CONSELHOESCOLAR

CONSELHOESCOLAR

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Caderno 2 - CONSELHOS ESCOLARES E A APRENDIZAGEM NAS ESCOLAS

A FUNÇÃO POLÍTICO PEDAGÓGICA DO CONSELHO ESCOLAR
Com base na discussão realizada, baseada no caderno 2, sobre a função político-pedagógica do Conselho escolar (p. 17-27) explicite:
a) Como o Conselho Escolar pode contribuir para a “construção de uma educação democrática e emancipadora”? (p. 19)
Reflita com base nas páginas 17 a 22 do CADERNO
b) Um dos grandes problemas que precisa ser enfrentado pela escola é a fragmentação das atividades escolares, já que os sujeitos, ao se fragmentarem, “perdem a dimensão do viver em sociedade, pois ficam individualizados nos seus desejos e lutas” (p.26).
• Como essa dimensão fragmentária das atividades escolares reflete na atuação do Conselho Escolar?
• Qual o instrumento primordial para fazer esse resgate do trabalho coletivo na unidade escolar? Por quê? (p. 23 – 27)

ORIENTAÇÕES PARA PARTICIPAR DO BLOG
CARO CURSISTA
Inicie fazendo uma primeira leitura do CADERNO 2. Depois, faça uma segunda leitura destacando e anotando as principais ideias e conceitos apresentados. Reflita sobre a função político-pedagógica do Conselho de Escola e responda as questões deste fórum:
• Segundo o Caderno 2, por que a função do Conselho Escolar é fundamentalmente político-pedagógica?
• Como estes termos se articulam?
• Como a sua experiência no âmbito educativo lhe permite compreender esta questão?
• Como, em sua opinião, o Conselho Escolar pode atuar de forma a possibilitar uma educação que vise “o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados “(p.21)?


CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

• Participação no blog com três inserções (reflexões e/ou opiniões), distribuídas durante o período de 12 dias (tempo em que discutiremos o Caderno 2). Sugestão: uma participação por semana. (3,0 pontos)
• Responder de forma reflexiva os questionamentos propostos para este fórum. Expôs suas ideias, relacionando-as com as dos colegas e, obviamente, respeitando as normas de “netiqueta”, ou seja, ética na internet (3,0 pontos).
• Escrever suas ideias com clareza, coesão e objetividade. (2,0 pontos)
• Obedecer às normas gramaticais e ortográficas da língua portuguesa. (2,0 pontos)

PERÍODO DE PARTICIPAÇÃO: 27/06/2011 A 09/07/2011 (13 DIAS)

SUGESTÕES EXTRAS: * Escreva seu texto em um processador (world, por exemplo). Faça as correções e salve o documento. Em seguida, copie-o e cole no Blog.
* Evite postar e retirar seus comentários.
* Procure evidenciar em suas postagens semelhanças, diferenças ou complementos do assunto que você abordou.
Antes de encerrar a atividade seu tutor irá postar considerações sobre o que já foi escrito no blog. Leia e aproveite este comentário para realizar uma de suas 3 inserções.

125 comentários:

  1. Centro de Educação Infantil Distrito de Toriba do Sul - Itaberá - SP

    Houve época em que a escola podia fechar-se para a comunidade e, ainda assim, continuar funcionando com razoável grau de aceitação. Era uma época em que a escola constituía, na expressão de Anísio Teixeira, um “clube fechado” em que os professores recusavam o diálogo com os pais de alunos, por entenderem que a presença deles na escola servia para tumultuar os trabalhos, sem nada trazer de positivo. Essa atitude de completo distanciamento entre a escola e a comunidade vem sendo substituída por uma nova maneira de entender o relacionamento que deve ser mantido entre ambos. Diversos fatores têm contribuído para esta mudança de postura tanto por parte da escola, quanto da comunidade a que ela serve. Entre estes fatores destaca-se a compreensão de que os objetivos buscados pela instituição escolar não se esgotam dentro de suas paredes, mas advêm de uma realidade mais ampla, em que se incluem não só a comunidade, mas também a sociedade como um todo. Se é da sociedade e da comunidade que provêm às idéias que dão sentido ao trabalho realizado pela escola, não há como pretender mantê-las alheias às atividades desenvolvidas no ambiente escolar. Assim, o Conselho Escolar constitui um desses espaços, juntamente com o Conselho de Classe, o Grêmio Estudantil, a Associação de Pais e Mestres, entre tantos outros possíveis. Ocorre que o Conselho Escolar possui uma característica própria que lhe dá dimensão fundamental: ele se constitui uma forma colegiada de gestão democrática. Assim, a gestão deixa de ser o exercício de uma só pessoa e passa a ser uma gestão colegiada, na qual os segmentos escolares e a comunidade local se congregam para, juntos, constituírem uma educação de qualidade e socialmente relevante. Com isso, divide-se o poder e as conseqüentes responsabilidades. Assim, se está contribuindo para “a construção de uma educação democrática e emancipadora”.

    Heloisa Maria de Barros Gomes - Coordenadora do C.E.I.M. Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  2. Segundo o texto, estamos reaprendendo a praticar a democracia, e a escola neste contexto é o lugar mais que ideal para esse exercício, unindo a participação da comunidade escolar e a comunidade local. Dever haver um elo entre o conselho escolar e a comunidade para se adquirir e contribuir para uma educação democrática e capaz de mudar a realidade. A escola deve ser esse instrumento para a transformação dessa realidade buscando uma educação emancipadora, ou seja, mediadora das mudanças sociais, que vem ocorrendo constantemente, mas sem deixar de desenvolver uma educação que mantenha o aluno na sua realidade, trazendo com sigo sua história de vida e sua bagagem cultural nesse processo. Cabe ao Conselho escolar tomar decisões num conjunto de ações, estabelecendo as transformações desejáveis na pratica escolar, e buscar os mecanismos necessários para que essa transformação realmente aconteça. Outro ponto importante é a pluralidade, do qual há papeis diversos no âmbito escolar, mas todos, devem se respeitar e buscar a harmonia visando somente contribuir para o crescimento da escola, lembrando que a unidade escolar para dar certo é preciso que a equipe trabalhe em conjunto, e não de maneira solitária, mas, contudo e acima de tudo, buscar sempre respeitar diferenças e opiniões em todos os aspectos, a união faz a força, e caminhando juntos buscaremos sempre atingir novos horizontes inexplorados.

    ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
    CEIM – CASA DE JESUS – AT.02.01
    ITABERÁ - SP

    ResponderExcluir
  3. O papel do Conselho Escolar é de ser um órgão consultivo, deliberativo e de mobilização mais importante do processo de gestão democrática, mas não como instrumento de controle externo, como eventualmente ocorre, mas como um parceiro de todas as atividades que se desenvolvem no interior da escola. Deve acompanhar o desenvolvimento da prática educativa, do processo ensino-aprendizagem. Sua principal função é fundamentalmente político-pedagógica. É política, na medida em que estabelece as transformações desejáveis na prática educativa escolar, e é pedagógica, pois estabelece os mecanismos necessários para que essa transformação realmente aconteça. O conselho escolar pode possibilitar uma educação que vise o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados proporcionando a todos a oportunidade de participar, de contribuir com suas idéias e opiniões a respeito de tudo o que acontece na escola, buscando a melhoria para o desenvolvimento da Entidade.

    Alexandra Cristina Ferreira Silva
    CEIM – Casa de Jesus – At.02-01
    Itaberá - SP

    ResponderExcluir
  4. Alessandra P. de Paula16 de junho de 2011 17:36

    O Conselho Escolar tem um papel decisivo na gestão democrática de uma escola,sempre que utilizado de maneira correta,trabalhando junto com as comunidades escolares e local para um bem em comum, a escola.Estamos todos reaprendendo a praticar a democracia,mas isso não é um exercício de uma só pessoa e sim de uma gestão colegiada.
    Tem como foco a aprendizagem,aonde sua finalidade é a construção de uma educação democrática e emancipadora.Por isso,definimos que sua principal função é fundamentalmente política-pedagógica.É política,nas transformações desejáveis na prática educativa escolar, e é pedagógica na medida que estabelece mecanismos necessários para que essa transformação realmente aconteça.
    Um dos desafios a ser vencidos por nós, é o de aprender a conviver com o difernte no processo educativo,dando-lhes condições adequadas de ensino,pois lidar com a diferença,não é aceitar as desigualdades sociais.

    Alessandra Pantaleão de Paula
    CEIM-CASA DE JESUS -At.02-01
    Itaberá-SP

    ResponderExcluir
  5. A LDB estabeleceu nas instituições públicas de educação básica os conselhos
    escolares, com representação da comunidade. Essa forma de participação reforça os
    interesses coletivos da ação pública e constitui mecanismo político de superação da
    centralidade do poder instituído nas escolas. A implementação dos conselhos escolares
    permite que diferentes setores da sociedade possam contribuir e participar da gestão
    da escola de forma democrática e institucionalizada.
    Com base nessa concepção organizativa, a escola pode concretamente adotar um
    novo conteúdo e uma nova prática de gestão que fundamentalmente priorize a
    dimensão participativa. Alguns exemplos de concepções que priorizam a participação
    são a co-gestão, a administração colegiada, a democracia participante e a autogestão.
    O conselho escolar deve ser o espaço onde se discutem as questões educativas e seus
    desdobramentos na prática político-pedagógica da escola. Nesse sentido, os conselhos
    escolares têm as seguintes funções: deliberativa, consultiva, fiscal e mobilizadora.Por tudo isso, tem função político-pedagógica.

    C.E.I.M. do Distrito de Toriba do Sul- Itaberá- SP- Funcionárias: Edite, Teresa, Vanda, Joana e Maria Cristina.

    ResponderExcluir
  6. concordo com você Alexandra Cristina quando diz que "O conselho escolar pode possibilitar uma educação que vise o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados proporcionando a todos a oportunidade de participar, de contribuir com suas idéias e opiniões a respeito de tudo o que acontece na escola, buscando a melhoria para o desenvolvimento da Entidade".

    C.E.I.M. Distrito de Toriba do Sul- Itaberá - SP

    ResponderExcluir
  7. Eliana Bueno CEIM ITABERÁ18 de junho de 2011 14:03

    Eliana Aparecida Bueno dos Santos de Almeida, CEIM Itaberá - SP
    Caderno 2 atividade 02.01

    O Conselho Escolar pode contribuir para o desenvlvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados, de forma que agregue todos os seguimentos escolares e também a comunidade do qual faz parte.Nesse caso não atuando somente como um meio de controle das situações escolares, mas, como parceiro nas mesmas.O principal instrumento para o resgate de um trabalho coletivo dentro do âmbito escolar é o respeito ao pluralismo, o que dá a garantia de um ambiente escolar democrático.

