considerado como tempo de aprendizagem, pois o tempo de aprendizagem significa o momento em que cada um vai levar para formar o seu conhecimento e isso incluir todas as atividades realizadas na escola, desde as mais simples como, por exemplo, respeitar a ordem da fila para se alimentar ou usar o banheiro ate as atividades direcionadas pelo professor, ou seja, qualquer ação dentro ou fora da escola pode ser considerada tempo de aprendizagem.

    Fica aqui mais uma sugestão para a escola amarela que é tentar buscar a solução para a questão diretamente com os pais dos alunos, ouvindo-os para saber exatamente a dimensão dos problemas, sua origem e as possibilidades de envolvimento das famílias, abrindo a questão para ser debatida entre os envolvidos, ou seja, unir os pais, conselho escolar, direção, professores para que juntos encontrem a melhor solução.

    CEIM Vila Dom Silvio

    ResponderExcluir
  91. Infelizmente,nós professores,ainda estamos presos em vencer conteúdos.E nos esquecemos de , realmente ,perceber os avanços ou não de nossos educandos.Claro que ,todos somos diferentes,que não há classe homogênea.Portanto,devemos ter bem claro,em primeiro lugar, o que é que pretendemos com nossas ações e conteúdos.Nossos objetivos devem estar claro para nós ,para os alunos,para a equipe escolar e até para os pais,pois,nós só valorizamos o que conhecemos.Em seguida oferecer à todos ,momentos de estudo com atividades de igual nível,podendo assim avaliar o desempenho de cada um.A partir deste procedimento pode-se formar grupos de estudo,no horário de aula normal,em sala de aula ou outro local que achar conveniente,elegendo um líder ou monitor ,de comum acordo com todo o grupo,evitando constrangimento e sentimentos de exclusão,para tirar dúvidas dos colegas de forma direta.Sabemos que muitos alunos se sentem mais seguros e a vontade em tirar dúvidas com um colega do que com o próprio professor,claro que este deverá ter presença constante e disponibilidade em todo momento para orientar esses grupos de estudos.Acredito que ,de comum acordo com a turma e com seus propósitos bem definidos e esclarecidos,teremos meio caminho andado .E a equipe escolar,pais e Conselho também poderão opinar e ajudar neste processo de ensino aprendizagem.Eliana Bueno-CEIM Itaberá.

    ResponderExcluir
  92. muito importante este tema que estamos abordando,que é o tempo de aprendizagem das crianças.acredito eu,que o planejamento bem elaborado,dentro das necessidade desse aluno,vai fazer com que as dificuldades sejam superadas através de atividades lúdicas,passeios,jogos atividades que faz com que este aluno tem vontade de aprender,ao meu ver este é o ponto de partida,despertar para querer aprender,muitos professores já fazem isso de uma maneira muito gostosa de ensina e prender.para isso se concretizar, o conselho escolar tem um grande papel e desafio que é a comunicação direta com os pais destes alunos para conhecer-los melhor a sua realidade como pessoa humana, na família,no social...é conhecendo melhor a criança que vamos ter condições de propor o melhor pra ela.aposto muito nessa condição de um verdadeiro elo de ligação com os pais,desafia-los para juntos,professores,pais conselho escolar gestores e comunidade concretizar a aprendizagem das crianças,e como sabemos que a nossa escolha de ser educadores das crianças automaticamente somos educadores dos pais destas crianças.sozinhos não vamos alcançar nossos objetivos que é formar sujeito cidadões capazes de mudar a sua propria realidade dentro de uma democracia emancipadora.

    ResponderExcluir
  93. Infelizmente,nós professores,ainda estamos presos em vencer conteúdos.E nos esquecemos de realmente ,perceber os avanços ou não de nossos educandos.Claro que todos somos diferentes,que não há classe homogênea.Portanto,devemos ter bem claro,em primeiro lugar, o que é que pretendemos com nossas ações e conteúdos.Nossos objetivos devem estar claro para nós ,para os alunos,para a equipe escolar e até para os pais,pois,nós só valorizamos o que conhecemos.Em seguida oferecer à todos ,momentos de estudo com atividades de igual nível,podendo assim avaliar o desempenho de cada um.A partir deste procedimento pode-se formar grupos de estudo,no horário de aula normal,em sala de aula ou outro local que achar conveniente,elegendo um líder ou monitor ,de comum acordo com todo o grupo,evitando constrangimento e sentimentos de exclusão,para tirar dúvidas dos colegas de forma direta.Sabemos que muitos alunos se sentem mais seguros e a vontade em tirar dúvidas com um colega do que com o próprio professor,claro que este deverá ter presença constante e disponibilidade em todo momento para orientar esses grupos de estudos.Acredito que ,de comum acordo com a turma e com seus propósitos bem definidos e esclarecidos,teremos meio caminho andado .E a equipe escolar,pais e Conselho também poderão opinar e ajudar neste processo de ensino aprendizagem. Eliana Bueno - CEIM Itaberá.

