CONSELHOESCOLAR

CONSELHOESCOLAR

quinta-feira, 3 de maio de 2012

CADERNO 8 – CONSELHO ESCOLAR E A VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO

Objetivos: • Discutir sobre a valorização dos trabalhadores em educação básica, bem como entender quais são as principais dificuldades enfrentadas por eles no âmbito escolar; • Analisar quais são as medidas necessárias a serem tomadas pelo Conselho Escolar para que ocorra a valorização dos trabalhadores em educação básica; • Refletir e posicionar-se sobre as ações presentes no cotidiano escolar, referentes à valorização dos trabalhadores em educação básica, que são exigidas pela LDB 9394/96. AT-08.01 SINOPSE: DISCUSSÃO EM BLOG O POSICIONAMENTO DO CONSELHO ESCOLAR DIANTE DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA Para superar a divisão social do trabalho, o Conselho Escolar (CE) pode desenvolver algumas ações, de forma integrada e participativa, a fim de ajudar na formação do cidadão político que luta por seus direitos. Na página 43 do Caderno 8, são colocadas as possíveis ações do CE neste sentido. Assim, discuta no blog: quais são (ou deveriam ser) as ações do CE para que ocorra (ou que ocorresse) a valorização do trabalhador em educação básica? Orientações para participar Caro(a) cursista, Faça uma primeira leitura do Caderno 8. Após esta leitura, faça uma segunda, anotando as principais ideias e conceitos. Considerando suas leituras participe do blog: Segundo o Caderno 8: quais são (ou deveriam ser) as ações do CE para que ocorra (ou que ocorresse) a valorização do trabalhador em educação básica? Critérios de Avaliação • Participou do blog com três inserções (reflexões e/ou opiniões), distribuídas ao longo do período de 5 dias (tempo em que discutiremos o Caderno 8). (3,0 pontos) • Respondeu de forma reflexiva os questionamentos propostos para este fórum. Expôs suas ideias, relacionando-as com as dos colegas e, obviamente, respeitando as normas de “netiqueta”, ou seja, ética na internet. (3,0 pontos) • Apresentou argumentos coerentes demonstrando leitura do caderno e/ou relacionando-os à suas experiências pessoais. (2,0 pontos) • Escreveu suas ideias com clareza, coesão e objetividade, obedecendo às normas gramaticais da língua portuguesa. (2,0 pontos) POSTAGEM Prazo: 05 a 09/05 (5 dias) Valor: 0 – 10 Atividade vale frequência.

98 comentários:

  1. Para que haja a valorização dos profissionais da Educação Básica, o Conselho Escolar busca fazer com que acabe a divisão social do trabalho, valorizando estes profissionais.Uma vez que principalmente na escola, que é um lugar que tem como função formar um cidadão,através de uma ação educativa na direção da democracia participativa, superando as desigualdades.Algumas ações que o C.E. busca fazer: Combater atitudes preconceituosas que insistem em distinguir professores, gestores,entre outros; valorizá-los e preservar suas ideias e contribuições; inserir todos a equipe escolar na discussão a respeito do PPP; fazer com que haja o reconhecimento profissional dos funcionários da escola; discutir a respeito de politicas salariais;trabalhar a fim de capacitação profissional e realizar reuniões, fóruns, entre outros, a fim de maiores contribuições que visam a valorização de todos os funcionários.
    Manter um cuidado com a equipe escolar, bem como sua valorização, interfere significamente na melhoria da educação,pois, uma organização com funcionários felizes produz muito mais.

    Nilce Regiane Camargo
    CEIM Vila Dom Sílvio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TANIA RAMOS DE ANDRADE9 de maio de 2012 17:48

      Oi Regiane, muito boa sua reflexão, concordo com você quando diz que umas das ações em que o conselho pode agir entre outras inúmeras é ajudar a acabar com a distinção e classificação dos funcionários dentro da unidade escolar, e a valorização dos mesmos em todos os sentidos, pois é só assim que conseguiremos fazer da escola um ambiente realmente acolhedor e empregado a educar e a formar cidadãos de bem.

      CEIM Vila Dom Silvio

      Excluir
    2. oola REGIANE ,concordo plenamente com vc que temos que acabar com a divisao social no trabalho,e temos que lutar por isso.
      LUCIMARA J. ALMEIDA
      C.E.I.M ITABERA

      Excluir
  2. Fazer com que haja a valorização dos profissionais é uma atitude que não pode faltar,pois, uma empresa, no nosso caso a escola, só repercutirá se todos trabalharem bem, para isso, todos tem que participar, serem ouvidos e discutirem juntos em relação a escola. Muito interessante esta parte do caderno 8 do conselho Escolar que toca neste assunto, pois são através de ações como: evitar atitudes preconceituosas aos profissionais, a inserção de todos nas decisões da escola, discussões a fim de melhorias no salário e na capacitação destes, entre outras atitudes que vão intensificar a importância de todos e fazer com que haja, finalmente, uma valorização de todos os integrantes da escola.
    Maria Creuza do Couto Santos Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO COM TUDO QUE VC CITOU MARIA CREUZA, TEMOS SIM QUE SEMPRE TOCAR NESSE ASSUNTO E BUSCAR MELHORIAS PARA TODOS PROFISSIONAIS,E EVITAR ATITUDES PRECONCEITUOSAS.
      JUVELINA AP. GONÇALVES
      CEIM DOM SILVIO

      Excluir
  3. Muitas vezes no ambiente de trabalho os profissionais são desvalorizados, o que resulta em um mal rendimento devido a insatisfação quanto ao trabalho, por isso, na escola,como é o nosso caso, é primordial fazer com que todos se sintam bem,fazer com que todos participem nas decisões, construam juntos novos conhecimentos, procurem por capacitações a todos para que melhorem ainda mais as suas funções e tenham uma boa convivência, pois, num ambiente de trabalho não pode haver separações, discriminações, entre outros conflitos que interferem negativamente na vida dos profissionais.