    ResponderExcluir
  8. Concordamos com você Eliana, realmente o "Conselho Escolar pode e deve contribuir para o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados, agregando todos os seguimentos escolares a a comunidade da qual faz parte. Não atuando somente como meio de controle, mas como parceiro". Aí conclui-se que o Conselho Escolar tem função político-pedagógico.

    C.E.I.M. Distrito Toriba do Sul - Funcionárias: Edite, Teresa, Vanda,Joana e Maria Cristina.

    ResponderExcluir
  9. Eliana Bueno CEIM ITABERÁ19 de junho de 2011 15:30

    Exato, e por se tratar de um órgão deliberativo, consultivo e de mobilização dentro do ambito escolar, o Conselho Escolar tem uma importante tarefa que é a de acompanhar a prática educativa e do prcesso ensino aprendizagem , assim , sua função fundamental se faz necessária, pois atua de forma política no que diz respeito a estabelecimento das transformações da prática educativa e de forma pedagógica, atuando na indicaçã dos mecanismos necessários para que tal transformação aconteça.

    ResponderExcluir
  10. DE ACORDO COM O TEXTO A ESCOLA ESTA REAPRENDENDO E CAMINHANDO PARA PRATICAR UMA DEMOCRACIA POLITICA PEDAGOGICA; DESTE MODO ELA CONSTITUI ESPAÇOS, JUNTAMENTE COM O CONSELHO DE CLASSE, GREMIO ESTUDANTIL, ASSOCIAÇAO DE PAIS E MESTRES E TANTOS OUTROS ORGAOS QUE PODEM CONSTITUIR ESSE TIME DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇAO; DESENVOLVENDO PRATICAS EDUCATIVAS, COM FUNÇAO PRINCIPAL DE TRANSFORMAÇOES QUE REALMENTE ACONTEÇAO, FORMANDO CIDADOES CONCIENTES, AUTONOMOS, E EMANCIPADOS DENTRO DA POLITICA PEDAGOGICA.
    LUCIMARA J. ALMEIDA
    C.E.I.M. ITABERA (ATIV. 1 CAD. 2)

    ResponderExcluir
  11. A função do Conselho Escolar é político-pedagógica, porque estabelece as transformações desejáveis na prática educativa escolar, e estabelece os mecanismos necessários para que essa transformação realmente aconteça. Sua função básica e primordial é a de conhecer a realidade e indicar caminhos que levem à realidade desejada. Pode-se dizer que o conselho tem o papel de mediar os conflitos que vem a surgir, podendo assim construir entendimentos mínimos, dentro do contraditório social. Assim, a escuta atenta dos diversos atores sociais e a abertura de espaços para a concretização do debate de opiniões e idéias tornam-se fundamentais para a percepção dos interesses existentes na escola. É por isso que todos devem buscar juntos, transformar a realidade escolar, buscando a melhoria com a ajuda de todos.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM – Casa de Jesus – At.02-01
    Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  12. Pois é Lucimara, justamente estes espaços que a escola fornece, é o que realmente dá subsídios para estas transformações acontecerem, transformando assim o futuro, com cidadãos do bem, que visam a melhoria para seus descendentes.

    ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
    CEIM – CASA DE JESUS – AT.02.01
    ITABERÁ - SP

    ResponderExcluir
  13. Eliana Bueno CEIM ITABERÁ20 de junho de 2011 17:30

    Concordo com a colocação feita por Lucimara e Ana Priscila, segundo o texto a escola deve criar condiçoes para o desenvolvimento das potencialidades e para o atendimento das necessidades específicas dos estudantes e indicar os caminhos que os levem à realidade desejada.Ou seja, o que é de fato, necessidade dos alunos.
    Eliana Bueno CEIM Itabera- Sp
    At. 02.01

    ResponderExcluir
  14. Ana Priscila, unir a participação da comunidade escolar e a comunidade local é essencial para se obter resultados positivos sim, por isso concordo com você da importância do Conselho para unir ambas as partes. E que quando você cita que o aluno traz consigo sua história de vida e sua bagagem cultural nesse processo, também penso que deve ser levado em consideração, para o próprio desenvolvimento do aluno e até mesmo da cultura local, em que a escola faz parte.

    Alexandra Cristina Ferreira Silva
    CEIM – Casa de Jesus – At.02-01
    Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  15. O Conselho Escolar é uma gestão democrática, ou seja, não somente de uma pessoa, mas de um grupo que visa contribuir para uma educação de qualidade. Seu papel é o de ser o órgão consultivo, deliberativo e de mobilização, contudo acompanhar o desenvolvimento da prática educativa, no processo ensino-aprendizagem. Respeitar o pluralismo é garantia de um ambiente efetivamente democrático na escola, não podemos deixar perder a dimensão do viver em sociedade, deixando nossos desejos e lutas ficarem distintos, sendo que todos nós buscamos o mesmo ideal. Sua função é político-pedagógica, porque transforma a prática educativa escolar, e estabelece os mecanismos necessários para que essa transformação realmente aconteça. Então, a educação como prática social, visa o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados e entendendo o Conselho Escolar como um mecanismo de gestão democrática colegiada, sua função básica e primordial é a de conhecer a realidade e indicar caminhos que levem à realidade desejada.

    Filomena Tonon Cimatti
    CEIM Casa de Jesus – Itaberá SP

    ResponderExcluir
  16. O Conselho Escolar tem uma tarefa importante, que é a de acompanhar o desenvolvimento da prática educativa e, nela, o processo ensino-aprendizagem. Compreendendo a educação como prática social que visa o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados e entendendo o Conselho Escolar como um mecanismo de gestão democrática colegiada, sua função básica é primordial é a de conhecer a realidade e indicar caminhos que levem à realidade desejada.
    Maria Betânia Falsarella da Cruz
    CEIM -Casa de Jesus- At.02-01

    ResponderExcluir
  17. Alessandra P. de Paula20 de junho de 2011 23:41

    Concordo com a colocação feita pela Filomena, aonde ela diz que o conselho escolar é uma gestão democrática,ou seja, que não depende somente de uma pessoa, mas sim de um grupo que visa contribuir por uma educação de qualidade e igualdade, respeitando sempre a necessidade de cada um, e é por isso que lutamos.

    Alessandra Pantaleão de Paula
    CEIM - Casa de Jesus - At.02-01

    ResponderExcluir
  18. Exatamente Alessandra, corretíssima sua colocação em dizer que o conselho escolar não depende de uma pessoa para se obter resultados, mas sim de um grupo que visa contribuir por uma educação de qualidade e igualdade, e é isso que buscamos, acreditando na importância do Conselho Escolar.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM – Casa de Jesus – At.02-01
    Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  19. Com base no texto de apoio depreende-se que o Conselho Escolar promove a educação democrática e emancipadora, ou pelo menos tem por função essa finalidade, já que deixa de ser exercido por uma só pessoa e passa a ser uma gestão colegiada, em que é delegada a participação à membros da Unidade Escolar e à membros da comunidade escolar, dando oportunidade e espaço à novas opiniões, que certamente contribuirá para mudar e melhorar a realidade aspirada. Nesse processo dentro da instituição educacional deve-se quebrar a fragmentação de funções, e sim mesclar deveres, funções, experiências e conhecimentos, aumentando o potencial da instituição enquanto local de formação de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados.
    A ação do Conselho Escolar é político-pedagógico; político por estabelecer as transformações necessárias para a educação e pedagógico por estabelecer os mecanismos necessários para que essa transformação de fato aconteça.
    E por ser formado por N membros, deve ser reconhecido e respeitado o pluralismo de ideias, conceitos e opiniões dos membros e da clientela atendida, a fim de assegurar um ambiente efetivamente democrático.
    Luíz Henrique de Melo
    EMEI "Arco-Íris"/At.01-Cad02

    ResponderExcluir
  20. Adilson Oliveira da Cruz21 de junho de 2011 21:24

    Para garantir a unidade da prática social da educação devemos estar atrelados como um todo, nunca devemos estar fragmentados para uma escola de educação qualitativa. Isso deve-se a um instrumento de planejamento coletivo que resgata a unidade do trabalho escolar e garante que não haja uma divisão entre os que planejam e os que executam. Portanto o Conselho escolar deve zelar, planejar e acompanhar o desenvolvimento do Projeto Politico Pedagogico. Só assim todos terão um papel importante que é o de exercer a cidadania. Adilson EMEI ARCO-IRIS.

    ResponderExcluir
  21. O Conselho Escolar pode e deve contribuir para uma educação democrática e emancipadora, essa contribuição inicia-se ao dar espaço à comunidade poder participar como membros do referido conselho, formado assim por gestores, educadores, funcionários da escola e pela comunidade e isso se concretiza pela escola quando faz os pais e comunidade geral sentir-se a vontade para participar das decisões da instituição correlacionado com o reconhecimento e respeito à pluralidade sócio-cultural dos atendidos pela Unidade Escolar.
    É político-pedagógico, pois politicamente estabelece as transformações necessárias e pedagógico pois estabelece os mecanismos necessários para que as transformações realmente aconteçam.
    Vanilda de Fátima Mendes de Souza
    Emei "Arco-Íris"
    At01Cad02

    ResponderExcluir
  22. Concerteza Vanilda, pois é com o Conselho Escolar que se obtém este espaço para a comunidade participar, tomando as decisões necessárias para o caminhar da Unidade Escolar.

    ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
    CEIM – CASA DE JESUS
    ITABERÁ – SP

    ResponderExcluir
  23. Henrique concordo com você que o trabalho em equipe não se deve agir em separado, isso só diminui os resultados, por isso é importante se quebrar essa fragmentação de funções a fim de somar os resultados, essa ação também é democrática.
    Vanilda de Fátima Mendes de Souza
    EMEI Arcó-Íris

    ResponderExcluir
  24. Ana Priscila concordo com você que a união da comunidade escolar com a comunidade local cria-se um elo que só agrega pontos positivos aos resultados esperados para a educação e que realmente a escola tem por missão ser agente transformador da realidade.
    Luíz Henrique de Melo
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  25. Margareth Feiteira22 de junho de 2011 17:13

    O Conselho Escolar deve ser democrático por se tratar de um conselho de dentro de uma instituição de ensino, pois a escola é o melhor meio de formar cidadãos conscientes, que lutem pela igualdade e pela democracia, a Unidade Escolar sendo democrática, é o melhor exemplo. Seria irônico ensinar algo que não se pratica.
    O Conselho Escolar com o apoio e opinião de todos os membros firma uma parceria para acompanhar as situações internas da escola, num processo de acompanhamento e avaliação das situações para posteriormente solucioná-las para o bem comum.
    MARGARETH FEITEIRA
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  26. Concerteza Margareth, acompanhar a situação interna da escola e estar por dentro com o que acontece, é uma prática importantíssima que o Conselho Escolar nos concede, isso para não se cometer os mesmos erros futuramente, e sim para buscar a melhoria para todos.