    ResponderExcluir
  94. Marisa Cristiano Lima20 de outubro de 2011 20:32

    A escola pode promover atividades que envolvam diferentes interações e que favoreçam a reflexão ,para tal se faz importante definir objetivos e planejar ações.A função do Conselho Escolar vai além do que imaginamos visto que,tem um papel fundamental ,tanto na organização da escola quanto em relação ao tempo pedagógico.Cabe ao Conselho Escolar ficar atento ao respeito ao ritmo de aprendizagem de cada aluno e as condições de trabalho docente ,para que o serviço prestado tenha qualidade e não quantidade.Cabe a nós a união e a ação para atingirmos nossas metas .Não nos esqueçamos que não podemos temer o futuro nem idolatrar o passado.Todas as nossas falhas nos fornecem indicações para o progresso do futuro.
    E para quem esta pensando no que fazer ,deixo uma pequena reflexão:
    “Há três tipos de pessoas: as que fazem, as que vêem fazer, e as que perguntam o que aconteceu.”(John Newborn)

    Marisa Cristiano Lima –EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  95. Concordo com você Eliete na educaçao infantil é realizado um trabalho com aulas diversificadas buscando sempre coisas criativas, incentivando-as a trabalharem em grupo e como muitos colegas citaram ser importante o planejamento de uma aula envolvente, que possibilite ao aluno mergulhar na atividade proposta.
    ALINE LACERDA
    CEIM DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  96. A garantia do tempo de aprendizagem dos alunos depende da escola, onde ela pode organizar suas atividades curriculares considerando a realidade em que esta inserida e o seu Projeto Político Pedagógico.
    Para efetivar essas atividades curriculares os docentes e gestores precisam desenvolver práticas democráticas de reorganização do fazer cotidiano e da gestão da escola com objetivos pedagógicos claros, incentivando posturas de comprometimento da comunidade escolar.Neste contexto o Conselho Escolar tem um papel fundamental tanto na observação da organização da escola quanto em relação ao tempo pedagógico.
    Ao depararmos com a situação descrita na Escola Amarela, se faz necessário que a escola juntamente com o Conselho Escolar use o “tempo” a seu favor, analisando e avaliando as dificuldades dos alunos, procurando organizar de forma criativa uma nova proposta de trabalho com previsão de tempo necessário para que os alunos avancem na aprendizagem.

    ResponderExcluir
  97. Boa noite Beth, achei relevante quando você diz que devemos “sempre considerar as necessidades individuais de cada um, sendo democrático naquilo que acreditamos, pois assim, estaremos trabalhando a questão da igualdade, das diferenças e da integralidade no âmbito escolar.” A criança principalmente vive a sua infância dentro de um tempo cronológico diferente do adulto, ela tem um ritmo próprio. Será que nós estamos respeitando esse ritmo dentro de nossa rotina? Será que estamos dando “tempo ao tempo”?

    Márcia Gomes - SME-Oficina

    ResponderExcluir
  98. Glória com certeza a travessia a qual se refere já foi iniciada com presteza e excelência. E como ressalta Cabanellas(2007) “ As crianças nos fascinam pelos momentos que transformam em únicos, ainda que os repitam. Ao mesmo tempo nos exigem o direito a suficiente tempo para que saibamos esperá-las sem pressas, antecipações,...Esperá-las na dilatação do tempo e, paradoxalmente, sem tempo. Desta forma, os instantes se fazem completos, prazerosos, preciosos e consistentes.”

    Márcia Gomes- SME-Oficina

    ResponderExcluir
  99. Glória, muito importante sua colocação quando diz criar novas opções para novos tempos, e isso significa mudanças.A educação é um processo permanente, porque nunca acaba, paciente, porque os resultados nem sempre aparecem imediatamente,mas nós professores devemos estar abertos as mudanças,inovando e atualizando nossos conhecimentos para enfrentar o desafio de ensinar e de atender as expectativas de nossos alunos,pais e a própria sociedade,com uma educação de qualidade.
    Virgilina Cardoso
    EMEI"Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  100. Boa noite Luciane, bem frisado sua colocação referente à ação de aprender e ensinar, compreendendo o “ainda não sei” como uma possibilidade de vir a saber, tornando uma ação didática, atendendo a necessidade de cada sala, exclusivamente de cada aluno.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  101. Exatamente, a educação é um processo que nunca acaba, temos que revisar sempre nossos atos, buscando melhorá-los.
    E ainda, é importante frisar quanto a questão do tempo, pois atividades bem planejadas para um tempo determinado, garante o sucesso de nosso ensino e um bom aprendizado de nossos educandos.
    NILCE REGIANE CAMARGO
    CEIM VILA DOM SÍLVIO
    CAD.04- AT.01