    Maria de Lourdes Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, concordo com você quando coloca que no ambiente de trabalho não pode haver separações, pois trabalhamos em prol da educação, de respeito e de formar cidadãos críticos e participantes na sociedade, então temos que trabalhar em harmonia , sem discriminações, sempre respeitando e valorizando nosso ambiente de trabalho e as pessoas com as quais trabalhamos e convivemos.
      LUCILEI DE FREITAS NUNES ALMEIDA
      CEIM VILA DOM SÍLVIO

      Excluir
    2. Realmente, todos os lugares devem zelar pela valorização e respeito entre a equipe, ainda mais na escola, um lugar que tem como função formar um cidadão, um lugar que luta pela inclusão, por um mundo mais democrático, sendo assim, esta boa relação começa entre a equipe para que ela possa instruir seus educandos. Pois senão, fica até contraditório: ensinar a valorização e respeito aos alunos sendo que a própria equipe não convive nesta harmonia. Portanto, devemos sempre analisar nossa situação, fazer uma análise fofa de nós, de nosso trabalho tanto nos aspectos de rendimento profissional como de convivência.
      Maria Creuza
      CEIM VIla Dom Sílvio

      Excluir
  4. ALINE LACERDA
    O conselho escolar deve ser aquele que uma de suas funções seja capacitar os profissionais da educação ,trazendo recursos para melhor se trabalhar,reconhecendo e valorizando o desempenho e qualidade de cada um.Na escola os profissionais contribuem para as decisões da escola, discussões a fim de melhorias, o Conselho Escolar busca fazer com que acabe a divisão social do trabalho, valorizando estes profissionais superando as desigualdades.Nossas reuniões e cursos só tem a nos acrescentar e fazer com que trabalhemos com muita dedicação e carinho com nossos alunos.Trabalhando em equipe unida somos capazes de ir muito mais além do que podemos ,e realizar um trabalho produtivo e reconhecido.
    ALINE LACERDA
    CEIM DOM SILVIO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EQUIPE é a palavra chave para se realizar e obter um trabalho produtivo, reconhecido e capaz de mudar a realidade de todos, sejam alunos, professores e funcionários.

      ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
      CEIM CASA DE JESUS - ITABERÁ SP

      Excluir
    2. Aline e Ana Priscila concordo plenamente com ambas, quando destaca o trabalho em EQUIPE. Não devemos querer ser melhores que os outros e sim juntamente com os outros buscar o melhor. Com essa atitude acredito eu que, não somente o nosso nome será destacado positivamente mas sim da equipe inteira, vista por todos com bons olhos!Parabéns meninas!

      Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.

      Excluir
    3. Luciane Santucci17 de maio de 2012 10:56

      Concordo com você Ana Priscila, pois uma equipe unida promove o sucesso escolar.
      Luciane Aparecida Lobo Santucci
      EMEI"Arco-Íris"

      Excluir
  5. Muito bom este da valorização dos profissionais da educação.Vejo que na mediada que vamos superando o preconceito entre professores gestores e funcionários, vamos também transformando o ambiênte que trabalhamos.Para transformar é preciso que u me transformo.portanto ao sugerir,propor e discutir é importante que se distribua tarefas,valorizando este profissional,aproveitando as habilidades,conhecimentos e capacidades dentro das necessidades que a escola precisa bem como o reconhecimento das necessidades,dificuldades individuais de cada profissional.se a escola funcionasse com várias equipes pequenas,sendo cada equipe responsável por uma parte do func ionamento da escola decentralizando assim o papel do diretor, do coordenador,acredito que esta formação e valorização destas equipes iria transformar a estrutura da escola colocando o profissional num caminho de mais certeza,de confiança de satisfação do seu trabalho,isto é formar cidadão capazes de mudar seu próprio ambiente e a si mesmo.Para isso é preciso QUERER,MUDAR, pois o comodismo e o centralismo as vezes satisfaz mantendo uma postura de patrão escolar,EU QUE SEI...EU QUE MANDO... E É EU QUE DECIDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI NEUSA,gostei muito de sua colocaçao quando afirma que precisamos mudar ,acreditar que somos capazes dessa mudança que depende da nossa satisfaçao no ambiente de trabalho.

      Excluir
    2. gostei muito de suas palavra NEUZA,SAO MUITO BEM DIRECIONADAS PARA A SITUAÇAO,
      LUCIMARA J. ALMEIDA
      C.E.I.M ITABERA

      Excluir
  6. Para que aconteça a valorização dos profissionais, o Conselho Escolar contribui de modo participativo para a superação da divisão social do trabalho, valorizando todos os trabalhadores, afinal a escola exerce a função social educativa de formar cidadão como ser político, capaz de conhecer e lutar pelos seus direitos.
    O Conselho Escolar desenvolve ações como: combater a atitude preconceituosa entre profissionais, qualificação para funcionários, inserindo todos na discussão do projeto político pedagógico, lutar pelo reconhecimento profissional, discutir e avaliar planos de carreira e formação inicial e continuada de professores e funcionários, entre outras atitudes necessárias que contribuíram para valorização dos profissionais da educação.
    LUCILEI DE FREITAS NUNES ALMEIDA
    CEIM VILA DOM SÍLVIO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucilei,gostei muito quando afirma que a escola tem essa funçao social de formar o cidadão como ser capaz de conhecer e lutar por seus direitos.

      Excluir
  7. Primeiro passo para a valorização dos trabalhadores da educação é entender que há hierarquia e esta deve ser respeitada, porém todos são importantes no processo educacional, principalmente tratando-se de educação infantil, sendo que toda vez que a tia da merenda oferece salada, legumes e frutas diversas à criança está reforçando o trabalho que o professor realiza dentro de sala de aula quanto a uma alimentação saudável, toda vez que os agentes de limpeza orientam para não jogarem lixo no chão é o reforço de civilidade, toda vez que o funcionário da secretaria utiliza palavras agradáveis para referir-se as crianças estará reforçando valores e combinados trabalhados pelo professor, tudo isso é educação, é processo educativo, numa escola não só o professor que ensina, todos ensinam, todos contribuem para o aprendizado, então, há ou não motivo suficiente para todos serem valorizados?
    Além de compreender a importância dos trabalhadores da educação, é preciso que aliado ao Conselho Escolar algumas medidas sejam adotadas como: combater atitudes preconceituosas, lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários da escola entre outros.
    Luíz Henrique de Melo
    Oficina Pedagógica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Henrique adorei sua colocação, muito bem refletida! E é isto mesmo, na escola, todos tem sua participação na formação do cidadão.

      Excluir
    2. Ola Re, você deve uma formação bem parecida com a que estou tendo,aprendemos que nossas vivências e a vivência na escola contribiu para a educação, todos educam. Beijos...
      Luíz Henrique de Melo
      Oficina Pedagógica

      Excluir
    3. Nossa Henrique como você se posicionou de maneira clara, objetiva e inteligente. Citou exemplos de interação entre todos que fazem parte da Instituição Escolar e como consequencia o envolvimento destes com o processo ensino-aprendizagem. Evidente é que todos devem ser valorizados, pois fazem parte de um processo educacional de qualidade e de uma escola cidadã.