    Alexandra Cristina Ferreira Silva - CEIM – Casa de Jesus - Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  27. A escola é o melhor local para se iniciar uma sociedade democrática, deixando de ser fechada à comunidade e com decisões sempre tomadas por uma pessoa e passar a ser colegiada, com a participação da comunidade.
    É político-pedagógico, pois através dele se estabelece as transformações dejáveis na prática educativa e estabelece os mecanismos necessários para que tais transformações realmente aconteçam.
    Sendo democrático e emancipador deve se respeitar o pluralismo de opiniões, ideias e conceitos dos membros, para efetivamente ser democrático e emancipador.
    Edinéia Gomes Machado
    EMEI Arcó-Íris

    ResponderExcluir
  28. Ola NEIA gostei muito do seu texto; citando que a escola e o melhor local para iniciar Uma democracia, pois na escola podem ocorrer transformações positivas, pois ela conta um corpo docente preparado, ético, rico de opiniões, e idéias, e assim formar Cidadoes participativos e conscientes
    LUCIMARA J. ALMEIDA
    C.E.I.M. ITABERA (ATI 1 CAD. 2)

    ResponderExcluir
  29. Adilson importante você ter citado o planejamento, do qual é onde tudo se inicia, buscando com ele sempre zelar, planejar e acompanhar tudo o que ocorre no âmbito escolar, garantindo a pratica social, e por fim, exercendo a cidadania.

    Filomena Tonon Cimatti. CEIM Casa de Jesus – Itaberá SP

    ResponderExcluir
  30. Dar oportunidades e espaço à novas opiniões, é com certeza contribuir para mudar e melhorar a realidade desejada Henrique, por isso que acredito que é um processo que depende de todos para dar certo, para estabelecer as transformações que almejamos, buscando melhor a educação, que é nosso maior interesse.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM – Casa de Jesus – Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  31. Educar nossas crianças é tarefa importante que envolve a família, escola e comunidade. A escola como espaço social de transmissão do saber, necessita ampliar a democrácia representativa, com uma participação ativa da sociedade buscando soluções criativas, decisões coletivas para resolver os poblemas.
    O conselho escolar, entre outros mecanismos, tem o papel decisivo na gestão democrática ajudando e acompanhando o desenvolvimento das ações da escola, cumprindo seu papel de mediador e desenvolvendo a construção de uma escola cidadã onde aprendam a lidar com as diferenças e aceitar a desigualdade social.
    A prática social da educação é um todo com partes que se articulam e se complementam, quando isso não ocorre fragmentam o conhecimento. Assim é primordial que exista o respeito ao pluralismo para um ambiente efetivamente democrático na escola.

    Cecilia Alves Proença
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  32. Margareth muito boa sua colocação, se forma cidadãos democráticos na escola e a melhor maneira de passar isso é pelo efetivo exercício da democracia e a abertura à participação dos pais no Conselho Escolar é o exemplo mais nítido de uma educação democrática.
    Edineia Gomes Machado
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  33. Henrique concordo com você que ouvir a opinião de todos é importante para chegarmos ao bem comum que é uma educação de qualidade, isso é respeito à diferença e à diversidade, é democracia.
    Margareth Feiteira
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  34. Henrique concordo com você que o Conselho Escolar tem por finalidade promover a educação democrática e emancipadora,deixando de ser exercido por uma só pessoa e passando a ser uma gestão colegiada,em que é delegada a participação à membros da Unidade Escolar e à membros da comunidade escolar.
    Maria Betânia Falsarella da Cruz
    CEIM-Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  35. Alessandra P. de Paula24 de junho de 2011 12:03

    Concordo com sua colocação Cecília,quando diz que educar as nossas crianças é uma tarefa importante que envolve família, escola e comunidade,é ai que entra o Conselho Escolar que tem como finalidade promover uma educação democrática e emancipadora contribuindo assim para uma educação de qualidade e igualdade.

    Alessandra Pantaleão de Paula
    CEIM-Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  36. Cecília concordo quando você diz que para educar é preciso uma tarefa que envolva a família, escola e comunidade, e que nesse processo precisa haver a participação efetivas de todos, com soluções criativas e decisões coletivas para resolver os problemas que venham a surgir, mas respeitando sempre as diferenças e opiniões de todos.

    ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
    CEIM – CASA DE JESUS
    ITABERÁ – SP

    ResponderExcluir
  37. Exatamente Cecília e Ana Priscila, a colocação de vocês esclarece como deveria ser a função do Conselho Escolar, envolvendo a família, escola e comunidade, pois sozinho não se consegue nada. Tomando as decisões corretas, estaremos sendo democráticos, dando direito de participação e voz a todos.

    Alexandra Cristina Ferreira Silva, CEIM – Casa de Jesus – Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  38. Concordo com você Néia quando diz que político-pedagógico, estabelece transformações na pratica educativa.
    Pois quando planejamos juntos, resgatamos um trabalho escolar que garante o caminho a seguir, que expressa à cultura da escola empregada em crenças, valores, significados, modo de pensar e agir das pessoas que participam da sua elaboração.
    Cecilia Alves Proença
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  39. Luciane concordo com você que uns dos papeis do Conselho é a de conhecer a realidade e indicar caminhos que levem para a realidade desejada, mediando os conflitos que surgirão, pois as dificuldades serão muitas para interação de todos que buscam a mesma finalidade, é difícil mas não impossível.

    Filomena Tonon Cimatti
    CEIM Casa de Jesus – Itaberá SP

    ResponderExcluir
  40. Eliana acredito também que o principal instrumento para o resgate de um trabalho coletivo dentro do âmbito escolar é o respeito ao pluralismo, o que dá a garantia de um ambiente escolar democrático. É isso que esperamos do Conselho, uma porta que abre para solucionar, melhorar todas necessidades que a Escola necessita.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM – Casa de Jesus – Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  41. O Conselho Escolar deve ter uma postura de acompanhamento, participando da elaboração do projeto político-pedagógico, observando os aspectos fundamentais para a construção de uma educação democrática e emancipadora.
    Todos que estão envolvidos na Unidade Escolar devem ter comunição e principalmente, união para que o trabalho coletivo seja realizado com sucesso.
    Luciane Aparecida Lobo Santucci- professora/EMEI"Arco-Ìris

    ResponderExcluir
  42. Uma educação democrática e emancipadora só serão reais e efetiva se puder contar com a participação da comunidade, no sentido de fazer parte, inserir-se, participar discutindo, refletindo e interferindo como sujeito. Então, é preciso criar espaços para participação de todos na escola. E o Conselho Escolar constitui um destes espaços.
    O Conselho Escolar é o órgão consultivo, deliberativo e de mobilização mais importante do processo de gestão democrática na escola. Sua tarefa mais importante é acompanhar o desenvolvimento da pratica educativa e, nela, o processo ensino e aprendizagem. Sua função é fundamentalmente político-pedagógica.
    A prática social da educação é um todo, com partes que se articulam e se complementam. Quando as partes desse trabalho se distanciam, tornam-se partes autônomas que não se relacionam. E, fragmentados, os sujeitos perdem a dimensão do viver em sociedade, pois ficam individualizados nos seus desejos e lutas.
    O Projeto Político-Pedagógico, como instrumento de planejamento coletivo, resgata a unidade do trabalho escolar e garante que não haja uma divisão entre os que planejam e os que executam. Elaborado, executado e avaliado de forma conjunta.
    A participação de todos, união, respeito ao pluralismo, diversidades de idéias, dialogo são muito importantes para o avanço da escola, e com isso contribuem para formação de cidadão consciente, autônomos e emancipados.

    Eliete Gomes Machado - EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  43. O Conselho de Escola é o órgão consultivo ,deliberativo e de mobilização mais importante do processo de gestão democrática e tem como tarefa maior o acompanhamento do processo ensino-aprendizagem ,através da avaliação constante do trabalho desenvolvido na mesma .Avaliando é possível detectar problemas ,rever conceitos e procedimentos que levem a uma educação emancipadora.

    Daiane/Julio -Pais de alunos da EMEI ‘Arco –Íris”,Itaberá –S/P Caderno 02 At 02.01

    ResponderExcluir
  44. Edilaine/Terezinha24 de junho de 2011 23:04

    A função do Conselho Escolar é fundamentalmente político pedagógica e sua ação consciente e intencional pode manter ou mudar a realidade nas suas diversas dimensões ,para tal é necessário o conhecimento da realidade desejada na pratica educativa escolar e da realidade que queremos ter ,isso por parte de todos os envolvidos no ato ensino –aprendizagem (pais ,professores,funcionários ,comunidade ...).A participação de todos é muito importante ,pois a democracia leva a emancipação .
    Edilaine /Terezinha –Funcionários da EMEI “Arco-Íris –Itaberá-SP
    C 02 /At 02.01

    ResponderExcluir
  45. Márcia Ferreira Magalhães24 de junho de 2011 23:16

    A A participação da comunidade nas decisões tomadas na escola é muito importante ,diante disso o Conselho de Escola aparece como um colegiado formado por representantes dos diversos segmentos escolares e da comunidade local, que juntos buscam construir uma educação de qualidade e socialmente relevante,uma escola democrática e emancipadora .O Conselho Escolar é fundamentalmente político –pedagógico e suas ações são conscientes e intencionais ,visando a avaliação da realidade local(manter ou mudar),tendo o desafio de construir uma forma de lidar com as diferenças ,garantindo o respeito e o direito de cada um .