    ResponderExcluir
  102. Silvia Cristina de Barros Gomes21 de outubro de 2011 09:05

    O tempo do relógio não é o mesmo tempo da aprendizagem dos educandos. Todos os esforços na transmissão de muitos conteúdos resultam em pouco aproveitamento. È preciso pensar melhor sobre o tempo de quem está construindo o conhecimento. O desperdício do tempo dos alunos perdidos com atividades pouco desafiadoras, desinteressantes ou ainda acumulando horas de espera sem que avalie o que as crianças aprenderam não irá contribuir para aprendizagem. Organizar o tempo de educar por meio de escolhas aleatórias: divisão dos meses em bimestre temáticos, organização da rotina de acordo com as datas comemorativas, etc.... È necessário repensa, pois sabemos que desse modo de planejar o tempo, não enfoca aquilo que de fato é importante aprender na infância. Colocar os educandos em um real contexto de aprendizagem, em que se aprende fazer fazendo: errando, acertando, tendo problemas para resolver, obstáculos para superar, discutindo, construindo hipóteses, observando, argumentando, tomando decisões, pesquisando – tudo isso estimula a necessidade de aprender. As dificuldades de aprendizagem que encontramos no dia-dia temos que rever juntamente com o conselho escolar em uma concepção que promove ações e ampliam os horizontes num ambiente enriquecedor onde possam aprender e trocar experiências com os colegas. Contribuir para as dificuldades de aprendizagem dos alunos é tarefa exigente e complexa, começa pelo tempo de conhecer a criança. Tudo deve ser regado com boas doses de competência profissional, de arte, de sabedoria, de delicadeza e de uma profunda vontade de ousar e acreditar na criança.
    Sílvia Cristina de Barros Gomes
    Coordenador Pedagógico
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  103. Silvia Cristina de Barros Gomes21 de outubro de 2011 11:32

    Oi Lucilei, gostei quando frisou a criança como uma caixinha de surpresa e que temos que cultivar e zelar dessa sementinha. Uma vivência educacional marcada por relações de cuidado enriquece o desenvolvimento das crianças. Devemos saber integrar o afeto e imaginação no convívio com os pequenos, estabelecendo vínculo afetivo, proporcionando um ambiente agradável, compreendendo cada criança.
    Silvia Cristina de Barros Gomes
    EMEI "Arco-Iris"

    ResponderExcluir
  104. Silvia Cristina de Barros Gomes21 de outubro de 2011 15:00

    Oi Glória!
    Como há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, também penso que é preciso ter um tempo para reflexão: questionar a própria ação, debater idéias com os colegas, buscar novos caminhos e apurar o olhar em prol do desenvolvimento infantil.
    Silvia Cristina de Barros Gomes
    EMEI"Arco-Iris"

    ResponderExcluir
  105. Quando pensamos na questão tempo dentro do ambiente da escola, devemos inicialmente pensar em como trabalhar os diversos tempos necessários a cada criança para que esta se desenvolva completamente.
    È sabido que em todas as salas de aulas existem crianças que possuem tempos diferentes de aprendizagem e principalmente possuem particularidades no que se refere ao seu modo de aprender. O professor deve ser capaz de sutilmente reconhecer estas diferenças e trabalhar cada uma delas do seu jeito.
    As escolas de hoje reconhecem estas diferenças e particularidades de cada criança, faz o tratamento de maneira apropriada, sabemos que ainda encontramos várias dificuldades por conta do despreparo dos professores em trabalhar com as crianças de maneira diferente, principalmente por falta formação e pessoal de apoio suficiente nas escolas para o trabalho.

    ResponderExcluir
  106. Discutir e avaliar o aproveitamento do tempo pedagógico é muito importante, mas vale ressaltar que saber aproveitar ao máximo esse tempo não é somente dentro da escola, mas desde quando estamos preparando as aulas.
    Silvana Eloá de Moura
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  107. Concordo assim como a maioria dos meus colegas, a escola como instituição de ensino deve sempre focar no aluno, planejar e realizar em prol do aluno e da qualidade de sua aprendizagem.
    Silvana Eloá de Moura
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  108. Glória concordo com você, temos que buscar mudar, rever e formar, pois como já dizia Paulo Freire "Não há docência sem discência”, então devemos sempre procurar mudar, inovar, aprender ensinando e buscar formação.
    Silvana Eloá de Moura
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  109. QUESTÃO DO TEMPO DE APRENDIZAGEM NA ESCOLA”, refletir sobre o tempo na escola é função essencial da comunidade escolar, devemos entender que cada criança deve ter seu aprendizado garantido, e para que isto aconteça de maneira satisfatória seu tempo de aprendizagem deve ser respeitado. As escolas atuais estão divididas em turmas e este agrupamento acontece mediante a separação por idade. Sabemos também que em um mesmo grupo nunca conseguimos fazer com que todas as crianças aprendam de maneira igual e muito menos que estas aprendam no mesmo tempo. A aprendizagem acontece em cada pessoa por meio de diferentes portas de entrada. Cada um de nós tem uma maneira para aprender existem os leitores, os escritores, os práticos, os sinestésicos, enfim em um agrupamento devem ser consideradas todas as individualidades da pessoa, e o professor seus alunos realmente aprendam no passado ao professor cabia unicamente a tarefa de ensinar - e este assim pensava: - eu ensinei missão cumprida!
    O respeito inicial aos grupos, e posteriormente as particularidades de cada grupo, se são rurais, ou urbanos, apáticos ou hiperativos, são quesitos fundamentais para que o professor escolha os melhores caminhos para o direcionamento de seu trabalho.