      Excluir
    4. Querido amigo Henrique, gostei muito de sua colocação sobre os trabalhadores da educação é sempre importante lembrar que o ambiente da alimentação, secretaria, portaria, limpeza, e todos os demais espaços escolares são educativos e de suma importância na formação de nossas crianças.
      Cecilia Alves Proença EMEI Arco-Íris

      Excluir
    5. Oi Henrique, quando você cita que numa escola não só o professor que ensina, todos ensinam, concordo plenamente com você, pois a equipe escolar é responsável por transmitir conhecimentos e o cuidar de nosso alunado, cada um com sua maneira, carinho, amor e dedicação.
      LUCILEI DE FREITAS NUNES ALMEIDA
      CEIM VILA DOM SÍLVIO

      Excluir
    6. Exatamente Rique,estamos num momento em que está sendo valorizado tudo aquilo que contribui para a formação do cidadão, e a vivência, cada experiência é um ponto a mais a favor da construção de um aprendizado significativo. Acredito que numa escola, assim como as nossas escolas aqui no município, têm um quadro valioso de funcionários que contribuem a partir de suas habilidades, esforços e carinho para o desenvolvimento de uma ótima educação, mas para que isso aconteça, é necessário que haja a valorização, o respeito, entre outros atributos a estes funcionários.Afinal é unindo forças que conseguimos vencer!

      Nilce Regiane Camargo
      CEIM Vila Dom Sílvio

      Excluir
    7. MARISA CRISTIANO LIMA9 de maio de 2012 18:33

      BEM ISSO HENRIQUE !cONCORDO PLENAMENTE COM SUA FALA .APRENDEMOS E ENSINAMOS A TODO MOMENTO E NAS DIVERSAS SITUAÇÕES.TODOS OS MEMBROS DA COMUNIDADE ESCOLAR FAZEM PARTE DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM E ISSO DEVE SER RECONHECIDO E RESPEITADO .
      MARISA CRISTIANO LIMA
      EMEI ARCO-ÍRIS

      Excluir
    8. Parabéns Henrique! De uma maneira bem clara e objetiva você nos levou a refletir de como o trabalho realizado na Escola faz parte de todos, onde cada ação complementa outra ação!!! Parabéns!

      Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul

      Excluir
    9. Silvia Cristina de Barros Gomes9 de maio de 2012 19:25

      Henrique, gostei muito de seu comentário, pois resumiu muito bem o dia-dia escolar para que alcancemos nossos objetivos com sucesso. E esse sucesso depende muito de toda equipe, precisamos sim de uma gestão e estratégias participativas com envolvimentos de todos, sem preconceito com suas diferenças culturais e sociais, e com remunerações compatíveis com suas funções.
      Você coloca também sobre a hierarquia, muito oportuno isso, esse ambiente ideal que leva ao sucesso onde o foco é o aluno, depende muito da atuação dos líderes, que precisam saber como mobilizar e motivar a todos a desempenhar sua parte, como se fossem uma engrenagem de uma máquina. Sabemos todos que por menor que seja essa engrenagem se não trabalha direito, pode comprometer o funcionamento dessa grande máquina que é a Educação.
      Silvia Cristina de Barros Gomes
      EMEI “ Arco-Iris”

      Excluir
    10. Alessandra P de Paula9 de maio de 2012 20:10

      Concordo com você Henrique, quando você diz que o primeiro passo para se valorizar os trabalhadores da educação é entender que a hierarquia e esta deve ser respeitada,pois muitas vezes esse respeito anda meio esquecido.
      Alessandra P de Paula
      CEIM Itabera

      Excluir
    11. Eliana Bueno-CEIM Itaberá10 de maio de 2012 11:39

      Concordo com a sua colocação , Henrique,quando diz que um reforça ou complementa o ensinamento do outro.É isso mesmo,todos os profissinais da Educação devem tomar consciência que são peças importantes dentro do estabelecimento de ensino.E quanto a hierarquiquia,ela existe ,deve existir e ser respeitada,assim como todos.Isso se chama organização e divisão dos trabalhos,formando assim uma equipe.Eliana Bueno CEIM Itabera.

      Excluir
  8. Sendo a escola ambiente de formação de cidadãos, o respeito é a primazia, a melhor forma de ensinar respeito é demonstrando e reconhecendo que todos são importantes e que contribuem para a educação, a escola é uma rede de ensino, organizada e dividida, que para o objetivo ser atingido é preciso a parceria de todos, todos desempenhando seu papel para aperfeiçoar a educação. Assim os trabalhadores ad educação devem ser valorizados, pois o processo educacional depende deles tão quanto de professores, gestores.
    Vanilda de Fátima Mendes de Souza
    EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Generalizando, todos que fazem parte da escola são de imensa importância, seja auxiliar de serviços, merendeira, inspetor de aluno, secretário,professor e gestores, todos tem sua contribuição, cada qual com sua função colaborando para fazer da escola um lugar mais democrático e neutralizando todos os pontos negativos existentes. E é neste sentido que posicionamos nosso pensamento na valorização destes profissionais.

      Maria de Lourdes
      CEIM Vila Dom Sílvio

      Excluir
  9. A educação é feita de muitos ângulos,e depende muitas pessoas para o bom funcionamento da escola, dentre eles os funcionários que tem papel fundamental para que tudo ocorra bem, por isso merecem serem valorizados e cada vez mais.
    Edinéia Aparecida Machado
    EMEI ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neia adorei sua colocação, conseguiu expressar o quanto cada um tem seu papel importantíssimo na Escola, e o quanto cada um tem seu valor. Parabéns!

      MARIA CAROLINA FERRAZ
      CEIM Itaberá

      Excluir
  10. Se a escola e o Conselho Escolar são ambientes de democracia e contribuem para formação do cidadão, assim também deve saber valorizar todos que fazem parte desse processo, o próprio caderno de estudo desse tema propõe algumas alternativas como: combater a atitude preconceituosa entre profissionais, qualificação para funcionários, inserindo todos na discussão do projeto político pedagógico, lutar pelo reconhecimento profissional, discutir e avaliar planos de carreira e formação inicial e continuada de professores e funcionários.
    Eliete Machado Gil
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Eliete
      O que você expôs em sua postagem foi muito oportuno, se queremos formar cidadãos democráticos, temos de começar a viver isso em nosso ambiente de trabalho. Onde todos possam ser valorizados e combatendo as atitudes de preconceito entre profissionais. Avaliando e discutindo assim o plano de carreira de todos .

      Excluir
    2. Realmente Agneli você tocou num momento bem interessante: avaliação, uma das maneiras de sabermos como estamos indo e momento de adaptações naquilo que precisamos.

      Maria de Lourdes
      CEIM Vila Dom Sílvio

      Excluir
    3. Bem isso Maria, a avaliação não é uma forma de diferenciar, de comparar, de apontar os erros, mas sim um momento de reflexão e retomada das atitudes que estamos tendo, a fim de melhorarmos.Acredito que ocorrendo a avaliação constante de nossas atitudes,expondo nossas ideias, dificuldades, enfim, dialogando, estaremos sendo mais participativos e estamos nos valorizando e propiciando a nossa valorização através dos outros.