    Márcia Ferreira Magalhães –Coordenador Pedagógico –EMEI “Arco –Íris ,Itaberá –SP Cad 02 At 02.01

    ResponderExcluir
  46. Como sabemos os Conselhos Escolares são colegiados que representam a comunidade e em sintonia com a administração da escola tomam decisões coletivas nas áreas administrativas,financeiras e político-pedagógicas ,dividindo assim o poder , as consequentes responsabilidades e fugindo da fragmentação e do individualismo centralizador .Um dos momentos de acompanhamento mais importante do Conselho de Escola é o estudo e elaboração do Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar ,pois através dele é possível fazer uma avaliação da prática , um mapeamento escolar ,um diagnóstico ,o acompanhamento das ações escolares ,bem como propor metas ,orientando o trabalho a ser realizado ,sem fugir da função social da escola ,levando assim a construção de uma educação democrática e emancipadora .
    Marisa Cristiano –Diretor de Escola –EMEI “Arco-Íris “Itaberá-S.P. C 02 AT 02.01

    ResponderExcluir
  47. Sabemos que a escola é um lugar onde atuam diferentes pessoas e vontades, portanto, nela são exercidos múltiplos papeis, constituindo assim uma comunidade escolar. Cabe lembrar que a escola é um importante espaço de convivência humana – lugar de socialização, de encontros e descobertas, portanto os Conselhos escolares devem delegar e liderar caminhos, sensíveis a necessidade de todos, facilitando o convívio, e por fim, resolver os problemas que venham a surgir. Compreendendo e aceitando que o principio da educação é um processo de emancipação humana; com o Plano Político pedagógico elaborado através da construção coletiva e que além da formação deve haver o fortalecimento do Conselho Escolar. Lembraremos, aqui, uma lição de Paulo Freire, quando dizia que a verdadeira comunicação resulta de uma relação horizontal entre as pessoas. Ou seja, acontece quando falamos de igual para igual, propondo medidas para construir a convivência democrática por meio de parcerias, com apoio de todos.

    (AT. 02-01) Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  48. Olá,Cecília! Concordo com você quando coloca o conselho escolar como mediador,desenvolvendo a construção de uma escola cidadã que ensine a trabalhar com as diferenças.
    É isso mesmo deve ser feito um trabalho que possa garantir o bem estar dos alunos,ensinando-os a lidar com a desigualdade social.
    Luciane Aparecida Lobo Santucci
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  49. Boa tarde Luciane! Também acredito que o Conselho Escolar deve acompanhar e participar da elaboração do projeto político-pedagógico, construindo assim uma educação democrática e emancipadora.

    Filomena Tonon Cimatti. CEIM Casa de Jesus – Itaberá SP

    ResponderExcluir
  50. Ola Ana Priscila!Concordamos com você quando diz que a união faz a força ,pois muito podemos alcançar se unirmos nossas forças em busca do bem comum .O individualismo com certeza é uma prática inadequada à escola que queremos construir .
    Daiane/Julio -Pais de alunos da EMEI ‘Arco –Íris”

    ResponderExcluir
  51. Edilaine/Terezinha25 de junho de 2011 15:40

    Olá Lucimara ! Também achamos que estamos reaprendendo e caminhando para uma democracia politico pedagógica e isso é um bom sinal ,se já demos o primeiro passo ,já compreendemos a necessidade da caminhada e da mudança .
    Edilaine /Terezinha –Funcionários da EMEI “Arco-Íris

    ResponderExcluir
  52. Ola Eliete !Gostei da parte do seu texto que diz:
    “A prática social da educação é um todo, com partes que se articulam e se complementam. Quando as partes desse trabalho se distanciam, tornam-se partes autônomas que não se relacionam. E, fragmentados, os sujeitos perdem a dimensão do viver em sociedade, pois ficam individualizados nos seus desejos e lutas.”
    A Educação realmente não deve ser fragmentada visto que ,trabalhamos por um objetivo comum .O trabalho desenvolvido na escola deve ser idealizado por todos da mesma forma ,afinal cada um é uma parte do quebra cabeça e para que possamos atingir nossas metas precisamos dessa articulação entre as partes .
    Marisa Cristiano –EMEI “Arco-Íris

    ResponderExcluir
  53. Márcia Ferreira Magalhães25 de junho de 2011 17:39

    Oi Cecília!Você iniciou o seu texto falando - Educar nossas crianças é tarefa importante que envolve a família, escola e comunidade.-Penso que precisamos realmente desse envolvimento escola –comunidade –família ,pois nossos alunos precisam do feedback da família nas suas ações na escola para que construam sua identidade e autonomia ,precisam perceber a importância daquilo que fazem nos olhos dos pais e na aprovação comunitária e a escola precisa da presença participativa dos pais e da comunidade para tomar decisões corretas e trabalhar com a realidade que se tem e que se necessita.

    Márcia F. Magalhães- EMEI “Arco –Íris

    ResponderExcluir
  54. Boa noite Márcia, concordo quando você diz que uma das ações do Conselho é justamente de avaliar e buscar melhorias para mudar a realidade local. A participação da comunidade juntamente com a comunidade escolar é fundamental para decidir caminhos que visam melhorar e contribuir para uma educação de qualidade.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  55. Concordo com você Cecília, que o conselho escolar, entre outros mecanismos, tem o papel decisivo na gestão democrática ajudando e acompanhando o desenvolvimento das ações da escola, cumprindo seu papel de mediador e desenvolvendo a construção de uma escola cidadã onde aprendam a lidar com as diferenças e aceitar a desigualdade social.

    Eliete Machado Gil - EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  56. Marisa concordo quando comentou a colocação da nossa colega Eliete, onde você conclui que o trabalho desenvolvido na escola é uma parte de um quebra cabeça, e para atingir as metas que almejamos temos que articular as partes, pois acredito se todos nós unirmos neste processo, teremos muitos benefícios que virão a contribuir para o funcionamento da Unidade Escolar.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  57. A função do Conselho Escolar é a de conhecer a realidade da Unidade Escolar, indicando caminhos para levá-la a realidade desejada, portanto é fundamentalmente político-pedagógica. Política porque estabelece as transformações na prática educativa escolar e Pedagógica, pois indica os mecanismos necessários para que essa transformação realmente aconteça. E a tarefa mais importante é acompanhar o desenvolvimento da prática educativa, do processo ensino-aprendizagem, visando o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados.

    Márcia Gomes-CTP-Oficina SME

    ResponderExcluir
  58. Concordo com os colegas quando falam que a gestão deve ser democrática, onde vários segmentos escolares se unem para juntos construírem uma educação de qualidade, assim dividem-se poderes e responsabilidades.

    Márcia Gomes -CTP Oficina SME

    ResponderExcluir
  59. Para refletir...
    Sabemos que o Conselho Escolar é o órgão consultivo,deliberativo e de mobilização mais importante do processo de gestão democrática na escola, onde todos podem participar,expressar sua opinão,dar conselhos,etc... Diante disso porque há tanta resistência principalmente de pais em fazerem parte desse colegiado?

    Márcia Gomes- CTP- Oficina SME

    ResponderExcluir
  60. Olá. Edilaine/Terezinha, com relação ao projeto político – pedagógico concordo, com sua importância. Pois o projeto político – pedagógico caracteriza e identifica a escola, ou seja, é a “cara” da escola. Por isso, deve acompanhar as modificações da sociedade, da história, de seus fatos, dos acontecimentos e das legislações, considerando aspectos sociais, políticos, culturais que a caracterizaram. Devendo corresponder ao pensamento dos que estarão envolvidos nela, buscando um rumo uma direção, um compromisso coletivo, definindo ações educativas, que estejam compromissadas com os interesses sociopolíticos e coletivos da população majoritária.
    … As adaptações curriculares correspondem a uma dessas ações…
    PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: FABRICIO DA SILVALIMA
    E.M.E.I ARCO ÍRIS ITABERÁ – SP

    ResponderExcluir
  61. O nosso país passou por um período “nebuloso” e até hoje estamos cobertos por algumas “nuvens” de pensamentos dúbios, com relação à educação. Principalmente com a pouca discussão, em relação à intervenção do ATO INSTITUCIONAL N° 5 (AI5), nas experiências educacionais. Em 1969, a ditadura militar pós fim a uma das experiências mais inovadoras de educação pública: “O VOCACIONAL”, que foi dilapidada até ser extinta, após sofrer intervenções militares, a prisão de professores e a dissolução das grades curriculares.
    No contexto atual o conselho escolar assume um caráter democrático por resgatar um período em que a politização fazia parte da agenda da sociedade, mas que infelizmente foi interrompida num momento crucial. A discussão do projeto MEC- USAID na universidade que foi imposto o Brasil. E que até hoje nós dá maus frutos. Pois ao em vez de uma educação humana e generalista, implantou um projeto de educação norte-americana, pela qual o indivíduo se especializa de forma verticalmente, mas não adquire visão do mundo e não desenvolve senso crítico
    Ao contrario de hoje, os pais lutaram para que o projeto da pedagogia vocacional permanecesse, mas venceu o projeto nacionalista militar: “Golbery”. É essa dimensão do viver em sociedade, que pretende a construção de uma educação democrática dos conselhos, resgatarem a participação dos pais, que fazia parte do projeto da escola, e a família fazia parte dos processos.
    Então se faz necessário retomar a escola como espaço democrático, fazendo valer sua função política pedagógica, que valorize as diferenças e acabe com as fragmentações e dicotomias de corpo e mente, tratando o indivíduo como um ser uno... Mais humano, e não um mosaico. Assumindo uma posição política que vá de encontro aos resquícios da dilapidação das pedagogias públicas, que estimulam a segregação das classes na escola e perpetuam a fragmentação das classes.
    Transformando a escola num espaço de discussão e formação, contribuindo para politização coletiva, que visa uma educação de qualidade e consequentemente exigirá uma sociedade mais justa e mais humana.
    Quis trazer a minha resposta, dados mais informativos, que acredito ser mais significativos, pois, nas minhas análises, tenho notado a preocupação de todos com a educação. Mas essas preocupações, na grande maioria das vezes, são pautadas em jargões e frases feitas, muitas vezes banalizando a luta por uma educação de qualidade. Que a meu ver só será possível através da mobilização coletiva, pelas transformações das reformas políticas, educacionais, sociais e econômicas.
    Nesse contexto acredito que a escola e o conselho escolar, seja uma grande iniciativa, se de fato se mobilizar e unificar os desejos e lutas, formando seres políticos participativos que exercitem a cidadania e pratiquem a democracia.
    PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA: FABRICIO DA SILVALIMA
    E.M.E. I ARCO ÍRIS ITABERÁ – SP

    ResponderExcluir
  62. Virgilina Cardoso25 de junho de 2011 23:47

    O conselho escolar tem papel importante na gestão democratica de uma escola, pois o poder deixa de ser execido por uma só pessoa e passa a ser uma gestão colegiada com a participação dos menbros da unidade escolar e da comunidade num trabalho coletivo.
    A pratica social da educação é um todo com partes que se articulam e se complementam, é fundamental a união e a participação entre o grupo onde todos tenham os mesmos objetivos comtribuindo assim para uma educaçao de qualidade.
    Virgilina Cardoso- E.M.E.I. ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
  63. Olá! Virgilina. Concordo que o conselho escolar tem papel importante na gestão democrática de uma escola, com isso, temos que ser cientes que para essa gestão dar certo, é preciso a participação de todos. Sozinho não se vai a lugar nenhum, muito menos se conquista benefícios. E hoje, com ambiente muito democrático que temos na escola, TODOS podem sim, opinar, complementar com ações que venham gerar melhorias para o ensino e andamento da Unidade Escolar.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  64. Virgilina Cardoso - E.M.E.I ARCO - ÍRIS26 de junho de 2011 13:15

    Bom dia Fabrício, gostei da sua colocação no que diz respeito à luta por uma educação de qualidade que só é possível através da mobilização da equipe escolar. Acredito que nesse contexto o conselho escolar é de grande importância, desde que haja a participação coletiva lutando pelos mesmos ideais, opinando, acompanhando o desenvolvimento e a prática educativa do processo ensino - aprendizagem, visando a formação de cidadãos críticos, conscientes e participativos. Portanto o conselho tem o dever de contribuir para construção de uma sociedade justa, humana, solidária e igualitária.