    ResponderExcluir
  110. Verdadeiramente as pessoas e no nosso trabalho, os alunos , precisam estímulos,de
    incentivos e afeto.Em qualquer idade,por não
    sabermos como foram criados e o que lhes foi oferecido,o afeto e o carinho devem ser nossas primeiras e persistentes ofertas.Pode ser que alguns até resistam,mas,não devemos desistir.È muito dificil errar quando a base de tudo seja, primeiro ,a valorização do ser humano ,para em seguida seguir com os projetos de ensino.Eliana Bueno - CEIM Itaberá.

    ResponderExcluir
  111. agneli souza ceim vila dom silvio24 de outubro de 2011 12:11

    Querida Glória, em base no que o escritor ilustre Fernando Pessoa nos deixa para refletir, vemos que foi acolhido à tempo oportuno uma nova forma de ensino nas escolas.
    Muitos profissionais viviam em um mundinho único e deixavam de passar aquilo que realmento hoje se busca; a maneira de se ensinar e fazendo com que todos mesmo com suas dificuldade de aprender possam ser abrangidos e concluam seus estudos de forma digna e correta.
    Temos de parabenizar professores e educadores que procuram desempenhar este papel com a melhor forma de ensino e aprendizado nas escolas. Investindo no melhoramento de ensino dentro de salas de aula e no tempo de aprendizagem.Todos de manaira em geral tem lutado por esse ideal, procurando assim melhorar sua forma de ensinar pequenos alunos, o qual serão cidadãos democraticos no futuro, que lutam por seus ideais.

    ResponderExcluir
  112. agneli souza ceim vila dom silvio24 de outubro de 2011 16:38

    Pensando no tema da escola amarela, o qual nos foi enviado,temos de procurar saber dividir cada aluno em sua exencia. Todos tem capacidade em aprender,mas todos de uma maneira diferente do outro. Cada educador tem de estar com seu olhar atento na maneira em que o aluno tem de aprender . Dessa forma aprimorando e se especializando em uma nova forma de ensino dentro do respctivo tempo de aula.

    ResponderExcluir
  113. Oi REGIANE, concordo plenamente com você. Todo aluno tem direito em aprender um ensino de qualidade.Levando em conta o tempo de apredizagem o qual tem de ser aproveitado o máximo posssivel e isso deverá estar no planejamento da escola

    ResponderExcluir
  114. erica cristina CEIM VILA DOIM SILVIO24 de outubro de 2011 19:33

    A construção do conhecimento estão presentes nas diversas abordagens sobre o ato de ensinar e aprender. Esse movimento dinâmico, que é estabelecido entre educadores e educandos, é permeado por tempos e espaços diferenciados. A proposta da Escola Cidadã, organizada por Ciclos de Formação, aponta em seus princípios o respeito a essas diferenças, exigindo, portanto, um olhar diferenciado sobre o ato pedagógico, de forma que se instaure um movimento dialético e construtor de possibilidades.

    ResponderExcluir
  115. Claro que, com nossa mudança de postura ,com profissionais devidamente preparados e com o incentivo por parte dos órgãos competentes oferecendo capacitações,conseguiremos fazer o nosso trabalho que forma mais eficaz.Mas, antes disso temos que saber o que realmente precisamos ,para depois exigirmos.No momento ,a hora é de reflexão sobre nossas ações em sala e até fora dela.De que forma tenho conduzido meu trabalho?Minha metodologia está indo ao encontro de meus objetivos?Quais são meus objetivos?Sou realmente um profissional preocupado com a educação de meus educandos?Talvez sejam palavras corrriqueiras,que estamos cansados de ouvir,mas são extremamente importantes para realizarmos com êxito nosso trabalho. Eliana Bueno- CEIM Itaberá.

    ResponderExcluir