      Maria Creuza
      CEIM VILA DOM SÍLVIO

      Excluir
  11. Todos tem sua função e sua importância na escola e cade ao Conselho Escolar ser uma parceiro para valorização do profissional da educação, pautando em alguns itens: combater a atitude preconceituosa entre profissionais, qualificação para funcionários, inserindo todos na discussão do projeto político pedagógico, lutar pelo reconhecimento profissional, discutir e avaliar planos de carreira e formação inicial e continuada de professores e funcionários.
    Silvana Eloá de Moura
    Professora EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns Silvana pela sua assertiva. Realmente todos na escola teem sua função e são importantes, e que precisam ser valorizados por todos, principalmente pelo Conselho Escolar.
      Funcionárias do CEIM Toriba do Sul- Edite, Teresa, Vanda, Joana e Maria Cristina.

      Excluir
  12. A escola em todos os seus espaços, exerce uma função social educativa: a de formar o cidadão coo ser político, capaz de conhecer e lutar pelos seus direitos, dentro e fora dela. E todos, na escola, devem ser sujeitos da ação educativa, caminhando na direção da democracia participativa e da superação das desigualdades sociais. Ações que podem ser desenvolvidas pelos Conselhos:* combater a atitude preconceituosa que separa professores,gestores e especialistas dos funcionários de escola; *inserir todos na elaboração e discussão do projeto político pedagógico da escola; *lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola; *discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e funcionários, dentre outros.Só assim se estará construindo uma escola cidadã, em que todos se conscientizem de seu papel e da sua contribuição para as mudanças que se fazem necessárias dentro e fora dela.
    Heloisa Maria de Barros Gomes. Coord. CEIM Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
  13. A educacão é multifacetada e precisa da atuação de muitos profissionais para que ocorra de maneira eficaz.Portanto, os profissionais devem ser valorizados e valorizados cada vez mais e mais.

    Edite. Teresa, Vanda, Joana e Maria Cristina - CEIM Toriba do Sul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola funcionaria! com certeza isso que você disse é uma grande verdade.É mesmo preciso a atuação de todos os funcionários de uma formal geral para que haja eficácia no âmbito escolar.Sendo assim , os funcionários devem ser de maneira geral mais valorizados.

      Excluir
  14. Ola Aline Lacerda, concordo com você que para a melhora no trabalho desenvolvido na escola é preciso capacitação para todos os colaboradores, já realizam um trabalho muito bom, mas informações e formação nunca é demais.
    Edineía Machado
    EMEI ARCO-ÍRIS

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde Heloisa, com certeza todos, na escola, devem ser sujeitos da ação educativa, caminhando na direção da democracia participativa e da superação das desigualdades sociais e consequentemente devem ter seus esforços valorizados.
    Eliete Machado Gil
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  16. Sim, Lucilei a escola com a função social de formar cidadãos deve prestar-se a todos os envolvidos no processo de educação e o Conselho Escolar com certeza deve ser um agente auxiliador dessa ação.
    Silvana Eloá de Moura
    EMEI "Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde Henrique, com certeza a educação de fato só é possível se houver essa integração de responsabilidades, onde todos entendem que não apenas desempenham uma função na escola, mas tem uma missão de educação.
    Vanilda de Fátima Mendes de Souza
    EMEI "Aerco-Íris"

    ResponderExcluir
  18. Márcia Magalhães8 de maio de 2012 17:19

    A escola local privilegiado de formação de cidadãos,de capacitação e de conhecimento é uma rede interligada entre todos, por isso a necessidade de valorizar todos os profissionais que atuam nas UEs, sendo que a educação não cumpre de fato sua missão s todos não contribuírem.
    Márcia Ferreira Magalhães
    Coordenadora Pedagógica
    EMEI "arco-Íris"

    ResponderExcluir
  19. Márcia Magalhães8 de maio de 2012 17:23

    Henrique concordo com você quando diz que todos fazem parte do processo de educação, sem dúvida todos contribuem com a aprendizagem, seja com uma abordagem de conscientização, seja uma palvra de carinho, tudo acrescenta na formação dos pequenos.
    Márcia Ferreira Magalhães
    Coordenadora Pedagógica
    EMEI "arco-Íris"

    ResponderExcluir
  20. Funcionárias do C.E.I.M. Toriba do Sul concordo com vocês que para uma educação eficaz e de qualidade é preciso a participação de muitos profissionais e também é importante que todos entendam que não só o professor é o responsável por ensinar, mas todos que convivem no ambiente escolar, é legal que todos se sensibilizem pelo ato de ensinar e não apenas encarar como um simples emprego que garante salário todo mês.
    Luíz Henrique de Melo
    Oficina Pedagógica

    ResponderExcluir
  21. OI HELOISA,concordo com suas idéias com relaçao as acões que o conselho escolar deve desenvolver em nossas escolas,para assim construirmos um ambiente onde todos possam crescer em aquipe e com muito respeito.

    ResponderExcluir
  22. Para haver uma valorização dos profissionais da Educação Básica é preciso que haja igualdade social no trabalho, onde todos são valorizados. Professores, gestores e outros possam ter o mesmo valor dentro da escola; ou seja ,respeitar seus pontos de vista, suas idéias e assim todos possam trabalhar de maneira harmoniosa e expor seus ponto de vista, os quais podem ser analisados por todos.
    Assim feito, a equipe escolar tem de maneira significativa, o melhoramento da educação no âmbito escolar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filomena Tonon Cimatti9 de maio de 2012 19:40

      Bem isso mesmo Agneli, um olhar igualitário a todos envolvidos nesse processo, sem sombra de duvida é a melhor escolha em conviver e harmonia, conquistando sempre o melhor espaço para trabalhar a educação.

      Filomena Tonon Cimatti
      CEIM ITABERÁ SP

      Excluir
    2. CONCORDO COM VCS DUAS AGNELI E FILOMENA,TEMOS QUE TER IGUALDADE SOCIAL E VALORIZAR TODOS.
      JUVELINA AP. GONÇALVES
      CEIM DOM SILVIO

      Excluir
  23. Ao se tratar da valorização dos trabalhadores em educação, há uma busca pela transformação constante e coletiva, um movimento próprio de idas e vindas à construção da democracia participativa e toda essa complexidade deve ser compreendida e trabalhada por aqueles que constroem o cotidiano escolar, ou seja, os alunos, professores, gestores, funcionários, pais e amigos da escola. Portanto o Conselho Escolar, na sua ação mediadora, veio para ajudar a combater os preconceitos entre os profissionais, buscar qualificação para os funcionários, lutar pela valorização dos profissionais da educação entre outros.
    Cecilia alves proença EMEI Arco-Íris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandra C. F. Silva9 de maio de 2012 17:26

      Cecilia também acho que a ação do CE é mediar, com o objetivo de ajudar a combater os preconceitos entre os profissionais, buscar qualificação para os funcionários, lutar pela valorização dos profissionais da educação entre outros.