    ResponderExcluir
  65. Querida Marcia, acredito que muitos resistem ao conselho escolar porque hoje o mundo exige muito de nós e as pessoas têm uma vida corrida com: trabalhos,família, estudos e outros; então não conseguem achar tempo para participar das reuniões, ou não querem um novo compromisso.
    Penso também que a maioria das pessoas ainda desconhecem a importância do conselho escolar para a escola e para a própria sociedade num todo,por essse motivo não querem se responsabilizar.
    Luciane Aparecida Lobo Santucci
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  66. Para refletir ...
    É preciso romper com a lógica massificadora da escola , que tem historicamente desconsiderado a diversidade de opiniões , posturas , aspirações e demandas dos atores sociais que agem no seu interior . É preciso respeitar e criar condições para o desenvolvimento das potencialidades e para o atendimento das necessidades especificas dos estudantes . Assim , o respeito ao pluralismo torna-se garantia de um ambiente efetivamente democrático na escola.
    Eliete Gomes Machado – E.M.E.I. ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
  67. Adilson Oliveira da Cruz26 de junho de 2011 18:23

    Olá! Vanilda ,concordo com você que o Conselho Escolar pode e deve contribuir para uma educação democrática e emancipadora, essa contribuição inicia-se ao dar espaço à comunidade poder participar como membros do referido conselho, formado assim por gestores, educadores, funcionários da escola e pela comunidade e isso se concretiza pela escola quando faz os pais e comunidade geral sentir-se a vontade para participar das decisões da instituição correlacionado com o reconhecimento e respeito à pluralidade sócio-cultural dos atendidos pela Unidade Escolar.
    Adilson- E.M.E.I. ARCO -ÍRIS

    ResponderExcluir
  68. Adilson Oliveira da Cruz26 de junho de 2011 18:40

    Olá Márcia! Sabemos que o Conselho Escolar é o órgão consultivo,deliberativo e de mobilização mais importante do processo de gestão democrática na escola, onde todos podem participar,expressar sua opinião,dar conselhos,etc... Diante disso há tanta resistência principalmente de pais em fazerem parte desse colegiado, principalmente por falta de tempo e informação sobre a importância do conselho escolar para o desenvolvimento da educação de qualidade para seus próprios filhos .
    Adilson -E.M.E.I. ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
  69. Boa noite Márcia !Achei interessante sua reflexão sobre o conselho escolar , pois na realidade os pais fogem da participação no conselho escolar , por não terem conhecimentos da construção de uma educação democrática e da importância do envolvimento deles ,para a transformação da realidade,a educação emancipadora
    Eliete Machado – E.M.E.I. ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
  70. Márcia Ferreira Magalhães26 de junho de 2011 21:13

    Oi Márcia !Penso que para os pais a importância do Conselho de Escola ainda não está bem definida ,a partir do momento que perceberem a real função do Conselho o pré conceito construído mudará.

    Márcia F. Magalhães- EMEI “Arco –Íris

    ResponderExcluir
  71. Edilaine/Terezinha26 de junho de 2011 21:19

    Boa noite Márcia !A maioria dos pais não participam do Conselho de Escola muita vezes porque não acham que seja necessário (falta informação ),alguns por causa do trabalho e outros porque nem à escola vão para saber dos filhos .
    Edilaine /Terezinha EMEI “Arco-Íris –Itaberá-SP

    ResponderExcluir
  72. Olá Márcia .Concordamos com a resposta da Eliete e também da Terezinha com a Edilaine ,falta informação dos pais ,para alguns falta tempo e para outros falta participar de verdade da vida dos filhos .
    Daiane/Julio -Pais de alunos da EMEI ‘Arco –Íris

    ResponderExcluir
  73. Boa noite Márcia !Realmente a aceitação dos pais em participar de colegiados escolares ainda deixa a desejar .Os pais que são presentes nas reuniões ,nos eventos ,no cotidiano escolar aceitam e participam desses colegiados ;alguns como disseram meus colegas acima não participam porque o trabalho os impede (mas sempre pedem a alguém que acompanhe o desenvolvimento do filho(a) );outros infelizmente não comparecem na escola mesmo que convocados para tal porque não acham que seja importante ou necessário o acompanhamento da vida escolar do filho(a).Um dos grandes desafios que temos pela frente é o de conscientizar a comunidade em geral sobre a importância da escola e da participação nas decisões a serem tomadas para que realmente vivamos a democracia que tanto almejamos.
    Marisa Cristiano –EMEI “Arco-Íris

    ResponderExcluir
  74. OLÁ CIDADÃOS VALOROSOS, CORAJOSOS E ENGAJADOS NA BUSCA DE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE!!! VAMOS REFLETIR UM POUQUINHO MAIS SOBRE "CONSELHOS ESCOLARES E A APRENDIZAGEM NA ESCOLA"? VEJAMOS.

    TODO O ESFORÇO DA CONQUISTA DE UMA DEMOCRACIA SUCUMBIRIA SE AO MESMO TEMPO EM QUE ELA EXISTINDO, AÇÕES CONTRADITÓRIAS OCORRESSEM. CERTA VEZ LI UMA MENSAGEM EM QUE UM PAI ROGAVA A DEUS PARA QUE SEUS FILHOS CRESCESSEM COMO ÁRVORES COM RAÍZES PROFUNDAS PARA QUE PUDESSEM SUPORTAR AS INTEMPÉRIES DA VIDA. NÃO EXISTE CRESCIMENTO SEM LUTA, DEMOCRACIA SEM PARTICIPAÇÃO, SEM ESTUDO, SEM FORMAÇÃO. CONSELHO ESCOLAR E APRENDIZAGEM NA ESCOLA ESTÃO INTERLIGADOS COMO PÃO COM MANTEIGA, COMO CAFÉ COM LEITE, COMO BOLO COM RECHEIO. ELES PODEM ATÉ EXISTIR SEPARADOS, MAS NUNCA SERÃO COMPLETOS SE NÃO HOUVER FUSÃO, SABOR OU EXPLOSÃO (NO CASO DO COMBUSTÍVEL). AÇÕES DESTE GÊNERO SÓ OCORRERÃO NA IMPORTÂNCIA QUE OS MEMBROS DESTE COLEGIADO DEREM À DIVERSIDADE DE SUA EXISTÊNCIA. NOTEM: O TEXTO NA PÁGINA 26 DO CADERNO 2 “O SENTIDO E O FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES FUNDAM-SE NO FATO DE OS SEUS MEMBROS TEREM PAPÉIS DIFERENTES E, AO MESMO TEMPO, TEREM DIREITOS IGUAIS. SE NÃO FÔSSEMOS DIFERENTES, SE A IGUALDADE SIGNIFICASSE UNIFORMIDADE, NÃO PODERÍAMOS SER LIVRES. SE LIBERDADE SIGNIFICASSE PENSAR, DIZER E FAZER O QUE CADA UM BEM ENTENDESSE, SEM RESPEITO AOS OUTROS, NÃO HAVERIA JUSTIÇA SOCIAL, NEM CONDIÇÕES DE CONSTRUÇÃO CIDADÃ E DEMOCRÁTICA.” VEJAMOS O PAPEL DE CADA UM NUMA ESCOLA PODE ATÉ INICIAR POR CAMINHOS DIFERENTES (O DO PROFESSOR, DIRETOR, MERENDEIRA, PAIS, ETC), MAS CONVERGEM PARA O CENTRO DA ATENÇÃO E O MAIS IMPORTANTE DE TODOS (ALUNO). EM SEU LIVRO “O ESPAÇO DO CIDADÃO” (199), MILTON SANTOS ASSIM ESCREVE “A CIDADANIA, SEM DÚVIDA SE APRENDE”. É A PROVA CABAL DE QUE NOSSA CARTA MAGNA ESTÁ CORRETÍSSIMA QUANDO ESTABELECE O QUE É EDUCAÇÃO E QUEM SÃO OS ATORES DESTE PROCESSO (DIREITO DE TODOS, DEVER DO ESTADO E DA FAMÍLIA). SER CIDADÃO NÃO É FÁCIL, NEM IMPOSSÍVEL. SER CIDADÃO NÃO É ATO SOLITÁRIO, É PROCESSO CONJUNTO. A ORIGEM DA PALAVRA VEM DA FORMAÇÃO DAS CIDADES, PORTANTO REFLITAMOS: UM CONSELHO ESCOLAR NÃO SERIA UM MIN-GRUPO (CIDADÃOS) DENTRO DE UMA MINI-CIDADE (ESCOLA) EM BUSCA DE QUALIDADE DE VIDA (EDUCAÇÃO)? SE NÃO FOR ASSIM PORQUE DEVEM CONTINUAR EXISTINDO ENTÃO AS CIDADES? PENSEMOS NISSO! MARIA DA GLÓRIA GONÇALVES SILVA

    OBSERVAÇÃO: NOVAS POSTAGENS PODEM SER REALIZADAS ATÉ 1 DE JULHO DE 2011.