      Alexandra Cristina Ferreira Silva
      CEIM – Casa de Jesus - Itaberá – SP

      Excluir
  24. A Constituição Federal do Brasil assume o principio da igualdade como pilar fundamental de uma sociedade democrática e justa (artigo 5º). Para que a igualdade seja real, ela tem que ser relativa, isto significa que as pessoas são diferentes, tem necessidades diversas, e é preciso que a elas sejam garantidas as condições apropriadas de atendimento das peculiaridades individuais, de forma que todos possam usufruir as oportunidades existentes.E a escola, juntamente com os Conselhos Escolares, tem um papel fundamental nesse processo, pois é um lugar do conhecimento e do aprendizado e para que todos possam usufruir dessas oportunidades é preciso que se garanta um ambiente escolar onde todos possam ter as mesmas oportunidades, valorizando todos os trabalhadores, em especial os funcionários que muitas vezes ficam relegados em segundo plano.E uma das ações desse colegiado seria justamente isso , trazer para as rodas de conversa esses trabalhadores,estimulando-os , desenvolvendo o senso critico,para que juntos discutam ideias, questionem, não se acomodem e não deixem se acomodar, pois a democracia deve fazer parte da escola e todos os que a fazem devem insistir no processo democrático sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Márcia a convivência em sua casa com os advogados levou-a a fazer uma reflexão belíssima, com visão no Princípio Maior da nossa Constituição Federal de 1988, que é o Princípio da Igualdade fundado no Estado Democrático de Direito e Dignidade da Pessoa Humana. Realmente, numa Instituição Escolar todos devem ser valorizados desde os funcionários até aos gestores.E cabe ao Conselho Escolar ajudar na formação do cidadão,através de uma ação educativa na direção da democracia participativa, ajudando a superar as desigualdades.

      Heloisa Barros - Coor. Pedag. Toriba do Sul.

      Excluir
  25. Boa noite Maria! Bem colocado quando você diz que “todos que fazem parte da escola são importantes”, realmente um depende do outro para que tudo caminhe bem, mas em especial os funcionários, ainda há muita luta para que se conquistem uma identidade e reconhecimento profissional legal.

    Márcia Gomes-Oficina Pedagógica-SME

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Márcia,é triste mais é a realidade, ainda há uma certa diferenciação quanto ao funcionário, este muitas vezes, parece não ser um determinante para o funcionamento da escola; mas como você disse tem que haver muita luta para que este reconhecimento seja realizado.
      Abraços,
      Nilce Regiane Camargo
      CEIM Vila Dom Sílvio

      Excluir
    2. Filomena Tonon Cimatti9 de maio de 2012 19:47

      Regiane isso ainda pode acontecer mas acredito que isso esta prestes a mudar, sendo que está cada vez mais evidente da importância que cada funcionário exerce para se adquirir um ambiente prazeroso para trabalhar com intuito de apenas um propósito, o bem estar das crianças, que acima de tudo e de qualquer coisa vem em primeiro lugar, mas tudo isso com o RESPEITO sempre afim de conduzir nossa jornada!

      Filomena Tonon Cimatti
      CEIM ITABERÁ SP

      Excluir
  26. Os Conselhos Escolares podem contribuir, de modo integrado e participativo, para a superação da divisão social do trabalho, valorizando todos os os funcionários da escola. Afinal, a escola, em todos os seus espaços, exerce uma função social educativa: a de formar o cidadão como ser político, capaz de conhecer e lutar pelos seus direitos, dentro e fora dela. E todos, na escola devem ser sujeitos da ação educativa, caminhando na direção da democracia participativa e da superação das desigualdades sociais.
    Nesta perspectiva, algumas ações pontuais podem ser desenvolvidas pelos conselhos:
    Lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários da escola;
    Combater a atitude preconceituosa que separa professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola;
    Cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar.
    Maria Betânia Falsarella da Cruz CEIM-Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  27. OI Márcia, é interessante se pensar em estimular o senso crítico dos profissionais da educação, uma vez que cada vez mais se exige formação para ingresso em cargos públicos e muitos desses sensibilizados no ambiente escolar buscam mais informação e formação, assim fortalecendo o senso crítico, demandando mais olhar cultural e compreendendo mais a realidade educacional, assim a valorização é mais necessária.
    Luíz Henrique de Melo
    Oficina Pedagógica

    ResponderExcluir
  28. A valorização do funcionário dentro da escola vem acalhar nessa superação da divisão social. Lembrando que a escola tem uma função social educativa, fazendo assim com que todos possam ser visto de maneira igualitária. Formando assim uma equipe que terá uma liberdade de expressão e de colocar diante dos demais seu ponto de vista, contribuindo assim para melhor desenvolvimento do trabalho escolar em função dos alunos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra P de Paula9 de maio de 2012 20:05

      Concordo com você quando diz que a escola tem uma função social educativa, fazendo assim com que todos possam ser visto de maneira igualitaria.
      Alessandra P de Paula
      CEIM Itabera

      Excluir
    2. OI AGNELI CONCORDO COM SUA SUAS PALAVRAS POIS EM UMA ESCOLA TEMOS QUE TER COMPANHERISMO UM COM OS OUTRO PAR QUE POSSAMOS SIM FORMAR UMA EQUIPE VISANDO SEMPRE O BEM ESTAR PARA TODOS NO AMBIENTE ESCOLAR...
      ERICA OLIVEIRA-CEIM VILA DOM SILVIO

      Excluir
  29. Eliana Bueno-CEIM Itaberá9 de maio de 2012 12:51

    Uma das ações propostas pelo CE é a de combater a atitude preconceituosa que separa os vários segmentos profissionais dentro da Escola,isso é essencial ,pois todos temos um papel a desempenhar e um depende do outro.Como uma engrenagem ,se uma peça faltar ou deixar de funcionar o trabalho fica pela metade.Não deve haver separações e sim divisões de trabalho,mas ao mesmo todos com o mesmo objetivo ,o bem estar de nossos alunos.Valorizar o profissional da Educação com equidade é valorizar a Educação como um todo.Eliana Bueno CEIM Itaberá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandra C. F. Silva9 de maio de 2012 17:23

      Concordo quando você diz que devemos pensar no bem dos nossos alunos, valorizando a Educação começando na sala de aula, passando pela cozinha, na secretária, e assim por diante, para o bem comum de todos envolvidos nesse processo.