    ResponderExcluir
  75. O Conselho Escolar possui uma característica própria que lhe
    dá dimensão fundamental: ele se constitui numa forma colegiada da gestão
    democrática. Assim, a gestão deixa de ser o exercício de uma só pessoa e passa a
    ser uma gestão colegiada, na qual os segmentos escolares e a comunidade local se
    congregam para, juntos, constituírem uma educação de qualidade e socialmente
    relevante.
    Maria Betânia Falsarella da Cruz
    CEIM-Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  76. OLA MARIA DA GLORIA!
    CONCORDO COM VC QUE NÃO EXISTE CRESCIMENTO SEM LUTA; NEM DEMOCRACIA, SEM PARTICIPAÇAO, SEM ESTUDO, SEM FORMAÇAO. E A ESCOLATEM UM PAPEL MUITO IMPORTANTE NA FORMAÇAO DESSES CIDADOES ,INDICANDO CAMINHOS PARA A REALIDADEDE NOSSO PAIS!!!
    LUCIMARA J. ALMEIDA
    C.E.I.M. ITABERA

    ResponderExcluir
  77. aline aparecida de lacerda27 de junho de 2011 19:00

    ALINE LACERDA
    PARA MIM O CONSELHO ESCOLAR ,EXISTE PARA TRAZERMOS DENTRO DA ESCOLA OS NOSSOS PAIS,PIS ESSES COM IDÉIAS E OPINIOES ,ONDE TRANSFORMARÃO TODA UMA UNIDADE ESCOLAR ,COM A PARTICIPAÇAO DA COMUNIDADE FAREMOS QUE A DEMOCRACIA ACONTEÇA DENTRO DA ESCOLA E ASSIM REALIZARMOS UM ENSINO DE QUALIDADE É SÓ QUERERMOS
    ALINE LACERDA
    CIM DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  78. A FUNÇAO DO CONSELHO ESCOLAR É POLITICO-PEDAGOGICA,POIS ESTABELECE TRANSFORMAÇOES,MUITO SATISFATORIAS NA PRATICA EDUCATIVA,CONTRIBUINDO PARA O DESENVOLVIMENTO DE CIDADOES CONCIENTES, AUTONOMOS,E EMANCIPADOS,PROPORCIONANDO OPORTUNIDADES PARA TODOS PARTICIPAR E CONTRIBUIR COM SUAS IDEIAS E OPNIOES ,BUSCANDO MELHORIAS PARA TODOS.
    JUVELINA AP. ALMEIDA GONÇALVES
    VICE-DIRETORA
    C.E.I.M. DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  79. Maria Carolina Ferraz de Barros27 de junho de 2011 19:35

    O conselho escolar não depende de uma única pessoa,mas sim de uma gestão colegiada,pois uma de suas tarefas mais importante é acompanhar o desenvolvimento da prática educativa,do processo ensino aprendizagem.
    Tem como finalidade a construção de uma educação democrática e emancipadora,ampliando assim a participação da sociedade nos espaços sociais,aonde a escola é um desses espaços,aceitando e respeitando as diferenças.

    Maria Carolina Ferraz de Barros
    CEIM Casa de Jesus -AT.02-01

    ResponderExcluir
  80. Maria Carolina Ferraz de Barros27 de junho de 2011 19:46

    Olá Alessandra,boa noite concordo contigo que um dos desafios a ser vencidos por nós,é o de aprender a conviver com o diferente,no processo educativo.

    Maria Carolina Ferraz de Barros
    CEIM Casa de Jesus-AT.02-01

    ResponderExcluir
  81. Maria Carolina Ferraz de Barros27 de junho de 2011 20:06

    Concordo com contigo Eliana,quando diz que o conselho pode contribuir para o desenvolvimento de cidadãos consciente,autonomo e emancipados,e que o principal instrumento para o resgate de um trabalho coletivo dentro do ambito escolar é o respeito ao pluralismo.

    Maria Carolina Ferraz de Barros
    CEIM Casa de Jesus AT.02-01

    ResponderExcluir
  82. olá Glória!
    Gostei da sua comparação, onde a escola é uma mini-cidade em busca de qualidade de vida, que é a educação. É isso mesmo, a escola deve formar cidadão livre e preparado para viver em sociedade e o Conselho Escolar é um mini-grupo que procura ajudar a escola,fazendo com que decisões sejam tomadas para a melhoria de todos.
    Luciane Aparecida Lobo Santucci
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  83. Segundo o texto o Conselho Escolar tem sua função político-pedagógico, sendo um órgão consultivo, deliberativo e de mobilização no processo de gestão democrática na escola, tendo como tarefa mais importante o de acompanhar o desenvolvimento da prática educativa e o processo de ensino-aprendizagem. Compreendendo a educação como prática social que visa o desenvolvimento de cidadãos conscientes, autônomos e emancipados como um mecanismo de gestão democrática colegiada,
    Sua função básica e primordial é a de conhecer a realidade e indicar caminhos que levem à realidade desejada. É preciso romper com a lógica massificadora da escola, que tem historicamente desconsiderado a diversidade de opiniões, posturas, aspirações e demandas dos atores sociais que agem no seu interior. É preciso respeitar e criar condições para o desenvolvimento das potencialidades e para o atendimento das necessidades específicas dos estudantes. Assim, o respeito ao pluralismo torna-se garantia de um ambiente efetivamente democrático na escola. O Conselho Escolar constitui num espaço enriquecedor para, de forma participativa, tentar diminuir as dúvidas e os erros, bem como encontrar saídas alternativas e propor novas condutas de participação individual e coletiva na comunidade escolar.
    SME-Lucilei de Freitas Nunes Almeida- Oficina Pedagógica

    ResponderExcluir
  84. Concordo com você Ana Priscila, o Conselho Escolar tem o poder de tomar decisões, transformar idéias e sempre trabalhar em coletividade, respeitando as diferentes e opiniões acima de tudo.
    O Conselho bem conduzido possibilita um espaço de tempo de confraternização e de reconhecimento do outro como um ser que pertence à espécie humana.
    SME- Lucilei de Freitas Nunes Almeida- Oficina Pedagógica.

    ResponderExcluir
  85. Nossa Maria da Glória, muito bem elaborado seu texto e reflexivo, ao afirmar que "NÃO EXISTE CRESCIMENTO SEM LUTA, DEMOCRACIA SEM PARTICIPAÇÃO, SEM ESTUDO, SEM FORMAÇÃO. CONSELHO ESCOLAR E APRENDIZAGEM NA ESCOLA ESTÃO INTERLIGADOS COMO PÃO COM MANTEIGA, COMO CAFÉ COM LEITE, COMO BOLO COM RECHEIO. ELES PODEM ATÉ EXISTIR SEPARADOS ...". Com certeza, o Conselho Escolar necessita de ter essa dimensão unitária do trabalho desenvolvido na escola e zelar por ela, planejando e acompanhando o desenvolvimento do Projeto Político-Pedagógico e por conseguinte a aprendizagem das crianças.

    C.E.I.M. Distrito de Toriba do Sul- Itaberá- SP - Heloisa M. de B. Gomes- Coordenadora Pedagógica

    ResponderExcluir
  86. Gostamos da sua assertiva Maria da Glória no tocante a “O SENTIDO E O FORTALECIMENTO DOS CONSELHOS ESCOLARES FUNDAM-SE NO FATO DE OS SEUS MEMBROS TEREM PAPÉIS DIFERENTes ..." e " VEJAMOS O PAPEL DE CADA UM NUMA ESCOLA PODE ATÉ INICIAR POR CAMINHOS DIFERENTES (O DO PROFESSOR, DIRETOR, MERENDEIRA, PAIS, ETC), MAS CONVERGEM PARA O CENTRO DA ATENÇÃO E O MAIS IMPORTANTE DE TODOS (ALUNO)". Realmente é assim que deve ser e acontecer.E só assim teremos uma gestão democrática na escola, sendo um processo de construção de uma cidadania emancipadora, que requer autonomia, participação, transparência e respeito à pluralidade.

    C.E.I.M. Distrito de Toriba do Sul- Itaberá- Funcionárias: Edite, Vanda, Joana, Teresa e Maria Cristina.

    ResponderExcluir
  87. É importante que a escola desenvolva uma educação que contribua para a transformação dos conhecimentos. A escola como um ambiente social de transmissão de saberes necessita da existência de espaços de participação, para que seus diversos segmentos possam exercer a prática democrática. Dentre esses espaços o conselho escolar se destaca, pois sua participação está ligada, principalmente, á essência do trabalho escolar, em que o processo ensino-aprendizagem é o foco principal. O conselho escolar deve participar na elaboração e acompanhamento das ações da escola, em um permanente processo com uma finalidade maior da construção de uma educação democrática e emancipadora.
    Silvia Cristina de Barros Gomes
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  88. Estou plenamente de acordo Vanilda, quando ressalta a importancia da comunidade e pais sentir-se a vontade em participar das decisões da instituição, pois atendemos uma clientela heterogenea com uma cultura diversificada e nesse processo educativo, todos aprendem e todos ensinam, numa contrução pemanente do conhecimento.
    Silvia Cristina de Barros Gomes
    EMEI - "Arco-Iris"

    ResponderExcluir
  89. Através do conselho de escola é possivel garantir a participação da comunidade no projeto politico e pedagogico na unidade escolar criar relações entre diretores, conselho de classe e associações de pais e mestres entre tantos outros que acabem ajudando a favorecer o saber dos estudantes e valorizem o a cultura da comunidade e aproveitar o tempo e o espaço da escola.E assim acompanhar o desenvolvimento e a pratica educativa do processo ensino aprendizagem e sua focalização principal.E com o conselho de escola a gestão deixa de ser a função de uma só pessoa e passa a ser uma gestão colegiada, na qual segmentos escolares e a comunidade local se congregam para juntas buscar melhorias aos alunos.O respeito e um dos principais meios pra que esse quadro seja revertido cada um tem o direito de dar suas ideias e opiniões e se cada um fizer a sua parte buscando trabalhar em conjunto pode ter certeza que as melhorias apareceram e viva as diferenças .

    ResponderExcluir
  90. O Conselho Escolar tem um papel decisivo na gestão democrática de uma escola,sempre que utilizado de maneira correta,trabalhando junto com as comunidades escolare, deixa de ser o exercício de uma só pessoa e passa a ser uma gestão colegiada, na qual os segmentos escolares e a comunidade local se congregam para, juntos, constituírem uma educação de qualidade e socialmente relevante. O Conselho Escolar constitui num espaço enriquecedor para, de forma participativa, tentar diminuir as dúvidas e os erros, bem como encontrar saídas, alternativas e propor novas condutas de participação individual e coletiva na comunidade escolar.