      Alexandra Cristina Ferreira Silva
      CEIM – Casa de Jesus - Itaberá – SP

      Excluir
    2. Também sou dessa opinião Eliana em que "todos temos um papel a desempenhar e um depende do outro. Como uma engrenagem ,se uma peça faltar ou deixar de funcionar o trabalho fica pela metade". Só quem passa por isso (a falta de funcionário) sabe da importância do papel do outro.

      ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
      CEIM CASA DE JESUS - ITABERÁ SP

      Excluir
    3. Eliana, você tocou em um ponto importantíssimo, a questão de combater as atitudes preconceituosas que separa os vários segmentos dentro de uma Unidade Escolar,penso que já se começa por aí o papel de cada um, é uma urgência de ação.

      Excluir
    4. Concordo com você Eliana, quando diz que é essencial combater o preconceito que separa os vários segmentos profissionais dentro da escola .Pois o conhecimento, a sensibilidade, a convivência, são realidades que se multiplicam quando divididas, aumentam quando usadas , e trabalhar, nessa perspectiva fundamenta o compartilhamento, a democracia e a construção de um mundo justo, de qualidade de vida digna para todas as pessoas. Cecilia Alves Proença EMEI'Arco-Íris'

      Excluir
  30. TANIA RAMOS DE ANDRADE9 de maio de 2012 16:54

    De acordo com tema abordado pelo caderno 8, a desvalorização do trabalhador da educação básica já vem de longas datas, e a cada dia fica mais difícil de se reverter esse quadro, no entanto, é de extrema importância que os membros do conselho escolar fiquem sempre apar do que acontece na unidade escolar, e para isso deve intervir em todas as ações, desde a forma de ingresso dos trabalhadores ate mesmo com as suas condições de trabalho e com o plano de carreira, ou seja, a escola como um todo deve organizar-se para tornar todas as ações em uma único objetivo preparando nossos alunos para fazer parte de uma sociedade cada vez mais participativa onde todos saibam reconhecer e lutar pelos direitos, alem da união, da participação ativa, do interesse o texto relaciona alguma ações especificas as quais os membros do conselho podem participar.:

     combater a atitude preconceituosa que separa professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola;
     cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar;
     inserir a todos na discussão do projeto político-pedagógico, como forma de apropriação, por todos, do saber/fazer pedagógico;
     lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola;
     discutir e avaliar planos de carreira e políticas salariais de professores e funcionários;
     discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e fun¬cionários (examinar planos, políticas, práticas); e
     realizar fóruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profis¬sional nº 21.

    Assim como preceitua o texto, todas essas ações devem ser desenvolvidas em conjunto, buscando um único objetivo que é melhorar a educação do nosso pais.

    CEIM - Vila Dom Silvio

    ResponderExcluir
  31. TANIA RAMOS DE ANDRADE9 de maio de 2012 17:18

    Oi Neusa, adorei seu comentário, concordo com você plenamente, principalmente quanto à parte em que você menciona que na mediada em que vamos superando o preconceito entre professores gestores e funcionários, vamos também transformando o ambiente em que trabalhamos, é isso mesmo, para que a escola surta os efeitos esperados e preciso começar transformando o ambiente, formar uma equipe onde todos contribuam é extremamente importante.

    ResponderExcluir
  32. Alexandra C. F. Silva9 de maio de 2012 17:29

    Para que ocorra a valorização do trabalhador é necessário primeiramente conhecê-lo: quem são, qual a sua trajetória histórica, que lugar ocupam na divisão social do trabalho, as razões da desvalorização social ou desprestígio que sofrem, o que tem sido feito para valorizá-los e o que pode e deve ser feito para que esse processo de valorização continue e dê bons frutos. Todos devem juntos buscar melhorias para que todos entendam que o papel todos é fundamental para o andar positivo da Escola. Além de conhecer seus funcionários e professores o CE deve:
     combater o preconceito com todos da Escola;
     cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar;
     inserir a todos na discussão do projeto político-pedagógico, como forma de apropriação, por todos, do saber/fazer pedagógico;
     lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola;
     discutir e avaliar planos de carreira e políticas salariais de professores e funcionários;
     discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e fun-cionários (examinar planos, políticas, práticas); e
     realizar fóruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profis-sional nº 21.

    Alexandra Cristina Ferreira Silva
    CEIM – Casa de Jesus – At.08-01
    Itaberá – SP

    ResponderExcluir
  33. O grande desafio hoje enfrentado por todos que trabalham na Escola é saber conviver com as diferenças e respeitá-las. Acredito que por mais simples que seja o papel do trabalhador ele se torna de grande importância quando há necessidade desta função para o bom funcionamento de tudo. Valorizar constantemente a ação de qualquer trabalhador envolvido no âmbito escolar é conceder oportunidades para todos. Não podemos ter atitudes preconceituosas, temos que saber lidar com a individualidade seja de professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola; cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar; todos devem discutir o projeto político-pedagógico, como forma de apropriação, por todos, do saber/fazer pedagógico; lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola, (essencial no meu ponto de vista); discutir e avaliar planos de carreira e políticas salariais de professores e funcionários; discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e fun¬cionários (examinar planos, políticas, práticas); e realizar fóruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profis¬sional. Com a prática de 50% dessas ações com certeza o CE poderá atingir seus objetivos que é uma Escola para todos!

    ANA PRISCILA BEGO PEREIRA
    CEIM CASA DE JESUS – ITABERÁ SP
    At. 8.01

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pri concordo com você quando relata que "é um desafio trabalhar na Escola sabendo conviver com as diferenças e respeitá-las acima de tudo. E também quando diz que todo funcionário tem sua importância e seu valor, pois sem a ação de cada um não há trabalho 100% realizado de forma correta, afim de beneficiar aquele que mais almejamos: nossas crianças!".

      MARIA CAROLINA FERRAZ
      CEIM Itaberá

      Excluir
    2. "Valorizar constantemente a ação de qualquer trabalhador envolvido no âmbito escolar é conceder oportunidades para todos", também acredito ser importante Pri.

      Luciane Magna Almeida
      CEIM Casa de Jesus
      Itaberá-SP

      Excluir
    3. Priscila concordo com você quando você diz, valorizar constantemente a ação de qualquer trabalhador envolvido no âmbito escolar é conceder oportunidades para todos. Não podemos ter atitudes preconceituosas, temos que saber lidar com a individualidade seja de professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola.