    ResponderExcluir
  91. Maria da Glória, refleti sobre a sua fala: NÃO EXISTE CRESCIMENTO SEM LUTA, DEMOCRACIA SEM PARTICIPAÇÃO, SEM ESTUDO, SEM FORMAÇÃO. CONSELHO ESCOLAR E APRENDIZAGEM NA ESCOLA ESTÃO INTERLIGADOS COMO PÃO COM MANTEIGA, COMO CAFÉ COM LEITE, COMO BOLO COM RECHEIO. ELES PODEM ATÉ EXISTIR SEPARADOS, MAS NUNCA SERÃO COMPLETOS SE NÃO HOUVER FUSÃO, SABOR OU EXPLOSÃO (NO CASO DO COMBUSTÍVEL). AÇÕES DESTE GÊNERO SÓ OCORRERÃO NA IMPORTÂNCIA QUE OS MEMBROS DESTE COLEGIADO DEREM À DIVERSIDADE DE SUA EXISTÊNCIA. Concordo plenamente com você.

    ResponderExcluir
  92. Boa noite! Maria da Glória ,concordo com o pensamento“A cidadania, sem dúvida se aprende”. Aprender a ser cidadão é, entre outras coisas, aprender a agir com respeito, solidariedade, responsabilidade, justiça, não violência; aprender a usar o diálogo nas mais diferentes situações e comprometer-se com o que acontece na vida coletiva da comunidade e do país. Esses valores e essas atitudes precisam ser aprendidos e desenvolvidos pelos alunos e, portanto, podem e devem ser ensinados na escola.
    Eliete Gomes Machado EMEI Arco-íris.

    ResponderExcluir
  93. Olá Maria da Glória, concordo plenamente com sua reflexão quando diz que "Não existe crescimento sem luta, democracia sem participação, sem estudo, sem formação",
    Mas acredito também que o Conselho Escolar, o Programa Nacional de fortalecimento nas escolas vai ajudar a romper com os velhos sistemas e ajudar nos novos desafios que estão por vir. Este é mais um importante passo para garantir a efetiva participação da família, escola e comunidade, contribuindo para uma transformação consciente, ativa e comprometida na qualidade social da educação.
    Cecilia Alves Proença
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  94. Concordo com você, Alexandra Cristina onde afirma que o conselho escolar éparceiro de todas as atividades que se desenvolvem no interior da escola. Deve acompanhar o desenvolvimento da prática educativa, do processo ensino-aprendizagem. É por isso que todos devem buscar juntos, transformar a realidade escolar, buscando a melhoria com a ajuda de todos.A ação do Conselho Escolar é político-pedagógico; político por estabelecer as transformações necessárias para a educação e pedagógico por estabelecer os mecanismos necessários para que essa transformação de fato aconteça..
    ALINE LACERDA CEIM DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  95. OI GLÓRIA,
    CONCORDO COM VOCÊ QUE SEM RESPEITO AOS OUTROS NUNCA HAVERÁ JUSTIÇA SOCIAL, E SEM LUTA, COLETIVIDADE NUNCA CHEGAREMOS A LUGAR ALGUM. O CONSELHO ESCOLAR TEM QUE SER PARTICIPATIVO, COMUNICATIVO, TROCAR IDÉIAS, POIS O PODER DE DECISÃO ESTÁ EM SUAS MÃOS.
    SME- LUCILEI DE FREITAS NUNES ALMEIDA- OFICINA PEDAGÓGICA

    ResponderExcluir
  96. Adilson oliveira da cruz30 de junho de 2011 13:13

    Bom dia Maria da Glória ...
    Concordo com você .Apesar de todos terem papéis diferentes na escola todos devem se unir para que haja um bom resultado no processo ensino- aprendizagem.Todos devem ter consciência e juntos sermos solidários no papel da cidadania.Só assim teremos no futuro um resultado surpreendente na questão "educação".
    Adilson
    EMEI - "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  97. A função básica e primordial do conselho escolar é a de dar oportunidade de participação à todos para resolução dos problemas e atividades internas da escola. Sendo decisões tomadas democraticamente com a opinião de todos.
    Samira Apª B. M. Gomes
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  98. Boa noite Glória, concordo com você em que Conselho Escolar só será democrático como estamos aprendendo que deve ser, se de fato todos os membros puderem participar das decisões da escola. Só serão completos e com a real finalidade cumprida se forem interligados, unidos e não solitários, do contrário só existirá conselho e existirá membros, dois elementos separados, assim como na comparação que você fez " pão com manteiga, café com leite,...".
    Luíz Henrique de Melo
    E.M.E.I. "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  99. Sílvia concordo com você que o conselho escolar deve participar na elaboração e acompanhamento das ações da escola, para ser de fato democrático.
    Samira Apª. B. M. Gomes
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  100. Glória é pertinente você explanar que os membros têm funções diferentes, porém direitos iguais. Direito de elaborar e acompanhar as ações da escola, todos são importantes e com certeza têm sugestões que só agreguem melhorias à educação.
    Vanilda de Fátima Mendes de Souza
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  101. Glória achei muito interessante você mostrar em seu texto que é preciso escola e membros estarem interligados para poder realizar as ações pertinentes à educação, senão serão apenas dois pontos separados, incompletos e não democráticos na escola. Todos os membros devem ter os mesmos direitos, assim se constituirá nas instituições de ensino um conselho democrático e emancipador.
    Edinéia Gomes Machado
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  102. Concordo com você margareth, o Conselho Escolar com o apoio e opinião de todos os membros firma uma parceria para acompanhar as situações internas da escola, num processo de acompanhamento e avaliação das situações para posteriormente solucioná-las para o bem comum.

    ResponderExcluir
  103. DE MANEIRA COLETIVA, DELIBERATIVA E MOBILIZADORA O CONSELHO ESCOLAR FORMADO PELA EQUIPE ESCOLAR JUNTAMENTE COM PAIS E A COMUNIDADE UTILIZAM DE UMA TÁTICA POLÍTICA E PEDAGÓGICA PARA TRABALHAREM EM PROL DE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, LIVRE DE PRECONCEITOS, SEMPRE BUSCANDO INTRODUZIR O CONHECIMENTO ATRAVÉS DA INTERAÇÃO COM O CONHECIMENTO DOS EDUCANDOS.
    TRABALHANDO DESTA FORMA O CONSELHO ESCOLAR É CAPAZ DE VERIFICAR AQUILO QUE PRECISA SER REVISTO E TRAÇAR UMA ESTRATÉGIA A SER APLICADA. PORÉM, FAZENDO USO DE MÉTODOS PEDAGÓGICOS, POIS É NECESSÁRIO SE TER A VISÃO DE QUE É UMA TRABALHO COM ESTRATÉGIAS POLÍTICAS PORÉM ATRAVÉS DE MÉTODOS PEDAGÓGICOS.

    MARIA CREUZA DO COUTO SANTOS SILVA
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
  104. CERTAMENTE GLÓRIA, A UNIÃO É A BASE PARA QUALQUER TRABALHO, E ESTE NÃO SERIA DIFERENTE, AINDA MAIS POR SE TRATAR DE UM TRABALHO PARA A FORMAÇÃO DE NOVOS CIDADÃOS. VEJO QUE A TODA ATIVIDADE QUE SE DESENVOLVA, SE DEVE TER A CONSCIÊNCIA DE QUE NÃO FAZEMOS PARA NÓS, MAS PARA OS EDUCANDOS.SENDO ASSIM, ACHO A PRESENÇA DE MAIS MEMBRO ESSENCIAL PARA QUALQUER TRABALHO, POIS O COMPARTILHAMENTO DE IDEIAS SÓ TEMA FAVORECER!

    MARIA CREUZA DO COUTO SANTOS SILVA
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
  105. GOSTEI DA AFIRMAÇÃO DA CECÍLIA,POIS O CONSELHO POR SER COLETIVO SERÁ UM INSTRUMENTO PARA ROMPER AQUELE FACHADA AUTORITÁRIA QUE MUITOS FAZEM DE ESCOLA, MOSTRANDO QUE ALI É UM LUGAR DEMOCRÁTICO QUE BUSCA AUXILIAR A TODOS E QUE AGORA AGIRÁ ATRAVÉS DA AJUDA DO PRÓPRIO CIDADÃO. E AINDA, ADILSON, ACHEI BEM PERTINENTE SUA AFIRMAÇÃO, POIS CONCORDO QUE TODOS,SEJA QUE FUNÇÃO EXERCER, CONTRIBUI PARA A FORMAÇÃO DO FUTURO, UMA VEZ QUE TODOS CARREGAM CONSIGO SUA IDENTIDADE CULTURAL, SEJA ELA EXPRESSA POR ATOS, LINGUAGEM,ETC.
    MARIA CREUZA DO COUTO SANTOS SILVA
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
  106. O CONSELHO ESCOLAR É UMA FORMA DE QUEBRA-GELO, ONDE SE DEIXA PARA TRAZ AQUELE REGIMENTO FECHADO A SETE CHAVES, PARA QUE,NO LUGAR, SE ESTABELEÇA UMA PORÇÃO DE NOVAS IDEIAS, VALORES CULTURAIS E PLANOS, POIS COMO A FUNÇÃO DELE É DE AVALIAR O ANDAMENTO DA UNIDADE ESCOLAR QUANTO SEU TRABALHO NA APRENDIZAGEM E RECURSOS APRESENTADOS PARA A EXECUÇÃO DA MESMA, E A PARTIR DAÍ, DE FORMA COLETIVA,PLANEJAR MÉTODOS PARA A TRANSFORMAÇÃO DE ALGUMAS TÁTICAS AINDA EXERCÊ-LA. PORTANTO COM ESTA FORMA MAIS ABERTA DE AJUSTAR A UNIDADE ESCOLAR À UM ENSINO MELHOR, A ESCOLA E SEUS MEMBROS SÓ TERÃO A GANHAR, POIS É UM TRABALHO CRÍTICO, CONSCIENTE E COLETIVO.
    NILCE REGIANE CAMARGO
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
  107. GLÓRIA, TAMBÉM GOSTEI DE SUA COLOCAÇÃO RELACIONADA AO DIREITO DE TODOS AO EXPOR SEUS SABERES, POIS ACREDITO QUE AQUILO QUE MAS SE DEVE VALORIZAR NUM AMBIENTE AO QUAL TRABALHAMOS É A IDENTIDADE DE CADA UM, UMA RIQUEZA QUE É PRÓPRIA DE TODO SER HUMANO.
    NILCE REGIANE CAMARGO
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
  108. SALVE, SALVE ...MARIA DE LOURDES! POIS É VERDADE NÃO HÁ VITÓRIA SEM LUTA TUDO AQUILO QUE FAZEMOS , PARA UM BOM RESULTADO, TEM DE SER EMPENHADA MUITA GARRA! E AINDA COM A FORÇA DA UNIÃO DE TODOS OS RESULTADOS SERÃO BONS.
    ASSIM, É O CASO DO CONSELHO ESCOLAR, SE IMPORMOS GARRA NUM TRABALHO COLETIVO MELHORES SERÃO OS RESULTADOS EM FAVOR DA EDUCAÇÃO.