      Maria Betânia Falsarella da Cruz
      CEIM-Casa de Jesus

      Excluir
  34. Hoje em dia não só acontece a desvalorização dos professores quanto também dos outros funcionários da Escola. Pois é algo coletivo, de interesse de todos. O que se deve fazer atualmente é resgatar a importância desses trabalhadores no campo educacional, contribuir para que a Escola possa tornar-se um espaço efetivo de mediação, de formação humana e de exercício da democracia participativa, visando à construção de uma sociedade igualitária e justa. Nesta perspectiva, algumas ações pontuais podem ser desenvolvidas pelos Conselhos:
    • combater a atitude preconceituosa que separa professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola;
    • cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar;
    • inserir a todos na discussão do projeto político-pedagógico, como forma de apropriação, por todos, do saber/fazer pedagógico;
    • lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola;
    • discutir e avaliar planos de carreira e políticas salariais de professores e funcionários;
    • discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e fun-cionários (examinar planos, políticas, práticas); e
    • realizar fóruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profis¬sional nº 21.

    MARIA CAROLINA FERRAZ
    CEIM Itaberá – Atividade 8 - 01

    ResponderExcluir
  35. Silvia Cristina de Barros Gomes9 de maio de 2012 18:23

    Para assegurar o direito dos nossos alunos, os professores e funcionários da educação precisam ter assegurado seu próprio direito a uma formação que lhes permita uma atuação compatível com as exigências. Precisam, por sua vez, ter assegurado seu direito a uma qualificação adequada. A formação profissional é uma das principais estratégias para a conquista de uma educação escolar de qualidade, isto é, uma educação que garanta o direito de crianças, jovens e adultos às aprendizagens imprescindíveis ao desenvolvimento de suas capacidades cognitivas, afetivas, físicas, éticas, de inserção social e de relação interpessoal.

    Silvia Cristina de Barros Gomes
    EMEI – “ Arco-Iris”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Silvia! Concordo que a formação profissional é uma das principais estratégias para a conquista de uma educação escolar de qualidade, isto é, uma educação que garanta o direito de crianças, jovens e adultos às aprendizagens imprescindíveis ao desenvolvimento de suas capacidades cognitivas, afetivas, físicas, éticas, de inserção social e de relação interpessoal.

      Luciane Magna Almeida
      CEIM Casa de Jesus
      Itaberá-SP

      Excluir
  36. Atualmente espera-se que a escola seja vista como um espaço que, para além das salas de aula e da transmissão de conteúdos, torna-se ‘’um lugar sintonizado com os direitos sociais, contextualizado ao meio e ao tempo presente, nos quais os sujeitos constroem, com autonomia e em cooperação, seus conhecimentos e sua própria história. Como trabalhadores da educação básica historicamente desvalorizados, professores e funcionários devem unir-se em prol da unidade entre trabalho intelectual e trabalho manual (ambos os trabalhos nos seus diferentes níveis e modalidades), constituindo-se efetivamente como educadores no espaço e no cotidiano escolar.

    Luciane Magna Almeida
    CEIM Casa de Jesus
    Itaberá-SP
    At. 08-01

    ResponderExcluir
  37. O tema abordado no caderno 8 nos leva a reflexão de como olhamos e valorizamos o trabalho realizado por todos no âmbito escolar.Leva a compreender o quanto a função de cada um é essencial para o andamento de uma unidade seja ela qual for. Faz-nos pensar como cidadãos a importância do respeito ao próximo e a aceitação de suas diferenças. E nos remete a pensar em algumas ações que podem ser desenvolvidas pelo CE a fim de melhorar e proporcionar um ambiente mais prazeroso para a realização de todas funções cabíveis a cada um: 1- combater a atitude preconceituosa que separa professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola; 2- cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar; 3- inserir a todos na discussão do projeto político-pedagógico, como forma de apropriação, por todos, do saber/fazer pedagógico; 4- lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola; 5- discutir e avaliar planos de carreira e políticas salariais de professores e funcionários; 6- discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e fun¬cionários (examinar planos, políticas, práticas); e 7- realizar fóruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profis¬sional nº 21. Cabe aos Conselhos Escolares, com a compreensão desta realidade, somar esforços na luta pela valorização do trabalho de professores e funcionários, visando a uma nova organização do trabalho escolar, em que cada um perceba que sua parte no trabalho faz parte – ou deveria fazer – de um todo orgânico, que é a educação.

    Josina Elisabeth de Mello Barreira – Diretora - CEIM Itaberá, CEIM Dom Silvio e CEIM Distrito Toriba do Sul.
    At. 08-01

    ResponderExcluir
  38. Filomena Tonon Cimatti9 de maio de 2012 19:36

    Essas são algumas das ações pontuais que podem ser desenvolvidas pelos Conselhos citadas no caderno 8, que são: combater a atitude preconceituosa que separa professores, gestores e especialistas dos funcionários de escola; cuidar da representação de funcionários de escola nos Conselhos: como escolher, como qualificar; inserir a todos na discussão do projeto político-pedagógico, como forma de apropriação, por todos, do saber/fazer pedagógico; lutar pelo reconhecimento profissional dos funcionários de escola; discutir e avaliar planos de carreira e políticas salariais de professores e funcionários; discutir e avaliar a formação inicial e continuada de professores e fun¬cionários (examinar planos, políticas, práticas); e realizar fóruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profis¬sional nº 21. Portanto nos leva a refletir no nosso papel dia a dia na Escola e de como realizamos nosso trabalho e nossa convivência com os demais funcionários. Acredito eu que o respeito mutuo é uma importante chave nesse processo, visando o bom funcionamento da Escola.

    Filomena Tonon Cimatti
    CEIM ITABERÁ SP
    AT 08/01

    ResponderExcluir
  39. Concordo com você Vanilda Souza, quando diz que a escola é uma rede de ensino organizada e dividida, que para atingir o objetivo é preciso a parceria de todos,valorizando os profissionais de educação.

    Maria Betânia Falsarella da Cruz CEIM-Casa de Jesus

    ResponderExcluir
  40. Marisa Cristiano9 de maio de 2012 19:56

    Devemos contribuir para que a escola seja sempre o espaço coletivo de ensino-aprendizagem (onde se aprende e ensina a todo tempo),um terreno fértil para a formação do cidadão consciente e emancipado.Contribuir para que entre os membros da Equipe Escolar não haja separação ,preconceito e méritos a parte .Somos todos participantes de uma construção coletiva e o sucesso de cada um representa o sucesso de todos.Então ,que possamos ter momentos de estudo coletivo,debate e crescimento.O conhecimento muda a ação e o respeito edifica a Equipe.Marisa Cristiano Lima –EMEI “Arco-Íris”

    ResponderExcluir
  41. alessandra p. de paula9 de maio de 2012 20:00

    Em se tratando de valorização dos trabalhadores da educação,temos que ter respeito por todos que ali trabalham,pois todos são de suma importância para o bom desempenho da instituição.E é por isso que no próprio caderno de estudo desse tema são propostas algumas alternativas como: Combater a atitude preconceituosa que separa os profissionais,lutar pelo reconhecimento profissional,discutir e avaliar plano de carreira,realizar foruns de debate sobre a resolução que estabelece a área profissional nº21, entre outros.
    Sendo assim,temos que construir uma escola cidadã,onde todos se conscientizem do seu papel e da sua contribuição para as mudanças que se fazem necessaria dentro e fora dela.

    Alessandra de paula
    CEIM Itabera
    AT.08-01

    ResponderExcluir
  42. Eliana Bueno-CEIM Itaberá10 de maio de 2012 09:10

    È imprescindível que todos percebam a sua importância e a do seu trabalho,seja ele qual for dentro da Escola.Se ele está lá é porque se faz necessário.E tudo que é necessário é importante.Cabe a cada um também se valorizar e valorizar seu trabalho.

    ResponderExcluir
  43. Exatamente se estamos lá é porque temos que mostrar nossos valores, é porque temos força, garra, desejo de transformar e muita fé, se estamos lá não é por acaso:estamos para fazer o melhor a partir de nossos melhores valores!

    ResponderExcluir
  44. Nossos antepassados sabedores da convivência humana já diziam "Uma andorinha sozinha não faz verão". O debate neste espaço provou que todos já deram o primeiro passo para a mudança: possuem plena consciência de que a valorização do profissional começa em você, com sua atitude que se somará a outras atitudes.O segundo passo "Formações" são de suma importância, haja visto este espaço tão rico e bem aproeitado,mas isto só ainda é pouco. Falta o terceiro passo "a ação concretizada da teoria na prática, isto é a união entre o primeiro e o segundo passo para que haja um recomeço. É a zona de desenvolvimento proximal de Vygotsky atuando em cada ser humano, em cada indivíduo para juntos construirmos o verão tão esperado. Não pensem que ele será somente luminoso, mas em conjunto saberemos enfrentar as intempéries. Parabéns a todos vocês corajosas andorinhas deste verão denominado EDUCAÇÃO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciane Santucci17 de maio de 2012 11:09

      Glória, gostei de toda a sua colocação, mas a última frase foi a que me chamou mais atenção! Foi muito criativa quando nos compara as andorinhas, pois a começar por nós, estuantes deste curso, que conseguiremos mais aliados para essa batalha, que é a melhoria da educação visando o todo.
      Luciane Aparecida Lobo Santucci
      EMEI"Arco-Íris"

      Excluir
  45. Realmente Glória agora só falta o terceiro passo "a ação concretizada da teoria na prática". Mas, estamos todos imbuidos de força de vontade e querendo mudar e prá melhor, além de como você já disse, estarmos mobilizados e conscientes do trabalho em equipe, entãovamos a luta, pois a "União faz a força".

    ResponderExcluir
  46. PARA QUE HAJA UMA BOA VALORIZAÇAO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇAO BASICA, TEMOS QUE TER UM BOM CONSELHO ESCOLAR FORMADO POR PROFISSIONAIS COMPETENTES ,PROCURANDO ACABAR COM A DIVISAO SOCIAL NO TRABALHO,SUPERANDO OS PRECONCEITOS ENTRE FUNCIONARIOS, PROFESSORES, E TAMBEN GESTORES, BUSCANDO VALORIZAR TODA A EQUIPE ESCOLAR E ASSIM TRANSFORMANDO A ESCOLA EM UM AMBIENTE ESTRUTURADO DE CONFIANÇA E SATISFAÇAO PARA TODOS.
    LUCIMARA J. ALMEIDA
    C.E.I.M. ITABERA

    ResponderExcluir
  47. para que haja uma boa valorizaçao dos profissionais da educaçao ,temos que procurar ter respeito e valorizaçao por todos por igual,mostrando a importancia que cada um desempenha no seu setor e assim ,que todos trabalhem com mais competencia,respeito e satisfaçao pelo que desempenham,e sempre juntos vivermos em harmonia.
    juvelina ap. gonçalves
    ceim dom silvio

    ResponderExcluir
  48. Luciane Santucci17 de maio de 2012 10:58

    Quando o profissional trabalha descontente, seu trabalho se torna cada vez pior, pelo sentimento de incapacidade, pela falta de estímulo, etc.
    Então, no meu ponto de vista a função do conselho escolar, em meio aos profissionais,é perceber a equipe escolar para que esse tipo de situação não aconteça. Seu dever é proporcionar maneiras em que todos se sintam capazes de realizar vitórios na área da educação. Para isso é preciso: capacitar, verificar recursos,lutar por melhoras no sálario do profissional, promover a união da equipe, em busca de mais e mais qualidade de ensino porque o estímulo e a criatividade não podem morrer. Um profissional confiante desempenha sua função com sucesso.
    Luciane Aparecida Lobo Santucci
    EMEI"Arco-Íris"

    ResponderExcluir
  49. Adilson Oliveira da Cruz17 de maio de 2012 20:00

    Todo trabalhador deve ser respeitado sem ser discriminado por sua classe social econômica e/ou profissional, independente se trabalha neste ou naquele setor.Todos devem ser valorizados pois um depende do outro para a instituição ter um bom andamento.Todos somos importante para a sociedade.

    ResponderExcluir
  50. Adilson Oliveira da Cruz17 de maio de 2012 20:17

    Concordo com você Luciane Santucci,Todos os trabalhadores devem se sentir bem no trabalho que executa .O Conselho escolar deve repensar sobre estes profissionais que sempre estão prontos a sevir em todos os aspectos.Sem eles a escola por si só não existiria.Estes trabalhadores devem ser estimulados e valorizados para que a escola tenha um bom desempenho e avance a cada dia.E que eles não sintam discriminados quanto a sua formação profissional.

    ResponderExcluir
  51. Adilson Oliveira da Cruz17 de maio de 2012 20:31

    Gostei da sua colocação Glória,todos devemos fazer a diferença quando unimos forças e nos juntamos para crescermos (zona de desenvolvimento proximal).A cada dia que passa encontramos desafios e quando estamos sozinhos nessa empreitada sentimos a falta de um bando de "andorinhas"para nos fortalecer.

    ResponderExcluir
  52. o conselho escolar eaborado por sua vez em cada intituição de ensino e uma maneira no qual cada um tem a possibilidade e reconhecimendo assim sem destinção de cada um que trabalha na unidade, o conselho abre as portas para que cada funcionario se torne sim uma equipe para sempre estar buscando a melhor forma de ensinar e respeito é que todos são importantes pará o bom funcionamento da escola.
    erica oliveira-ceim vila dom silvio

    ResponderExcluir