    NILCE REGIANE CAMARGO
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
  109. Silvana Eloá de Moura1 de julho de 2011 11:25

    Sobre a função político-pedagógica do Conselho escolar pode-se dizer que a sua contribuição para a construção de uma educação democrática e emancipadora não se fará na postura de um órgão “fiscalizador” da escola, como antes se acreditava, mas como uma “força” a mais, trazendo novas idéias, apoiando e não só contribuindo, mas participando ativamente dessa constante busca por uma escola de qualidade.
    Quanto à fragmentação das atividades escolares, creio é causada pela distorção de idéias quanto à divisão hierárquica que é necessária à gestão de toda instituição. Essa divisão faz com que os indivíduos se organizem em grupos que por vezes não se relacionam entre si de forma total ou coletiva como se faz necessário para que a escola seja um grupo coeso e forte. A fragmentação das atividades reflete negativamente na imagem que a comunidade pode vir a fazer da organização do espaço escolar, a democratização do ensino deve partir da ação coletiva do corpo administrativo, professores, funcionários e só assim a comunidade se sentirá motivada a participar ativamente dos conselhos escolares.
    Resgatar o trabalho coletivo é um importante passo para a realização do projeto de inserção da comunidade na resolução dos problemas enfrentados pela escola nos dias de hoje, cabe a cada um de nós, seja como pais e ou profissionais refletirmos sobre nosso papel.

    ResponderExcluir
  110. Marisa Cristiano Lima1 de julho de 2011 12:35

    Olá Glória .
    Concordo com sua reflexão ,principalmente na parte que você diz :”Não existe...democracia sem participação, sem estudo, sem formação... Penso que a democracia só deixará de ser simbólica quando nos apropriarmos dela ,quando desempenharmos nosso papel real quanto cidadãos ,pensando e agindo em conjunto ,quando sairmos da representatividade (faz de conta ) ,quando emanciparmos nossos pensamentos e ações ,quando deixarmos de lado a Educação Bancária e sem objetivo.
    Marisa Cristiano –E.M.E.I. “Arco –Íris “

    ResponderExcluir
  111. EDILAINE/TEREZINHA1 de julho de 2011 13:06

    Querida Glória .
    Também pensamos que não importa a função que desempenhamos numa instituição (funcionário ,professor ,diretor ), o que realmente importa e deve ser visto como centro das nossas ações são os alunos .
    Edilaine /Terezinha –E.M.E.I.”Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  112. Márcia Ferreira Magalhães1 de julho de 2011 13:26

    Boa tarde Maria da Glória .Refleti muito com seu texto e concordo que ser cidadão não é fácil, nem impossível. Ser cidadão não é ato solitário, é processo conjunto,um processo que construímos a medida que fazemos valer a democracia sobre nossos atos ,o bem comum acima do individual.
    Márcia Ferreira Magalhães ,E.M.E.I.”Arco-Íris

    ResponderExcluir
  113. Olá Glória.Como pais de alunos concordamos que a escola deve ter nossos filhos como foco do trabalho,ficamos felizes em saber que eles são importantes e que o objetivo maior da escola é emancipação da cidadania dos mesmos..
    Daiane/Julio –EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  114. Conselho Escolar é o órgão consultivo, deliberativo e de mobilização mais importante do processo de gestão democrática na escola. Sua tarefa mais importante é acompanhar o desenvolvimento da pratica educativa e, nela, o processo ensino e aprendizagem. Sua função é fundamentalmente político-pedagógica, mas isso não é um exercício de uma só pessoa e sim de uma gestão colegiada.
    erica oliveira CEIM VILA DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  115. ola amiga creuza concordo com você pois, temos que sempre ter uma junçaõ com todos as pessoas,poder contar com apoio de cada uma pois juntos poderemos fazer a diferença.
    erica oliveira CEIM VILA DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  116. Margareth Feiteira1 de julho de 2011 17:32

    Glória concordo com você que o Conselho Escolar só é democrático de fato na interligação dos membros, de seus conceitos e opiniões, isso só é possível com luta, garra, participação, estudo e é claro com formação.
    Margareth Feiteira
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  117. Concordo com você Lucilei,o Conselho Escolar constitui num espaço enriquecedor para, de forma participativa, tentar diminuir as dúvidas e os erros, bem como encontrar saídas alternativas e propor novas condutas de participação individual e coletiva na comunidade escolar.O Conselho bem conduzido possibilita um espaço de tempo de confraternização e de reconhecimento do outro como um ser que pertence à espécie humana.
    ALINE LACERDA
    CEIM DOM SILVIO

    ResponderExcluir
  118. Glória achei muito interessante sua comparação da escola com uma cidade, podemos entender a formação dos conselhos escolares como o poder legislativo de uma cidade, para coletivamente decidir o melhor para a "cidade".
    Samira Ap. B. M. Gomes
    EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
  119. olá gente,como é bom poder usar de instrumentos educativos e de formação como este espaços propicios para que nossas relações sociais se dá com qualidade num processo de ensino e aprendizagem pois é nesta metodologia que nossos cnselhos escolar possa construir uma ação conciente,educativa na aprendizagem dos sujeitos envolvidos pois é unânime que todos nós educadores,não queremos que nossas escola desenvolva uma educação que mantenha a realidade em que vivemos,mas sim,uma educação que contribua para a transformação dessa mesma realidade.

    ResponderExcluir
  120. SE TODOS DE MANEIRA EM GERAL PENSARMOS QUE TIPO DE CIDADÃOS QUER PARA AMANHÃ, PODER SE TODOS DE MANEIRA EM GERAL PENSARMOS QUE TIPO DE CIDADÃOS QUER PARA AMANHÃ, PODEREMOS JUNTOS LUTAR EM PROL DA ESCOLA, JUNTO COM PAIS E COMUNIDADE. PENSANDO EM LONGO PRAZO, PODEREMOS COLHER FRUTOS QUE AGORA NO PRESENTE ESTAMOS PLANTANDO. PODEMOS JUNTOS AVALIAR O DESEMPENHO ATUAL ESCOLAR,E DE MANEIRA CONSTRUITIVA CRITICAR NOSSO DESEMPENHO DIANTE DESSES PEQUENOS, NÓS DE MANEIRA ALGUMA PODEMOS DEIXAR ESSA CHANCE QUE NOS FOI ATRIBUIDA. , PASSAR POR DIANTE DE NÓS SEM FAZERMOS NADA. O MOMENTO É AGORA E PODEMOS DIZER EM GRANDE VÓS, NÓS CONSELHEIROS SOMOS EDUCADORES JUNTOS DA ESCOLA E QUEREMOS VER O RESULTADO DE ESFORÇOS FEITO HOJE, AMANHÃ ; AO VER ESSES PEQUENOS FAZENDO AQUILO QUE COM MUITO EXITO E DESEMPENHO A ESCOLA OS ENSINOU!

    ResponderExcluir
  121. Virgilina Cardoso1 de julho de 2011 19:42

    Boa noite Maria da Glória,concordo com você quando diz. "Não existe crescimento sem luta",Democracia sem participação.A democracia, a liberdade,e a autonomia plena são um processo de conquista conjunta, coletiva da sociedade que se organiza e se insere como sujeito da história,ou seja, traz a participação de pais para formação da gestão, pedagógica e financeira da escola.Esse processo necessita de maior democratização do poder escolar permitindo a tomada de decisão por toda comunidade , onde o objetivo maior da escola é a emancipação da cidadania dos mesmos.
    Virgilina Cardoso- E.M.E.I. ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
  122. Boa noite, Glória.
    A questão da educação como dever do estado, e também uma sociedade democrática como meta. Foi preconizada pelo francês: “marques de Condorcet (1743-1794). Filosofo e matemático, sua concepção era a criação do modelo da escola Estado-Nação: Única, pública, gratuita, laico (Estado Laico, Estado secular, separação entre Estado e Igreja). e universal”. Porém “ Ele entendia que de nada adiantava declarar um povo como portador de direitos - e a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão se cada um dos indivíduos não pudesse desfrutar deles.”
    Essa reflexão faz com que pensemos uma prática educativa, que segundo Condorcet deve contribuir para a liberdade de pensamento e a emancipação dos cidadãos. Que deve ser discutida por um colegiado, dessa forma os conselhos escolares poderão definir um modelo que não privilegie a doutrinação e sim a liberdade de pensamentos, tendo como foco a distribuição de igualdade de direitos, que seja oferecida a todos. “Pois um povo ignorante é um povo escravo.” Já dizia Condorcert
    Fabrício da Silva Lima
    Professor de Educação de Educação Física.
    E.M.E.I ARCO ÍRIS.

    ResponderExcluir
  123. Então Marisa, um dos grandes desafios que temos pela frente é o de conscientizar a comunidade em geral sobre a importância da escola e da participação nas decisões a serem tomadas para que realmente vivamos a democracia que tanto almejamos. Difícil, mas não impossível.

    ResponderExcluir
  124. Concordo com vc Fabricio e através do conselho escolar é uma forma de dar a liberdade para que cada um possa dizer o que pensa e assim trazer melhorias e muitas vezes até mesmo soluções pra algum tipo de problema no ambiente escolar e isso o que tanto desejamos .

    Tais Cristina de Almeida Goes.
    Mãe de aluno da CEIM Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  125. OLÁ QUERIDOS COLEGAS
    ENCERRO MAIS ESTE DEBATE COM AS SÁBIAS PALAVRAS DE PAULO FREIRE PORQUE PERCEBO QUE COM A PERSISTÊNCIA DE VOCÊS EM MOSTRAR-SE COMPROMISSADOS COM A EDUCAÇÃO É QUE TEMOS CAMINHADO MUITO VEM.

    "A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria."

    ACREDITO PIAMENTE QUE O QUE FAZEM NO COTIDIANO NAS ESCOLAS POSSUI ESTA BELEZA E ALEGRIA. PARABÉNS!

    SIGAMOS PARA A PRÓXIMA ETAPA DO CADERNO !!!
    ABRAÇOS CARINHOSOS A TODOS!

    Maria da Glória Gonçalves Silva
    Tutora

    ResponderExcluir